Arquivo da categoria: cinema

[Cabine da Pipoca] Cinema para Cegos

Vocês já imaginaram como um cego pode ir ao cinema e poder se interagir com as cenas como uma pessoa com visão “normal”?
Com certeza você deve imaginar que isso é quase impossível, afinal  um cinema é totalmente visual, já que há até cenas que não existem falas. 
Certo?

Talvez!

O projeto intitulado de “Cinema para Cegos”, faz pessoas vivenciarem experiência que para nós, pode ser comum e rotineira, que é ir ao cinema e levar as pessoas que não conseguem enxergar a se encantar dentro de um cinema.
A ideia do projeto é aproximar toda a população, independendo de sua deficiência da sétima arte. As pessoas ao ingressarem nas salas, são distribuídos áudio-fones, onde tradutores interpretam as cenas, principalmente as que não possuí falas entre os atores. Desta maneira os espectadores escutam a descrição das cenas, possibilitando a compreensão do cenário, figurinos, expressões, entre outros detalhes.
O processo de gravação do áudio é realizado antes, na elaboração de um roteiro das cenas descritas. Outro fator de suma importância, é a escolha dos interpretes, para não se confundir com as vozes dos atores em cena, no entanto, se o personagem for mulher a narração é feita por um homem e vice e versa.
 Com este recurso traz ao cegos autonomia aos deficientes visuais, pois eles podem compreender o longa somente através da voz. Já que para eles a percepção da estética é nula, e seu principal artificio é através dos sons que eles escutam.
Ideias bastante interessante, para aproximar a todos da sétima arte, afinal todos temos direito em se aculturar e obter o conhecimento entre diversas áreas, não importando quão é sua deficiência.
See ya, 

Caixa de Som

Não é de hoje que a música pop e cinema estão mais interligados do que nunca. Desde as décadas passadas que as músicas marcam e interagem com os filmes, marcando gerações.

E para você que adora cinema, mas antes de tudo ama música, não pode deixar de ler, o “Almanaque das Músicas Pop no Cinema”.

O livro mostra as trilhas que contaram as histórias por trás da música, apresentando como inciou o surgimento da música pop no cinema a partir dos anos 1950 até as décadas de hoje. De Elvis aos Beatles, de Stepenwolf aos Bee Gees, de Cindy Lauper à Alanis Morissette, de Aerosmith a Bruce Springsteen. São quase 120 filmes e milhares de curiosidades. Bandas que foram criadas a partir do sucesso de um filme, astros que foram descobertos depois de interpretarem um grande músico, filmes que tiveram novo roteiro a partir da escolha de uma trilha… Enfim, um mundo de curiosidades sobre música e cinema, unidos pela trilhas que embalaram gerações e são as mais lembradas até o dia de hoje.

ALMANAQUE DAS TRILHAS: A MUSICA POP NO CINEMA

Autor: Rodrigo Rodrigues
Editora: Lua de Papel
Previsão de Publicação: 25/05/2012 (lembrando que pode ser alterado, caso a editora altere a data de publicação prevista).
Enquanto não saí o almanaque, confira um single que foi sucesso do Aerosmith, que com certeza, todos conhece: “I Don’t Want to Miss a Thing“.


Coloque mais música em sua vida, afinal todos os momentos dela tem uma trilha sonora, basta você prestar atenção.See ya…Patricia Visconti

Cabine da Pipoca

A viagem de hoje vai além do cenário hollywoodiano ou estrangeiro. O filme, mais precisamente um documentário, busca uma função maior na sociedade: inspirar mudanças no mundo através de histórias que deram certo. 

Mara Mourão, diretora do filme, apresenta diversas histórias positivas de empreendedorismo social, contando como elas foram produzidas e desenvolvidas e como estão mudando o mundo. Os principais empreendedores sociais, distribuídos em 7 países diferentes do planeta, contaram em seus depoimentos para o documentário como seus trabalhos são feitos. 
Veja o trailer, se interesse, se inspire!


Hoje é dia de diversão, bebê!

Bem ao estilo Teresa Cristina entro com pé direito no Barquinho Cultural pra oferecer cultura e diversão aos leitores cariocas ou pra quem vai dar uma passadinha pela minha terra neste final de semana.

Para começar bem esta viagem lhes apresento o bairro da Lapa, conhecido como o berço da boemia carioca, também é famosa pela arquitetura, a começar pelos Arcos da Lapa. Nos últimos anos, a região consolidou-se como o segundo maior destino de turistas estrangeiros na cidade, ficando atrás apenas do bairro de Copacabana.

A Lapa possui uma infinidade de bares e casas de shows que atendem a todos os gostos, entre eles está o “Cine Botequim”, o mais novo estabelecimento boêmio do Rio de Janeiro. Localizado próximo a Praça Mauá (R. Conselheiro Saraiva, 39), o espaço é literalmente a mistura da cultura carioca dos botecos com a classe mundial do cinema. E já é sucesso garantido!

No Cine Botequim você se surpreenderá com a mistura da cultura de botequim da nossa cidade com o universo do cinema mundial. Acompanhado de uma cerveja bem gelada, petiscos criativos e ambiente informal e aconchegante, você assistirá a uma programação diária de filmes variados.

Além disso, no Cine Botequim, cineastas e estudantes de cinema terão um espaço semanal para exporem seus curtas ou longas metragens. É diversão e cultura garantida pra você, seus amigos e sua família. Tá esprando o que pra curtir esta novidade? 


Bem, é isso! Vou continuar navegando pelos mares de cultura carioca e assim que eu parar no próximo porto eu darei dicas divertidas de como tirar o maior proveito do que o Rio de Janeiro pode te oferecer e, melhor de tudo, gastando pouco – e até mesmo nada!


Serviços:
Para maiores informações acesse: http://www.cinebotequim.com.br/  ou ligue: (21) 2253-1414

É hora de zarpar, bebê! 
Até a próxima…….fui!
@nanirose

[Cabine da Pipoca] Noite de terror no MIS

Hoje é sexta-feira 13, dia em que as bruxas estão soltas pela cidade, e nesta noite a festa vai rolar até amanhã de manhã.
O MIS, Museu de Imagem e Som, realiza a segunda edição da Maratona do Terror. O evento acontece a meia noite desta sexta-feira e exibe três filmes consagrados do cinema do horror.

Esta semana o MIS apresenta:

O Corvo 
(dir. Roger Corman, 1963, 83 min)
Peter Lorre, Vincent Price e Boris Karloff formam o triunvirato do horror em ‘O Corvo’. O filme se equilibra o tempo todo entre a comédia burlesca e o terror gótico derivado das histórias de Poe.
O Morcego Diabólico 
(Dir. Jean Yarbrough, 1940, 68 min)
Bela Lugosi é um cientista bem intencionado, enlouquecido por seus patrões gananciosos. Ele busca sua vingança, da única maneira que sabe – a criação de uma raça de morcegos diabólicos para fazer um lance sinistro. A única esperança da cidade é um intrépido repórter que deve investigar as mortes e determinar que, se for o caso, a ligação que eles têm com uma misteriosa e nova loção pós-barba que está sendo utilizada em torno da cidade.
O Gato de 9 Caudas 
(Dir. Dario Argento, 1971, 90 min)
Um repórter e um jornalista cego aposentado tentam resolver uma série de assassinatos. Os crimes estão conectados a experimentos feitos por uma indústria farmacêutica em pesquisas secretas. Os dois acabam virando alvos do assassino.
Serviço:

Data: 13abr2012
Horário: meia noite
Local: auditório MIS 
Ingresso: R$ 6,00 (50% de desconto para estudantes)
Ingresso válido para todos os filmes

Ingressos à venda na Recepção MIS ou através do site: www.ingressorapido.com.br

[Cabine da Pipoca] Titanic em 3D estreia nesta sexta-feira nos cinemas brasileiros

A ansiedade acabou, pois hoje estreia uma das grandes produções do cinema, Titanic, mas desta vez em 3D.
O lançamento do filme é embalada pelo centenário do naufrágio do navio, que aconteceu em 14 de abril de 1912.
No entanto, peguem os lencinhos de papéis, a pipoca, os óculos em 3D e vamos para o cinema, relembrar e se encantar com o romance de Jack e Rose a bordo do transatlântico que da origem ao nome do filme.


Por: @nickacarter

[Cabine da Pipoca] Prefeitura de Paulínia cancela festival de cinema neste ano

Na manhã desta sexta-feira 13, a prefeitura de Paulínia anunciou em coletiva, que este ano não haverá a 5ª edição do Festival de Cinema, mas afirmou que todos os investimentos à cultura serão realizados.

José Pavan Junior ainda disse, que Paulínia continuará a apoiar e investir longas e curtas produzidos no Pólo Cinematográfico, Festival de Dança, Concertos, Peças de Teatro e na formação e captação de 1200 alunos que frequentam o espaço cultura.

Segundo Pavan, a verba de R$10 milhões destinada a edição deste ano do evento, será revertida às causas sociais de Paulínia. “Iremos investir em outras áreas e medidas, como a construção de casas, creches e escolas”, detalha o prefeito.

Só esperamos que essa verba seja mesmo investido nessas causas que o senhor prefeito diz, apesar de que cultura também é desenvolvimento social, mas infelizmente em nosso país os governantes não vêem isso como prioridade ao público.

Contra esta decisão do prefeito de Paulínia, está rolando na Internet, por meio das redes sociais, um abaixo-assinado, manifestando contra a suspensão do Festival de Cinema de 2012.

Se você também é contra este decreto do senhor Pavan Jr., assine e propague para todos os aculturados do Brasil.

Por: @nickacarter 

Cabine da Pipoca

Hoje não é a @marquestela que vai comandar a Cabine desta sexta-feira, que por sinal é feriado e todo mundo resolveu dormir um pouco mais. 
Mas a dica desta semana é bem bacana, e o melhor, é filme nacional, com uma história bem brasileira. 
O filme de hoje é Xingu, que estreia nesta sexta-feira 6, em todas as salas comerciais do país.

O longa conta a história dos irmãos Villas – Boas, que no início do século 20 desbravaram um território do Brasil desconhecido, até mesmo pelo governo. Então, o próprio resolveu criar a Marcha para Oeste, incentivando os brasileiros a conhecer o interior do país, dentre esse grupo, estava os irmãos Villas-Boas, que só não ajudaram nesse desbravamento, mas descobriram novas tribos indígenas, que nunca haviam tido contato com a sociedade e nem com os homens brancos.
Integrando essa comunidade a sociedade, dando origem a criação do Parque Nacional do Xingu, que completou 50 anos no ano passado.

TRAILER:



FICHA TÉCNICA:
Direção: Cao HamburgerProdução: Fernando Meirelles, Andrea Barata Ribeiro, Bel BerlinckRoteiro: Elena Soarez, Cao Hamburger, Anna MuylaertDireção de Fotografia: Adriano Goldman, ABCDireção de Arte: Cassio AmaranteProdução de Elenco: Patricia Faria, Cecília Homem de MelloProdução de Elenco Indígena: Francisco AcciolyMontagem: Gustavo GianiMúsica: Beto VillaresSupervisão de Pós Produção: Hugo GurgelDesenho de Som e Mixagem: Alessandro Laroca, Eduardo Virmond Lima, Armando Torres Jr.Som Direto: Paulo Ricardo NunesFigurino: Verônica JulianCaracterização: Anna Van SteenDiretor de Produção: Marcelo TorresDiretora Assistente: Márcia FariaProdutora Executiva: Bel Berlinck, Andrea Barata RibeiroEmpresa Produtora: O2 FilmesCo-produção: Globo FilmesDistribuição: Downtown Filmes, Sony Pictures e RioFilmeElenco: João Miguel (Claudio Villas Boas),Felipe Camargo (Orlando Villas Boas),Caio Blat (Leonardo Villas Boas), Maiarim Kaiabi (Prepori)Awakari Tumã Kaiabi (Pionim), Adana Kambeba (Kaiulu)Tapaié Waurá (Izaquiri), Totomai Yawalapiti (Guerreiro Kalapalo)Participação Especial: Maria Flor (Marina),Augusto Madeira (Noel Nutels), Fabio Lago (Bamburra)

Site oficial: http://www.xinguofilme.com.br/Facebook: http://www.facebook.com/xingufilmeTwitter: https://twitter.com/XinguOFilmeYoutube: http://www.youtube.com/xinguofilme

Espero que tenham curtido essa dica, que para os cinéfilos de plantão, principalmente de filmes nacionais, pode ser uma ótima pedida para o feriadão.Bom feriado e um feliz Páscoa para todos!See ya…@nickacarter 

Cabine da Pipoca: Eventos

Já falamos da rainha da música pop, agora vamos falar da grande diva do cinema. Apesar de hoje não ser sexta-feira e aqui não ser a @marquestela, com suas matérias sobre a sétima arte.
Está rolando em Sampa a exposição e mostra de filmes, ‘Quero ser Marilyn Monroe’.

O evento marcará o cinquentenário da morte da Diva do cinema, acontece na Cinemateca.
Essa é a primeira vez que a exposição vem ao Brasil, após obter grande sucesso de público nos principais museus da Europa, Estados Unidos e Canadá.
Se interessou em conferir essa mostra da musa Marilyn Monroe, então anota ai e confirma sua presença nessa exposição.



Serviço:
O que: Quero Ser Marilyn Monroe! – Exposição e Mostra
Quando: 04 de março a 1º de abril
Onde: Cinemateca Brasileira – Largo Senador Raul Cardoso, 207 – Vila Clementino – São Paulo
Entrada gratuita a todos os visitantes
Site: 
Até semana a próxima…

Cabine da Pipoca

Fiz a viagem e convido você, leitor, a embarcar nesse barquinho de volta ao final dos anos 1920, início dos 1930 e se deliciar com a história de O Artista. [Trailer aqui]

O vencedor de cinco oscars neste ano, incluindo o de melhor filme, conta a história de George Valentin e de Peppy Miller. George é um famoso ator do cinema mudo, que acaba entrando em declínio com a ascensão do cinema falado – ele não admite a transação e se recusa a trabalhar num filme deste tipo, ocasionando, a partir daí, seu drama. Com a nova era, Peppy Miller se torna a nova estrela de filmes hollywoodianos. 
A produção franco-americana é diferente da maioria dos outros filmes aos quais estamos acostumados a ver no cinema, apesar de ter aquele velho clichê de os protagonistas se encontrarem no início do filme e, cenas depois, se reencontrarem casualmente. O Artista chama atenção por ser mudo e em preto e branco, também de abordar uma situação diferente do que geralmente é abordado em filmes contemporâneos. 
A sucessão dos fatos, no filme, e a expressividade de Jean Dujardin, intérprete de Valentin, tornam a obra verdadeira e capaz de prender a atenção do espectador. 
O Artista é um filme diferente, emocionante e surpreendente. Não só tem estas qualidades como também vários prêmios: Melhor Ator, no Festival de Cannes; Melhor Filme – Comédia ou Musical, Melhor Trilha Sonora e Melhor Ator – Comédia ou Musical, no Globo de Ouro; Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator, Melhor Figurino e Melhor Trilha Sonora, no Oscar 2012. 
Indico que vocês assistam ao filme porque a viagem é gostosa, a volta no tempo é interessante, bem como as vestimentas e os costumes da época mostrados no longa. O passeio ainda é acompanhado de uma trilha sonora que interage com as cenas, além da ótima atuação de Jean Dujardin e Bérénice Bejo. 
Até a próxima!