Arquivo da categoria: semana da criança

[Dica Cultural] Turnê da Galinha Pintadinha em São Paulo

A galinha azul mais querida da criançada, está se apresentando todo sábado e domingo, no Shopping Eldorado, a peça musicada, “Galinha Pintadinha – O Musical”. 

Com roteiro de Juliano Prado e Marcos Luporini, criadores da famosa galinha, e direção de Ernesto Piccolo, o musical está sendo realizada pela GEO Eventos, em parceria com a Som Livre e a Bromélia Filmes. “Galinha Pintadinha, o Musical”, será o primeiro musical infantil produzido pela GEO. 
Veja abaixo um trecho da apresentação da galinha mais querida pelas crianças.



Serviços: 
Datas: 07 de julho a 16 de dezembro 
Horário: 15:30 e 17:00 
Onde: no Teatro das Artes (dentro do Shopping Eldorado 
Avenida Rebouças, 3970 – Jardim América  São Paulo
telefone: (11) 3034-3628

Mais Informações acesse o site oficial do musical www.galinhapintadinhaomusical.com.br 
Bom fim de semana tripulação e até semana que vem com mais dicas culturais por aqui em nossa embarcação.

[Dica Cultural] Júlio e sua turma mais uma vez nas telonas

Começando mais um plantão OBC especial dia das crianças, por mais que a maior parte da tripulação d’O Barquinho sejam grandinhos, mais com certeza ainda há a criança interior dentro de cada um.
Afinal, quem não tem mais a criança dentro de si mesmo é porque não teve uma infância saudável e com vida, pois só é envelhece quem quer, já diria o Chaves… Que existem jovens de 80 e tantos anos e velhos de apenas 26 anos. Então, para mantermos o clima de semana da criança, vai uma super dica…

Estreou nos cinemas neste dia das crianças, o filme do Cocoricó, COCORICÓ CONTA CLÁSSICOS e terá exibição somente nesta semana de 12 a 18 de outubro, então peça para o papai e a mamãe e vai assistir, pois com certeza não só as crianças mais também os grandinhos irão adorar.

Sinopse:
A turma da fazenda mais divertida do Brasil resolveu interpretar alguns dos mais famosos clássicos infantis para a criançada. Como se isso não bastasse, Júlio e seus amigos ainda deram uma leve mexida nas histórias, deixando-as muito mais engraçadas. Confira os clássicos: “Cocoricunda”, com o Feito no papel de Corcunda; “Rapunzilica”, com a Lilica e suas lindas tranças; “Os Cigarras e As Formigas”, onde Lilica, Caco e Júlio são as cigarras e Zazá, Mimosa e Lola interpretam as formigas; “Belalilica e Ditofera”, com a Lilica no papel da Bela e o Dito, da Fera; e “O Gaitista de Quixeramobim”, onde o Júlio encanta todos com sua gaita.
Confira o trailer do filme abaixo:



Serviços:
Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca
R. Frei Caneca, 569 – São Paulo – SP
‎14:00‎  ‎15:30‎

Espaço Itaú de Cinema – Pompéia
RUA TURIASSU, 2100 – São Paulo – SP
‎13:00‎  ‎14:30‎  ‎16:00

Cine Livraria Cultura
Av. Paulista, 2073 – São Paulo – SP
‎14:00‎  ‎15:30‎

Isso tripulação bom divertimento e bom fim de semana

[Total Flex] Quer entretenimento? Então siga o exemplo delas!

    Olá pessoas, tudo blz?
 Estamos na semana da criança e eu bem poderia passar horas falando sobre peças, livros, desenhos animados, filmes que levam entretenimento á crianças, mas preferi me focar na razão pela qual, nós adultos, ainda somos fascinados e atraídos para o mundo delas!
https://i0.wp.com/www.actionheronetwork.net/images/love-child-smile.jpg
 Procuramos entretenimento exatamente porque em nossos primeiros anos de vida o que mais temos é senso de diversão.
 Criança sabe aproveitar o momento presente sem se preocupar com o que fará quando a brincadeira acabar, sem se preocupar com contas á pagar ou sobre a roupa que tem que vestir. Criança se permite hipnotizar completamente por um filme, desenho animado, um jogo de bola, história em quadrinhos ou passeio no zoológico simplesmente porque criança entende de espontaneidade como ninguém.
 Ao ponto que nos tornamos adultos dificilmente ousamos usufruir de tal sentimento por estarmos muito condicionados pela questão do “Não Fale Isso” ou “Não Faça Aquilo” e é isso que nós procuramos resgatar quando vamos a algum show, cinema ou peça de teatro. Nos permitimos cantar e dançar uma música que nos marcou como se ela fosse a ultima música que escutaremos na vida, comemoramos um gol aos berros como se aquilo fosse a coisa mais importante do mundo, rimos de piadas bobas ou choramos de emoção ao assistir de filmes e peças de teatro sem se preocupar se vai soar bem ou mal simplesmente porque nesses momentos nos permitimos ser mais espontâneos e mais sentimentais.Tal necessidade ,na minha opinião, é o maior motivo pelo qual nos permitimos pagar R$300,00 para assistir a um show de 2 horas!
https://i2.wp.com/www.disneymania.com.br/wp-content/uploads/2010/06/toy-story-3-todos-brinquedos-11.jpg
 Crianças são seres incríveis das quais temos a obrigação de cuidar e eu não falo apenas sobre filhos, sobrinhos e vizinhos, eu falo da criança que existe dentro de cada um de nós e que se mostra a cada sorriso, lágrima ou grito de felicidade que entoamos!
E você, está cuidando bem da sua criança?
FELIZ 12 DE OUTUBRO!

Cantinho Literário na onda das crianças

Salve salve tripulação… 
Depois da ressaca de eleição, nós d’O Barquinho temos um super especial de dia das crianças por aqui.
Sim sim… Nesta semana, a nossa embarcação será tomada pela criançada e cada dia terá um texto novo para as crianças e também para quem ainda mantem o espírito infantil, afinal, quem deixa a criança interior ir embora, é porque não teve uma infância saudável e verdadeira.
Mas começando esta semana ‘fuzaca’, vamos invadir o mundo literário com o grande mestre da literatura infanto-juvenil, ele é o pai do pequeno Menino Maluquinho, um aprendiz de uma professora muito maluquinha e anda com a Turma do Pererê, o especial semana da criança aqui no nosso Cantinho Literário, é com ele o grande Ziraldo. 
Ziraldo Alves Pinto de Caratinga, 24 de outubro de 1932, é um cartunista, chargista, pintor, dramaturgo, caricaturista, escritor, cronista, desenhista, humorista, colunista e jornalista brasileiro. É o criador de personagens famosos, como o Menino Maluquinho, e atualmente, um dos mais conhecidos e aclamados escritores infantis do Brasil. Ziraldo é irmão do também desenhista, cartunista, jornalista e escritor Zélio Alves Pinto e também de Ziralzi Alves Pinto e pai da cineasta Daniela Thomas e do compositor Antonio Pinto.
O escritor e jornalista, se formou em Direito, no ano de 1957, mas suas veias jornalísticas já se manisfestavam com apenas seis anos de idade, quando teve um desenho publicado na Folha de Minas.
Ziraldo já trabalhou em diversos veículos de comunicação como, a Folha de Minas (1954) com uma coluna dedicada ao humor, na revista O Cruzeiro (1957), Jornal do Brasil (1963), entre outras mídias.
No ano de 1960, lançou a primeira revista em quadrinhos brasileira feita por um só autor, Turma do Pererê, que também foi a primeira história em quadrinhos a cores totalmente produzida no Brasil, embora tenha alcançado uma das maiores tiragens da época, Turma do Pererê foi cancelada em 1964, logo após o início do regime militar no Brasil. Nos anos 70, a Editora Abril relançou a revista, desta vez, porém, sem o sucesso inicial.
Em 1969, Ziraldo recebeu o “Nobel” Internacional de Humor no 32º Salão Internacional de Caricaturas de Bruxelas e também o prêmio Merghantealler, principal premiação da imprensa livre da América Latina.
Foi fundador e posteriormente diretor do periódico O Pasquim, tabloide de oposição ao regime militar, uma das prováveis razões de sua prisão, ocorrida um dia após a promulgação do AI-5.
Em 1980, lançou o livro “O Menino Maluquinho”, seu maior sucesso editorial, o qual foi mais tarde adaptado na televisão e no cinema.
Incansável, Ziraldo ainda colabora em diversas publicações, e está sempre envolvido em novas iniciativas. Uma das mais recentes foi a “Revista Bundas”, uma publicação de humor sobre o cotidiano que faz uma brincadeira com a revista “Caras”, esta, voltada para o dia a dia de festas e ostentação da elite brasileira. Ziraldo foi também o fundador da revista “A Palavra” em 1999.
Ilustrações de Ziraldo já figuraram em publicações internacionais como as revistas Private Eye da Inglaterra, Plexus da França e Mad, dos Estados Unidos.
Desde o ano de 2000 participa da “Oficina do Texto”, maior iniciativa de coautoria de livros do Mundo, Criada por Samuel Ferrari Lago então diretor do Portal Educacional, onde já ilustrou histórias que ganharam textos de alunos de escolas do Brasil todo, totalizando aproximadamente 1 milhão de diferentes obras editadas em coautoria com igual número de crianças.
E aí curtiram um pouco da história de Ziraldo? Esperamos que sim, pois com certeza ele foi ou é uma grande inspiração para muitas pessoas, seja na área de humor, jornalismo, desenhos ou então por sua imaginação inacreditável que contagia adultos e crianças.
Para mais informações sobre o Ziraldo, acesse seus endereços da WEB e veja suas maravilhosas e criativas ideias.
Mas é isso ai tripulação, a semana da criança aqui n’O Barquinho, só está começando, então não percam este especial, pois a cada dia terá algo incrível e mágico por aqui, pois o nosso barco nesta semana terá muita imaginação e magia, então bom divertimento a todos…
Boa semana e até a segunda-feira que vem com mais Cantinho Literário

Cantinho Literário

Para comemorar a semana da criança há melhor coisa a fazer é usar a imaginação e voltar a ser criança e se você ainda é pequeno, aproveite e viagem bastante com sua imaginação.
E por isso, que nesta semana estamos aqui para dar uma super dica, de um livro que fez sucesso nas antigas e agora está voltando, com a mesma ideologia, só muda que o Pequeno Príncipe está mais velho, mas continua sonhando e viajando com sua imaginação e criatividade, e claro sempre com seu objetivo, viajar pelo mundo todo, dando a volta ao mundo.


Confiram abaixo um pouco da sinopse do livro:

“O livro O Retorno do Jovem Príncipe  é uma obra de ficção que fala da visita de um célebre príncipe à Terra  em sua adolescência. Com visão humanista e espiritual sobre o mundo, seus habitantes e os valores básicos que os sustentam, o poeta argentino A. G. Roemmers faz um tributo sutil ao personagem que há décadas encanta gerações.
Best-seller na Argentina, o lançamento está sendo também publicado em mais de 15 países.
Ao viajar sozinho no vazio da Patagônia, um homem maduro encontra um adolescente desacordado e o socorre. Quando o rapaz acorda, o homem percebe que não se trata de um jovem qualquer, mas de um famoso príncipe que cresceu e resolveu revisitar o planeta Terra.
Os dois viajantes embarcam num diálogo denso que aborda as grandes questões existenciais. Assim, a viagem de carro se transforma em uma autêntica trajetória espiritual, que abrange a transição da inocência à maturidade, do cotidiano ao transcendente e da tristeza à alegria.
Roemmers retoma no livro discussões éticas sobre a experiência humana e aborda temas ainda cruciais à humanidade, como guerras, crises econômicas, fome e consumismo. “Durante o percurso da viagem fictícia, o Jovem Príncipe pergunta se há muitos caminhos no planeta Terra e se não ocorre aos homens procurar no céu a orientação. Sempre há problemas e os caminhos para superá-los”, afirma o autor, também influenciado pelo personagem em sua infância.”


Por: @pii_littrell