Arquivo da categoria: exposição

[Caixa de Som] Viva Elis!

Nesta quinta-feira 19, a 30 anos atrás, grande cantora brasileira Elis Regina, nos deixava órfão com sua música, irreverência e é considerada por muitos críticos, comentadores e outros músicos a melhor cantora brasileira de todos os tempos.
Gaúcha, nascida em Porto Alegre em 17 de março de 1945, ela inovou os espetáculos musicais no país e era capaz de demonstrar emoções tão contrárias, como a melancolia e a felicidade, numa mesma apresentação ou numa mesma música.

Visando esse grande interprete que Elis Regina foi e para muitas pessoas, sempre será, o Centro Cultural São Paulo, exibe a exposição “Nívea Elis Regina”. 
O projeto visa mostrar fotos e vídeos. Idealizado pelo filho da cantora, João Marcelo Bôscoli, também contará com apresentações especial de sua outra filha, Maria Rita.
Na mostra, os visitantes poderão conferir mais de 200 fotos de Elis, entrevistas, pôsteres, ingressos, especiais de televisão, réplica de figurinos, revistas e jornais da época, e depoimentos de artistas que trabalharam com a intérprete. Além de um documentário, onde diversos artistas que trabalharem com ela, relatam sobre Elis.
E também, o público poderá conferir Elis por Elis, em uma sala, onde as pessoas ouvirão somente a voz da cantora, sem acompanhamento instrumental.
E ai, curtiram essa exposição em que o público é mais que mero visitante, mas sim um aluno conhecendo um pouco mais da música popular brasileira.
Então se liga e anota direitinho, pois a exposição é por curta temporada.
Serviço:

Nivea Viva Elis
Quando: A partir de sábado, dia 14/04. Ter. a sex.: 10h às 19h30. Sáb., dom. e feriados: 10h às 17h30. Até 20/5
Onde: CCSP – Centro Cultural São Paulo
Rua Vergueiro, 1.000, Liberdade, centro, São Paulo, SP. Tel.: 3397-4002. 
Quanto: Grátis.
Visitas monitoradas: O agendamento deve ser feito pelo telefone 3397-4036 ou pelo e-mail visitasccsp@prefeitura.sp.gov.br

Por: @nickacarter 

[Caixa de Som] Uma exposição pra lá de Rock n’ Roll

A caixa de som de hoje está um pouco diferente, pois ao invés de falarmos sobre alguma banda, artista ou dar algum dica de algum som novo, iremos falar de uma exposição que começou nesta quarta-feira, 4, na capital paulistana.
A Let’s Rock é uma exposição que conta um pouco da história do Rock n’ Roll nos últimos 60 anos. E durante essas seis décadas, este estilo criou, moldou, influenciou gerações ao redor do mundo.
Essa exposição propõe um mergulho nessa história, proporcionando uma lembrança de momentos, bandas, artistas, inesquecíveis, para aqueles que curtem o autêntico rock and roll, passando de Beatles a Nirvana.
Com a colaboração de empresários, colecionadores, publicações e fotógrafos, a exposição vai mostrar um pouco da história de alguns principais nome do gênero do rock mundial já visto na América Latina.
É quase uma aula de Rock and Roll, mas a empresa organizadora não gosta de julgar assim, pois eles querem proporcionar uma experiência de imersão no estilo mais amado do mundo.
Serviços:


Oca (Pav. Gov. Lucas Nogueira Garcez)

Pq. do Ibirapuera
End: Av. Pedro Álvares Cabral, s/n –  Parque do Ibirapuera, SP/SP  – 
Portão 3
Tel: (11) 5572-0985       

Horário de Funcionamento
A partir do dia 04/04 até 27/05, de terça a domingo, das 10:00 às 22:00.
Horário de admissão: até as 21:00
E ai, curtiu essa exposição, então aproveite o feriadão e vai curtir um pouco do estilo mais popular e amado do mundo.

Feliz Páscoa e um ótima feriado a todos!!!
@nickacarter

Obelisco de 32 – O orgulho de Sampa

Sei que hoje é dia de teatro, né bebê.. Mas, como a nossa colunista não publicou e não temos a mesma veia artística que a @ka_my, então fica dica cultural e lazer, para ninguém se queixar de nada e para quem for paulistano, se orgulhar dos nossos heróis da famosa guerra do café com leite, a guerra de 32, que gerou o monumento do Obelisco.
Vocês sabem o que significa aquele Obelisco no Ibirapuera??
Não é só para enfeitar e ter como marco do parque do Ibirapuera, mas é um Mausoléu aos Heróis de 32, é um monumento funerário brasileiro localizado no Parque do Ibirapuera, no bairro de Moema, em São Paulo.
Símbolo da Revolução Constitucionalista de 1932, o obelisco é o maior monumento da cidade e tem 72 metros de altura. A construção do monumento foi iniciada em 1947 e e concluída em 1970.
Tombado pelos conselhos estadual e municipal de preservação de patrimônio histórico, o mausoléu do Obelisco guarda os corpos dos estudantes Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo (o M.M.D.C.) – mortos durante a Revolução de 1932 -, e de outros 713 ex-combatentes. Guilherme de Almeida e Ibrahim de Almeida Nobre, ex-combatentes e respectivamente considerados como o poeta de 32 e o tribuno de 32, se encontram sepultados no mausoleu. Também se encontra sepultado o corpo do agricultor Paulo Virgínio da cidade de Cunha, considerado mais um dos heróis da Revolução na Região do Vale do Paraíba. Paulo Virgínio foi executado pelas tropas fluminenses por se recusar a entrega o local de onde estava as tropas Paulistas. Paulo foi obrigado a abrir sua própria sepultura onde foi assassinado, antes de morrer teria gritado “Morro mas sou paulista e São Paulo Vence”.
Para homenageá-los e preservar a memória da rebelião, há cenas bíblicas e passagens da história paulista feitas com pastilhas de mosaico veneziano.
O Obelisco é um projeto do escultor ítalo-brasileiro Galileo Ugo Emendabili, que chegou ao Brasil em 1923, quando tinha 34 anos de idade, pois estava fugindo de um regime fascista em seu país. O obelisco, feito em puro mármore travertino, foi inaugurado em 9 de julho de 1955, um ano após a inauguração do Parque do Ibirapuera. A Revolução Constitucionalista, Revolução de 1932 e Guerra Paulista foram os nomes dados ao movimento armado ocorrido no Brasil entre julho e outubro de 1932.

Cabine da Pipoca: Eventos

Já falamos da rainha da música pop, agora vamos falar da grande diva do cinema. Apesar de hoje não ser sexta-feira e aqui não ser a @marquestela, com suas matérias sobre a sétima arte.
Está rolando em Sampa a exposição e mostra de filmes, ‘Quero ser Marilyn Monroe’.

O evento marcará o cinquentenário da morte da Diva do cinema, acontece na Cinemateca.
Essa é a primeira vez que a exposição vem ao Brasil, após obter grande sucesso de público nos principais museus da Europa, Estados Unidos e Canadá.
Se interessou em conferir essa mostra da musa Marilyn Monroe, então anota ai e confirma sua presença nessa exposição.



Serviço:
O que: Quero Ser Marilyn Monroe! – Exposição e Mostra
Quando: 04 de março a 1º de abril
Onde: Cinemateca Brasileira – Largo Senador Raul Cardoso, 207 – Vila Clementino – São Paulo
Entrada gratuita a todos os visitantes
Site: 
Até semana a próxima…