Arquivo da categoria: Rio de Janeiro

[Cantinho Literário] XVI Bienal do Livro Rio 2013

A Bienal do Livro do Rio de Janeiro, é um dos maiores eventos literários do Brasil, pois é um encontro de principais autores com seus leitores, pois é uma oportunidade de ambos se encontrarem para transformar o Riocentro, local onde será a feira, durante os 11 dias, em uma grande festa da literatura e da educação, atraindo diversas pessoas e tendo diversão para toda a família.

A Bienal do Livro Rio 2013 contará com a participação de mais de 100 escritores, grandioso time do qual farão parte nomes dos mais variados segmentos da literatura nacional, que se distribuirão em espaços de bate-papos e interação com o público como Café Literário, Mulher e Ponto, Conexão Jovem, Encontro com Autores e os inéditos Placar Literário e Acampamento na Bienal.
Com 950 expositores, a Bienal ocupará três pavilhões em uma área de 55 mil m² do Riocentro. Ao longo de 11 dias, o evento espera receber 600 mil pessoas, sendo 170 mil estudantes e com 28 autores estrangeiros já confirmado, além dos autores nacionais e uma delegação de 11 escritores da Alemanha, pois será o país homenageado, que completam o elenco internacional desta edição.
Para mais informações acesse o site da Bienal do Livro Rio;
Serviço
XVI Bienal Internacional do Livro Rio
Dias: 29 de Agosto a 08 de Setembro de 2013
Local: Riocentro
Av. Salvador Allende, 6555 – Barra da Tijuca 
Rio de Janeiro – RJ
Twitter @bienaldolivro
Página de evento [Facebook] 
Mas para quem não for do Rio de Janeiro, ou então não puder ir à Bienal do Livro deste ano, já tem data para a edição de São Paulo, que será dos 22 a 31 de agosto de 2014, vejam o banner promocional da Bienal do Livro de São Paulo.
Mais informações, confira os endereços da Bienal Internacional do Livro de São Paulo;

Bienal do Livro – SP
Site http://www.bienaldolivrosp.com.br/
Twitter @bienaldolivrosp
Facebook https://www.facebook.com/Bienaldolivrosp

[Total Flex] Diário de um peregrino na JMJ Rio 2013


Canoinhas-SC – Bem, coube a mim escrever um pouco sobre a experiência na Jornada Mundial da Juventude (JMJ), no Rio de Janeiro. Então vamos lá!

Saímos de Canoinhas às 18 horas de quinta-feira, 25, e chegamos ao Rio de Janeiro às 11h30 de sexta-feira, 26. Na paróquia Nossa Senhora de Fátima e São João de Deus, no bairro Realengo, nosso grupo chegou apenas às 14h. Depois, seguimos ao bairro Santa Cruz. Lá, uma fila de mais de três horas para pegar o kit peregrino, que continha mochila, ticket restaurante, vale transporte, camiseta, boné, livros e um crucifixo. O clima entre os peregrinos era de cansaço e estresse, principalmente por causa da viagem de quase 20 horas. Como o grupo todo foi para Santa Cruz, ninguém conseguiu chegar a Copacabana para a via-sacra prevista para sexta-feira, 26.

Decidimos nos separar em pequenos grupos. Juntei-me a mais seis jovens: Daniele Moreschi, Cristiano Gonçalves Fernandes, Luciane Moreira, Liliane Dziado, Leandro dos Santos e Kelvin dos Santos. Saímos perto das 8 horas de sábado, 27, em direção à igreja Nossa Senhora da Conceição, ainda no Realengo, para pegar o kit de café da manhã.

Com a alimentação em mãos, esperamos o ônibus da linha 393, que passava por ali e chegava até a Estação Central. O ônibus estava lotado de pessoas vestindo camisetas nas cores da JMJ: azul, amarelo, verde e branco. Muita gente. A alegria, no entanto, não foi abalada. Logo começaram a cantar músicas católicas e a fazer brincadeiras com os diversos sotaques dali.

No centro, uma multidão seguia cantando, dançando e aplaudindo. Bandeiras de todos os Estados, de vários países e de vários grupos de jovens. Todos seguiam para Copacabana. Alguns jovens se juntaram em uma barreira de policiais, em uma esquina transversal, para conseguir enxergar o papa Francisco, saindo do Teatro Municipal. Foi rápido. Continuamos seguindo com a multidão.

Juntamo-nos a milhares de jovens que esperavam para pegar o kit da vigília, que daria direito à alimentação da noite de sábado e para a manhã de domingo. A fila era enorme. Comemos um pouco do que tinha no kit do café da manhã – era muita coisa – e seguimos para a Estação de Metrô da Glória. Descemos na Estação Siqueira de Campos, que, depois, saberíamos ser a última estação em Copacabana. Passamos o restante da tarde na praia de Copacabana, ensaiando o flash mob para apresentar ao papa no domingo e com shows católicos de diversos países. Quando a noite chegou, a expectativa maior era a chegada do papa. Quem conseguiu, ficou perto das grades para ver de perto o santo padre. Eram aplausos, gritos, choros, bandeiras sendo jogadas para o papa e crianças tentando chegar até ele.

As danças da vigília não chamaram tanta atenção dos peregrinos quanto os testemunhos dados. Apenas as palavras do papa Francisco eram mais interessantes que isso. Por não saber como o metrô ficaria após a vigília, decidimos sair da praia às 21h30. Era a metade da vigília, no momento do silêncio pedido pelo papa. Tudo parou. Só se ouvia as ondas do mar quebrando perto da praia. Um local lotado e uma serenidade jamais sentida.

No dia seguinte, saímos da paróquia perto das 8 horas. Pegamos um ônibus direto para a Estação Central e, de lá, usamos o metrô. Centenas de jovens andavam na mesma direção. Os voluntários pediam para que a multidão andasse mais rápido, para que todos conseguissem chegar a tempo na missa de envio. Chegamos ao lado do Copacabana Palace às 9h55. A missa começou cerca de 20 minutos depois. Aqueles milhares de jovens dançaram todos juntos para o papa Francisco, em uma coreografia ensaiada por todos, quase sem espaço para todos os movimentos.

Quando o papa anunciou o local da próxima JMJ, de 2016, todos se uniram aos aplausos e gritos de felicidade. Os peregrinos saíram da missa pensando na viagem para Cracóvia, na Polônia, para a 29ª edição da JMJ.

Os peregrinos encontraram dificuldades para retirar os kits. Na sexta-feira, 26, a fila foi de mais de três horas, sem contar que eram apenas dois pontos de entrega em toda a cidade, aumentando ainda mais o fluxo. No sábado, 27, quem pegou o kit da vigília também ficou horas na fila, assim como para usar os banheiros químicos. A estrutura de Copacabana não estava preparada para comportar os jovens. De acordo com uma moradora do bairro Guaratiba, onde seria a vigília e a missa de envio, o terreno escolhido era um pântano, que foi aterrado sem sucesso.


[Total Flex] A Jornada da União

O Rio de Janeiro em Julho será a capital mundial da Juventude, o Brasil sediará a JMJ – a Jornada Mundial da Juventude. O encontro é um evento internacional  que reúne a juventude de todo o mundo, unidas pelo mesmo sentimento: A fé em Jesus Cristo.

Em 1984 o Papa João Paulo II foi o primeiro pontífice a celebrar junto à juventude esse momento, o encontro foi celebrado no Vaticano na Praça de São Pedro: o Encontro Internacional da Juventude, neste  mesmo evento o papa entregou aos jovens uma cruz que a partir de então se tornaria o símbolo da jornada, e passou a ser chamada como a cruz da jornada.

No ano de 1985 a ONU (Organização das Nações Unidas) instituiu o ano da Juventude, e ainda em 1985 o Papa anunciou a instituição da Jornada Mundial da Juventude.

A jornada acontece a cada dois a três anos e reúne uma multidão de jovens do mundo inteiro que se concentra em uma cidade sede, onde estes mesmos jovens tem um encontro com o papa, e este ano o encontro será com o Para Francisco, eleito pontífice no inicio do ano após a renuncia do então Papa emérito Bento.

Ide e fazei discípulos entre todas as nações” (MT 28,19), esse é o lema da jornada deste ano, o lema convida toda a juventude a ser protagonista da sua própria história, convidando a caminhar anunciado a palavra do Cristo, que segundo a o Cristianismo,  Jesus Cristo tem o anseio de ter a juventude anunciado a boa nova a todos os povos.

Esse encontro proporciona ainda os participantes e as comunidades do mundo inteiro um momento de reflexão, de repensarei seus valores e cuidados com os jovens, possibilita uma nova visão do mundo, conhecimento de novas culturas e leva todas as pessoas a se reconhecerem como jovens e únicos responsáveis para o desenvolvimento de uma sociedade sustentável, economicamente estável e lutadora pelos seus direitos, fazendo também cumprir os seus deveres.

[Cantinho Literário] Casa onde Machado de Assis viveu será tombada no Rio de Janeiro


A casa onde o grande Joaquim Maria Machado de Assis, nasceu, cresceu e teve seu primeiro conhecimento do ler e escrever, será tombado, por mais que a residência que fica no Morro do Livramento, no bairro da Gamboa, se encontra em descaso e abandono, mas por seu importante valor histórico e cultural, afinal foi nada mais e nada menos, onde Machado de Assis residiu por lá e se formos buscar sobre algo fixo do escrito, só haverá os livros, contos e poemas, que ele escreveu.

Por isso o imóvel situado na Ladeira do Livramento, número 77, na área da A.P. 1.0, será tombado pela autoria da vereadora Laura Carneiro, depois de muitas campanhas e súplicas de historiadores, admiradores e fãs de Machado, através das redes sociais para o tombamento da casa. Que sejamos fracos, que se a vereadora não tivesse esta atitude nobre de guardar a cultura do país, em breve, o local seria devastado por empresas de engenharia, para construção de prédios ou Shoppings Center, que dígamos de passagem, isso só enriquece o proprietário do local, porque na história do Brasil, não vai servir nada.

Mas nós d’O Barquinho Cultural, como fãs, admiradoras e aspirante do escritor Machado de Assis, também estávamos junto nesta petição, pois não queremos que a cultura do país se acabe e toda a história vai embora como um aperto na descarga e afinal, ele é Machado de Assis, um dos patronos da ABL (Acadêmia Brasileira de Letras), junto com grandes nomes como Rodolfo Amoedo, Artur Azevedo, Inglês de Sousa, Bilac, Veríssimo, Bandeira, Filinto de Almeida, Passos, Magalhães, Bernardelli, Rodrigo Octavio, Peixoto, João Ribeiro, Lúcio de Mendonça e Silva Ramos.
Sim para a cultura e não para consumismo egoísta e bajulador, onde a população não ganha com nada, só perde dinheiro e quem lucra são as grandes empresas as custas da sociedade, que deixou sua cultura e história, perdidos no tempo.

Por: Priscila Visconti (apaixonada por literatura e uma Machadista convicta) 

[Cyber Cult] Rio de Janeiro vai adotar o nono dígito a partir de 2013

Assim como São Paulo, o Rio de Janeiro também adotará o nono digito a partir do ano que vem, segundo a Anatel, este número a mais nos telefones móvel deverá ser expandido para outras partes do Brasil, como as da região 31 (em Minas Gerais), 51 (Rio Grande do Sul) e 81 (Pernambuco), porém o Rio será a segunda a receber essa nova mudança.
Com a inclusão de um nono dígito, a quantidade de combinações diferentes que formam números de celulares aumenta de 44 milhões para 90 milhões, em São Paulo já eram 42 milhões de linhas, o que exigiu o 9 extra antes de outras regiões.
(Se liguem, na próxima semana terá especial Campus Party e The Geek Week – AGUARDEM!) 

Difícil é escolher!!

Bom dia pra você que acordou um pouquinho mais tarde neste sabadão ensolarado do meu amado Rio de Janeiro. Em busca de atrações que divertem sem pesar no bolso dos cariocas (de nascimento ou de coração) a tarefa de escolher as dicas pro Barquinho Cultural foi difícil, mas vamos lá:
 
 

Festival exibe 74 filmes sobre o meio ambiente

 

Depois da Rio+20, o debate sobre a sustentabilidade volta à tona no Rio de Janeiro. Mas, desta vez, nas telas do cinema. A segunda edição do ‘Filmambiente’ — festival de cinema ambiental — exibe gratuitamente, até quarta-feira, 74 filmes em quatro espaços da cidade — Centro Cultural da Justiça Federal, Itaú Cinema, Instituto Moreira Salles e Museu do Meio Ambiente.

 
 
Hoje, um dos destaques é o filme ‘Primavera Silenciosa’ (Japão, 2011), dirigido por dirigido por Masako Sakata, em cartaz no Espaço Itaú Cinema, às 19h. Amanhã, ‘Tainá 2 — A Aventura Continua’ (EUA, 2011), de Gore Verbinski, será exibido, às 17h, no Centro Cultural Justiça Federal.
 

Serviço:
Itaú Cinema – Praia de Botafogo 316 (2559-8750). Hoje, ‘Primavera Silenciosa’, às 19h. CENTRO CULTURAL JUSTIÇA FEDERAL. Avenida Rio Branco 241, Centro (3204-2505). Amanhã, ‘Tainá 2 — A Aventura Continua’, às 17h. Grátis. Veja a programação no roteiro de cinema ou em www.filmambiente.com.
 
Maria Gadú canta no Rio novamente

Mal se apresentou na cidade, no último sábado, na Fundição Progresso, Maria Gadú já está de volta aos palcos cariocas. Neste fim de semana, ela apresenta,na Miranda, um show diferente do da turnê ‘Mais Uma Página’, que trouxe ao Rio na semana passada.

O novo espetáculo se chama ‘Doncovim’. Ela explica que o nome é uma expressão mineira que significa ‘de onde eu vim’, e traduz o conceito da apresentação: mostrar ao público quais são as influências musicais da cantora.
 

No repertório eclético, Maria Gadú selecionou canções da banda pop norte-americana Backstreet Boys, passando por Adoniran Barbosa e até Sandy & Junior.

Espaço Lagoon – Avenida Borges de Medeiros, 1424 – Piso 2. Lagoa – RJ
Horário: 21h30
Classificação: 16 anos.

 
Exposição coletiva ‘Gil 70’ celebra os 70 anos de vida do cantor 
 
 
Gilberto Gil é dos artistas mais queridos da música popular brasileira. Não só entre seu imenso público, mas também pelos colegas de profissão. Por isso, não foi difícil para o poeta e designer gráfico André Vallias e o pesquisador e ensaísta Frederico Coelho conseguir um aceno positivo quando propuseram a amigos do cantor e compositor que fizessem uma obra de arte em homenagem a seus 70 anos. O resultado pode ser conferido na exposição ‘Gil 70’, em cartaz até o dia 28 de outubro no Centro Cultural Correios.
 
 
“Nosso trabalho não foi só convidar o artista a produzir uma obra”, explica Vallias. “Tivemos que auxiliar vários deles na confecção do trabalho. A Adriana Calcanhotto, por exemplo, pensou em uma instalação interativa, mas não sabia como transformá-la em realidade, por não dominar as técnicas. Aí nós fomos a ela e colocamos sua ideia em prática”.
 
Além dela, também participam da mostra outros nomes de destaque na cena cultural brasileira, caso de Arnaldo Antunes, Augusto de Campos, Lula Buarque de Hollanda, Antonio Peticov, Caetano Veloso e Andrucha Waddington. Ao todo, são 21 trabalhos, entre pintura, grafite, vídeo, fotografia, escultura, poesia visual e instalação interativa, inspirados em canções de Gil ou dedicados a ele.
 
 
Serviço:
Centro Cultural Correios – Rua Visconde de Itaboraí 20, Centro (2253-1580). De ter a dom, de meio-dia às 19h. Grátis. Livre. Até 28 de outubro
Bem,pessoal!! Corri pra escolher as melhores dicas cariocas deste sábado e que não gaste tanto dinheiro assim. Sábado que vem não estarei por aqui, porque mesmo estando em greve eu preciso me formar na faculdade. Mas tentarei trazer alguma dica pro feriado de 7 de setembro, Até lá…. Divirtam-se!!
 

Voltando à ativa!!!

Após duas semanas de ausência aqui no Barquinho, volto a falar do Rio de Janeiro e das atrações culturais que acontecerão neste sábado na Cidade Maravilhosa. Como vocês poderão ver, diversos shows acontecerão hoje (25/08) e tem para todos os gostos e bolsos.

Começo com uma dica do tipo “quem comprou, comprou. Quem não comprou, pode tentar o cambista!)

 
 
Maroon 5 volta ao Rio com novo CD na bagagem:
 
 
 
A badalada banda norte-americana Maroon 5, uma das atrações da mais recente edição do Rock In Rio, volta à cidade amanhã para lançar seu novo CD, ‘Overexposed’, quarto álbum de estúdio da carreira. Esse mais recente trabalho mantém o conhecido pop romântico com influências da música dance característica do grupo.
 
 
O Maroon 5 chega aos 10 anos de trajetória. Desde que lançou seu primeiro disco, em 2002, já faturou três prêmios Grammy e vendeu mais de 17 milhões de álbuns ao redor do mundo. A banda inglesa Keane, que também está lançando seu novo disco, ‘Strangeland’, faz o show de abertura.
 
 
HSBC ARENA. Avenida Embaixador Abelardo Bueno 3.401, Barra da Tijuca (3035-5200). Amanhã, às 21h. De R$ 190 a R$ 490 (estudantes e maiores de 65 anos pagam meia). 16 anos.
 
 
 Pra quem não conseguiu ingressos pro Maroon 5, mas curte um bom rock nacional, ainda pode conferir Frejat revivendo o Rock In Rio em show na Barra:
 
 
Prestes a cair na estrada de novo em turnê comemorativa de 30 anos de carreira com sua antiga banda, o Barão Vermelho, o cantor, compositor e guitarrista Frejat ainda libera uma última cartada solo antes do voo nostálgico. Amanhã, ele lança no Citibank Hall o novo DVD, seu primeiro solo, ‘Ao Vivo No Rock In Rio’.
 
 
“Foi uma noite histórica para mim este show no Rock In Rio, no final do ano passado. Eu fui a primeira atração da noite e peguei um público descansado e curioso”, recorda Frejat.
 
 
 O repertório do show passeia por seus sucessos, desde o Barão à carreira solo, e inclui ‘Amor Pra Recomeçar’ e ‘Segredos’, além de canções de Tim Maia, Caetano Veloso e Gilberto Gil. Na abertura do espetáculo, os roqueiros cariocas do grupo Filhos Da Judith.
 
 
Citibank Hall. Avenida Ayrton Senna 3.000, Shopping Via Parque, Barra da Tijuca (4003-6464). Sábado, às 22h15. De R$ 60 (mesa lateral) a R$ 140 (camarote). 18 anos. 
 
 
Já para aqueles que preferem um cineminha em família e não tem muitas oportunidades de levar a criançada junto, a dica é conferir o Festival Internacional de Cinema Infantil que, este ano, apresenta 100 filmes inéditos!
 
 
 
 
O Festival Internacional de Cinema Infantil (FICI) está completando uma década de vida. A programação de 2012 (de 24/08 a 02/09) traz 100 filmes de 24 países, a maioria inéditos.
 
 
“O sucesso do festival é a prova de que o cinema infantojuvenil é economicamente viável e tem um enorme potencial de crescimento”, comenta Carla Camurati, que dirige o evento ao lado de Carla Esmeralda.
 
 
Este ano, o FICI apresenta dois novos programas. Um deles é ‘Sessão Contada’, com tradução dos filmes durante as exibições, e o outro é o ‘Conversas no Cinema’, com filmes seguidos de bate-papo.
 
 
REDE CINEMARK. Downtown, Carioca, Plaza e Botafogo (2237-9485). R$ 8. Veja a programação em completa no site do festival.
 
 
Já para quem quer conhecer melhor o Rio de Janeiro, pode aproveitar que os passeios feitos por Nelson Rodrigues viram roteiro para conhecer melhor a cidade:
 
 
Nelson Rodrigues nasceu em Recife, Pernambuco, em 23 de agosto de 1912, mas retratou o Rio de Janeiro de uma época como poucos. Aqui o dramaturgo e escritor ambientou toda sua obra, fazendo um minucioso (e ousado) retrato da classe média carioca — e, principalmente, suburbana. Em homenagem ao centenário do artista, lugares citados com frequência em seus textos se juntam agora aos programas preferidos do autor.
 
 
Filho do cineasta Joffre Rodrigues, o ator Sacha Rodrigues, neto de Nelson, lembra os passeios na Quinta da Boa Vista, tradição em família. O avô adorava o restaurante: tinha até mesa cativa. Na juventude, ia à Quinta para ler. “Ele era o melhor vovô do mundo, apaixonado pela entidade família, doce, afável e carinhoso”, conta Sacha, que lê ‘Toda Nudez Será Castigada’, amanhã, no Rioprevidência Cultural.
 
 
O roteiro virou até matéria do Jornal O Dia, no qual foi criado um mapa a ser percorrido pelos curiosos, sejam visitantes ou moradores do Rio de Janeiro. Para conferir, basta clicar na imagem logo abaixo:
 
 
Arte: Jornal O Dia
 
 
Bem, foi maravilhoso voltar a escrever por aqui e poder indicar programas culturais dos mais diversos tipos pra todos que virão nos visitar neste fim de semana ou mesmo para aqueles que moram aqui, mas não tem tempo durante a semana para se divertir. Espero que aproveitem algumas dessas dicas porque eu as escolhi entre tantas outras que o Rio de Janeiro oferece diariamente!
 
 
É hora de zarpar em busca de novas aventuras, nos encontraremos aqui novamente no próximo sábado, sem falta. Eu prometo! Um grande beijo em seus corações, divirtam-se!
 
 

Para os Batmaníacos de plantão!

Neste sábado O Barquinho Cultural traz uma dica especial para os fãs do Batman. Já que o último filme da trilogia foi tão aguardado pelos fãs e já bateu recordes nas bilheterias mundiais, não poderíamos ficar de fora dessa. Então se você mora no RJ, ou até se estiver de visita, não perca tempo e confira de perto uma exposição organizada por fãs para os fãs!!
A exposição reúne vídeos, painéis, músicas, desenhos, reportagens, material publicitário, e itens de colecionador, como bonecos, figurinos e até tampinhas de refrigerante, dos fil­mes Batman, Batman — O Retorno, Batman Eternamente, Batman Begins e Batman O Cavaleiro das Trevas.
O evento chamado deA sombra do Morcego foi organizado pelo grupo de fãs do herói Batmania Rio. A exposição é gratuita e não tem fins lucrativos.
A exposição está sendo um verdadeiro sucesso até entre as pessoas que não costumam ver os filmes do Homem Morcego. Tanto que mereceu destaque numa matéria divulgada pelo site “Cinema Com Rapadura. Para conferir a matéria e algumas fotos, basta clicar AQUI.
Até 10 de agosto
das 10h às 18h
Centro Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho (Castelinho do Flamengo)
Praia do Flamengo, 158
Outras informações na fanpage do evento: https://www.facebook.com/ASombraDoMorcego 
 
 
No próximo sábado eu volto com mais dicas culturais pros cariocas de nascimento e pros cariocas de coração! Até lá, muito juízo na cabeça e divirtam-se! É hora de zarpar…
 
 

ANIMA MUNDI 2012 NO RJ

Neste sábado os cariocas ainda podem aproveitar que a temperatura subiu pra conferir de perto o evento antes que ele vá para São Paulo. O Barquinho Cultural não poderia ficar de fora desta e trouxe pra você informações que divertem adultos e crianças no mesmo local.

O Anima Mundi chega à sua 20ª edição e acontece entre 13 e 22 de julho, no Rio de Janeiro. A mostra competitiva de animação passa por vários pontos da cidade como Centro Cultural Banco do Brasil, Centro Cultural Correios, Casa França-Brasil, Odeon BR, Oi Futuro e Espaço Itaú de Cinema, e depois segue para São Paulo, entre 25 e 29 de julho.
Com um número recorde de inscrições – 1.623 – e mais de 400 filmes na grade, sendo 80 brasileiros, esta edição vai levar o grande vencedor para a lista de indicados ao Oscar 2013 de melhor curta-metragem de animação.
Entre os destaques deste ano, estão a exibição exclusiva do longa-metragem Ritos de Passagem, do animador baiano Chico Liberato; e Brichos 2, do gaúcho Paulo Munhoz, durante a mostra competitiva. Além disso, marcam presença produções de países como França, Alemanha, Japão, EUA, Polônia, Portugal, Suíça, Dinamarca, Republica Tcheca e as estreantes Síria e Tunísia.
O festival também presta homenagem ao animador carioca Marão e recebe convidados como o americano Adam Pesapane, conhecido como PES, famoso por seus curtas Roof Sex e Spaghetti Western. A inglesa Sarah Cox que vai falar sobre a produção de um longa com a colaboração de crianças do mundo inteiro; e Roger Horrocks, que vai dar uma palestra sobre o neozelandês Len Lye, morto em 1980.
INFORMAÇÕES
Datas: 13 a 22 de julho de 2012
Horários: Conforme programação
Preços: R$ 8,00 (inteira); R$ 4,00 (meia-entrada)
ONDE
Centro Cultural Correios – Rua Visconde de Itaboraí, 20 – Centro
Centro Cultural Banco do Brasil – Rua Primeiro de Março, 66 – Centro
Casa França Brasil – Rua Visconde de Itaboraí, 78 – Centro
Cine Odeon BR – Praça Floriano, 7, Cinelândia – Centro
Confira a programação completa aqui.  
Sábado que vem nos encontraremos novamente com mais dicas pra quem está ou vai passar pelo Rio de Janeiro. Até lá, uma maravilhosa semana para todos vocês! É hora de zarpar, bebê.