Arquivo da categoria: sp

[Total Flex] Wallpeople: Transformando expressões humanas, em arte urbana!

11000883_10153308381667432_6308018183256173820_n

Que tal expressar seu amor pela cidade de São Paulo resenhando histórias em forma de desenhos nos muros do Largo da Batata?

No próximo sábado, 6, acontece o Wallpeople São Paulo 2015 – Escrevendo Muros (Writing Wallpeople), com muita arte, música e criatividade, onde todos pode participar e expressar sua ideia e relação artística com a cidade.

Uma ideia que se originou em Barcelona, na Espanha e visa convidar as pessoas a criar e fazer parte do unico momento num espeço urbano específico, compondo a arte dentro da sociedade, tornando-a em uma única coisa.

No Brasil, a projeção foi do portal “Olhe os Muros“, dispõe em mostrar que são nos muros que podemos encontrar a cidade de uma cidade, em seus grafites, lambe-lambe, stencil, e tudo que interfere na urbanidade social daquela comunidade, suas histórias, seus relatos, sua vivência.

Fazer com que as pessoas olhe mais para seu redor, ainda mais hoje em dia, onde todos parecem robotizados mirando para seus smartphones conferindo seus “likes” e seus “posts”, e esquecendo que além daquele mundinho que ela cria, há uma imensidão para ser vista e admirada, há pessoas criando e proliferando a arte e a cultura local, enquanto compartilha algo “legal” a quilômetros e distância. Além do mais, a monotonia mundana acaba alienando as pessoas, e fazendo com que elas apenas enxergue o que está diante do seu nariz e o que elas querem ver, fechando os olhos e as mentes para qualquer manifestação alternativa que acontece ao seu redor.

A proposta do “Olhe os Muros” é sensibilizar as pessoas para que olhem não apenas os muros, mas tudo o que há em volta deles, se transformando em um espaço que sirva para conectar experiências e para compartilhar fotos, opiniões, ideias, tudo isso e muito mais.

Mural da edição do Wallpeople 2013.
Mural da edição do Wallpeople 2013

Além das intervenções artísticas nos muros da região do Largo da Batata, haverá apresentações das bandas Ouro e Chá e Embues Beer Band, e também a participação de Seu Molina, levando cultura, literatura, poesia e arte para os paulistanos.

COMO PARTICIPAR?

1. Qualquer pessoa pode participar! Vá para o Largo da Batata, ao lado do muro do Mercado, no dia 6 de junho, às 14h.
2. Você vai encontrar três histórias já iniciadas no muro. Escolha uma.
3. Pense em uma continuação para a história, de modo que ela siga fazendo sentido, e cole-a no muro.
4. Leia outras histórias e participe delas também!
5. Seja criativo: crie, invente, produza! Além das histórias coletivas, haverá espaço para outros trabalhos. Você pode reinterpretar uma obra literária em uma ilustração, fazer stêncil de um poema ou um tributo a algum autor ou livro, etc.
6. Em cada história, você vai encontrar uma pessoa da organização do Wallpeople, que vai lhe dar todo apoio e materiais necessários para você colaborar com as histórias. Lembre-se que as letras devem ser legíveis e grandes para que possam ser lidas com facilidade.

SERVIÇO

Wallpeople São Paulo 2015
Data: 6/ Junho/ 2015
Horário: 14h às 18h
Local: Largo da Batata – São Paulo/ SP
Entrada e participação: FREE
Mais informações: Facebook

Por: Patrícia Visconti

[Total Flex] Mais verde, menos concreto!

10940590_754071398004529_4415880788094684968_n

Em 24 de dezembro de 2013, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, sancionou a abertura do Parque Municipal Augusta, porém dias o próprio alegou de que não haveria verba para a reconstrução do mesmo, e de que o projeto não poderia dar continuidade.

Porém, a população não desanimou, e buscou meios e artifícios para que o Parque fosse novamente uma área lazer, com muito verde e ar puro para respirar.

Essa luta já dura 13 anos, onde já foram realizadas inúmeras atividades, atos de protestos, eventos lúdicos, manifestações de rua, oficinas, debates, piqueniques, assembleias, audiências públicas, etc. O caminho foi longo, árduo e cansativo, mas que resultou na criação do Projeto de Lei do Parque Augusta.

Diversas pessoas se envolveram no projeto, entre artistas, jornalistas, cidadãos de São Paulo e até de outras capitais, aderiram a campanha e enviaram em apoio à iniciativa.

Mas, um ano se passou e o parque foi novamente fechado, contrariando a cláusula pétrea na escritura de uso público do terreno. A solução financeira para a desapropriação foi encaminhada ao prefeito, mas mesmo assim ele insiste em ignorá-la para não tomar a decisão que contraria os interesses privados das construtoras.

Por isso, os idealizadores do projeto decidiu retomar a campanha “Parque Augusta Já!”, e convoca toda a sociedade para aderir e continuar propagar essa ideia, seja através de uma poesia, com uma história, empunhando seu cartaz, sozinho ou com seu pet, compondo uma música, desenhando uma charge ou, simplesmente compartilhando e repassando aos seus amigos o que for criado.

Portanto, se você for humano, contribua com essa campanha, pois o verde e o oxigênio vale mais do que o dinheiro ganho pelas construtoras, que apenas destroem o meio ambiente e enriquecem as custas do que é beneficio para a humanidade, criando crises ambientais e transformando a paz em caos social.

Para mais informações: Site | Facebook

Por: Patrícia Visconti

[Total Flex] A arte OCUPA a OUVIDOR 63

10489962_706617232737236_3468047748975222085_n

Não é de hoje que São Paulo é uma cidade multi, multi no tamanho, mas manifestações sociais, na arte e populacional, basta andarilhar pela capital paulistana que a cada esquina encontra-se algo novo, diferente e irreverente, para mudar os ares dessa selva de pedras.

10527326_726936164038676_6571153279441746832_nNas artes não é diferente, são centenas de artistas espalhados pelas ruas, mas com pouco estímulo e incentivo à eles, fazendo com que muitos têm de levar seus trabalhos para as ruas, e conseguir alguns centavos para seu sustento.

Visando nisso, um grupo de artistas resolveu ocupar desde o dia 1º de maio, o prédio da Rua Ouvidor número 63, um prédio de 13 andares de propriedade do CDHU, desocupado há dez anos, tornando àquele lugar não apenas um centro cultural, mas sim a residência destes artistas, que na maioria das vezes vem de outro Estado, para conquistar seu espaço da cidade grande, e não possuí um lugar para morar.

São diversas atividades artísticas, desde mús10372074_690904634308496_4067142248056251736_nica, artes plásticas, cênicas, fotografia, dança, desenho, etc, todos juntos com o mesmo propósito, transformar o ócio de pedra em residência artística e cultural para a cidade. Limparam as salas, consertaram os encanamentos, mexeram na fiação e decoraram os ambientes de modo bastante cultural e despojado, fazendo com que a vizinhança do Ouvidor não apenas se incomode com o barulho,
mas faça parte desse grande movimento cultural criado em São Paulo, integrando a capital à cultura de rua.

A programação do prédio é voltada para todos aqueles que tem interesse cultural e social, é sempre afixada na entrada do prédio, que não há um porteiro ou recepcionista, basta entrar, subir e conferir10308295_690907117641581_8702340626420828671_n a programação do dia – divulgada também na página no Facebook. Dentre essas programações há oficinas (de dança, vídeo ou bambolê), apresentações performáticas, dramáticas e musicais, exposições artísticas, exibições cinematográficas, entre outras atividades. Além do mais, o imóvel ainda serve de moradia, como foi dito acima, para que os artistas, possam desenvolver e planejar melhor seus projetos em questão.

Um projeto que mobilizou até mesmo o prefeito Fernando Haddad que ficou interessado em conhecer a ideia do projeto e também pelo que eles fazem por lá, já que isso inspira para que novos grupos floresçam seus pensamentos e dão diretriz em suas visões políticas. Transformando ideias em realizações, cimento em cultura e arte em soluções para desenvolvimento solidário e humano na cidade.

10441948_707863849279241_725749316656920088_n
Para mais informações sobre oficinas, apresentações ou até mesmo para visitar por curiosidade, acesse o Facebook do coletivo, que lá sempre traz novidades sobre o acontece no edifício.

Por: Patrícia Visconti

[Agenda Cultural] Disney On Ice 2014 desembarca em São Paulo

DisneyOnIce_Spotlight_610x320

Os personagens mais queridos da Disney, estão aqui no Brasil, com a temporada de 2014 do Disney On Ice, trazendo muita magia, diversão e claro seus ilustres personagens, o Mickey, Minnie, Donald, Pateta e Margarida em uma jornada através de quatro diferentes mundos da Disney, O Rei Leão, A Pequena Sereia, Peter Pan e Lilo & Stitch.

Podendo explorar as Pride Lands, na África, com Simba, Timão e Pumba, podendo viajar ao mar profundo com Ariel e seus amigos aquáticos, passeando por Londres com Peter Pan e Wendy, antes de voar para a Terra do Nunca e visitando a Lilo e o Stitch no Havaí.

Com músicas vibrantes, personagens amáveis e destinos fascinantes, Passaporte para a Aventura te proporcionará uma viagem que você jamais irá esquecer.

Na semana passada, o Mickey e sua turma, estiveram na cidade do Rio de Janeiro, no Maracanãzinho, mas nesta semana, é a vez dos paulistanos sentirem esta magia, por isso que quiser ver toda ‘trupe’ da Disney, garanta seu passaporte para esta aventura, que está locado no Ginásio do Ibirapuera, na cidade de São Paulo e os espetáculos na capital paulista, irão até o dia 18 de maio e os preços dos ingressos variam de R$ 190 a R$ 240 reais.

PONTOS DE VENDA EM SÃO PAULO
BILHETERIA OFICIAL (sem taxa de conveniência)
Credicard Hall – São Paulo (12h às 20h)
Av. das Nações Unidas, 17.955 – Santo Amaro

PONTOS DE VENDA (com taxa de conveniência)
Internet
http://premier.ticketsforfun.com.br/default.aspx
Telefone
4003-5588
PDV’s (listagem por estado)
http://premier.ticketsforfun.com.br/shows/show.aspx?sh=pdv

Serviços
Disney On Ice 2014 – Brazil tour
GINÁSIO DO IBIRAPUERA
Rua Manoel da Nobrega, 1361

Horário de funcionamento
Diariamente: Das 10h as 18h
Durante o período de espetáculos: A partir de 07/05.

Segunda e Terça: Das 10h as 18h
Quarta a Sexta: Das 12h as 20h
Sábado e Domingo: Das 09h as 19h

Mais informações sobre mais datas do espetáculo, que irá passar por outras capitais brasileiras e não só Rio e São Paulo, acesse os endereços oficiais do Disney On Ice.

Site http://www.disney.com.br/shows/
Facebook https://www.facebook.com/DisneyOnIceBrasil
Twitter https://twitter.com/DisneyOnIce
Instagram http://instagram.com/disneyonice

2ldhe4i21k_9gtniaxbdx_file

Bom divertimento à todos e até semana que vem, com mais dicas aqui em nossa Agenda Cultural!!!

 
Por Priscila Visconti (Disney é tudo para mim, por isso que tive que passar essa dica à vocês.)

[Total Flex] As conquistas e dificuldades da mulher contemporânea

Patricia Bruniera Photography
Foto de: Patricia Bruniera

Amanhã é o dia internacional das mulheres, e para comemorar essa data nada mais justo do que prestigiar, ou melhor mostrar um lado que algumas mulheres passam que não é nada agradável, porque mesmo estando no século 21, o preconceito e intolerância machista ainda reina absoluta em nossa mundo atual. Todavia, nada mais justo de estrear no dia dedicado as mulheres – 8 de março.

O espetáculo “Cartografias da Mulher Contemporânea” estreia no próxima dia 8 de março, e estará em cartaz todos os sábado e domingos até 11 de maio, no Teatro Commune, no centro de São Paulo.
A peça mostra uma abordagem da “nova mulher”, suas conquistas e dificuldades encontradas em sua rotina.

Desenvolvido por meio de depoimentos das atrizes e casos reais, as cenas irão propôr uma interação plena com o público, já que o palco arena dará proximidade a todos presentes, confundindo palco e plateia, permitindo-o a reflexão das relações da mulher na atualidade, abordando assuntos que vão desde a luta pela liberdade, igualdade de direitos até machismo, busca pelo corpo perfeito, maternidade, mercado de trabalho, violência e mercantilizarão da mulher, utilizando-se da dança, teatro, performance e projeções que darão dinâmica ao espetáculo.

Com alguns toques de humor dará ao drama um caráter divertido, porém sem tirar seu significado, onde as atrizes envolverão todas as gerações em um único espaço.

“Cartografias da Mulher Contemporânea” é uma peça do grupo de teatro Corpos Insanos, criado em 2006 pelo diretor Affonso Lobo, com o intuito de explorar temas atuais e do cotidiano, mesclando com linguagens artísticas.
Um espetáculo com um tema forte, mas com uma interpretação leve, mas sem deixar o público de lado e visando a reflexão do ponto em questão.

Serviço

Cartografias da Mulher Contemporânea
Site da Companhia: www.cartografiasdamulher.com.br
Local: Teatro Commune
Site do teatro: www.commune.com.br
Endereço: Rua da Consolação, 1218
Telefone: 3476-0792/ 3476-8669
Temporada: De 08 de março à 11 de maio de 2014.
Quando: Aos sábados e domingos
Horário: aos sábados às 21h e aos domingos às 20h
Valor: R$40,00 (inteira); R$20,00 (meia)
Duração: 75 minutos
Censura: 14 anos
Gênero: Drama/Comédia
Capacidade: 100 pessoas
Estacionamento: Parceria com estacionamento ao lado do teatro
Tem acessibilidade: Sim

Ficha técnica:
Elenco: Luciana Romani, Silvia Bruniera, Titziane Marques
Texto: Corpos Insanos
Direção: Affonso Lobo
Produção: Tiago Salgado
Figurino: Amanda Brosso
Cenografia: Affonso Lobo
Iluminação: Affonso Lobo
Música: Corpos Insanos
Fotografia: Patricia Bruniera
Vídeo: Luiza Mauaccad
Produção: Corpos Insanos
Apoio: Academia Tennis Star
Assessoria de Imprensa: TRY Comunicação

Redes sociais
FacebookTwitterInstagram

Por: Patrícia Visconti

[Caixa de Som] Vinicius Lopps canta com alma e compartilha emoção em suas canções

Mineiro de Curvelo, Minas Gerais, Vinicius Lopps, conheceu a música ainda na infância, e podemos dizer que foi amor a primeira vista, ou melhor, a primeira ouvida. Na adolescência resolveu profissionalizar essa paixão, e cantava em festas escolares, nos intervalos das aulas e durante elas  também. Além do mais, foi neste período, que o músico começou a escrever e compôr suas primeiras canções.

Após uma viagem de férias à São Paulo, o artista se encantou pela cidade e decidiu que era lá que ele queria consolidar sua carreira, e iria se mudar e conquistar seu espaço nesta megalópole maluca e corrida.
Chegando em Sampa, Vinicius começou a se apresentar na noite, onde ele conquistou muitos amigos e parceiros, e também ingressou no curso de canto livre, na Escola Técnica de Artes (ETEC de Artes), lugar este que abriu um leque de oportunidade ao jovem cantor, que ama o que faz, e se predispõe apoiar a todos propagando e compartilhando seu som aos quatro cantos da cidade.
Influenciado pela nata do pop-rock nacional, Vinicius adora cantar covers daqueles que o inspiram, entre eles estão, Raimundos, Charlie Brow Jr., Nenhum de Nós, Legião Urbana, etc, além de outros artistas que empenharam para que ele seguisse essa formação.
Cantor de voz rouca e grave, potencializa qualquer música que interpreta, porém ele nunca deixa de  obter conhecimento, sempre estudando, para adentrar a cada dia neste mundo musical tão almejado por todos, mas nem sempre conquistado. Por isso, ele mantêm seus pés no chão para absorver a gnose cultural da música em si, ampliando e compartilhando sua real essência neste universo de refrões monossílabo e de sub-celebridades fingido entender de música.
Atualmente, o jovem músico se apresenta na noite paulistana, também está em pré produção de seu primeiro álbum de inéditas, onde haverá canções próprias e a expressão de ideias peculiares de Vinicius. Criando sua identidade e repartindo sua essência com os ouvintes da verdadeira e original música popular brasileira.

Confira abaixo um prévia do talento de Vinicius Lopps:


Mais informações: Facebook | Youtube

[TOTAL FLEX] Sábado é dia de "esquecer" um livro!

Sábado é aniversário da maior cidade do país, São Paulo, e além do mais, é dia de compartilhar a leitura e literatura pelas ruas da capital paulista e de todo o Brasil. Visando nisso o paulista Felipe Brandão resolveu unir o útil ao agradável, então criou a campanha “Esqueça um Livro”.

O projeto nasceu inspirado no conceito BookCrossing, criado nos Estados Unidos no início de 2000, que visa unificar a leitura e a urbanidade, convocando todos os moradores da cidade a deixar um livro em algum local público, fazendo-o que com outra pessoa encontre-o, leia e abandone novamente, amplificando assim o acesso à leitura e fazendo os livros circularem, ao invés de ficarem apenas nas estantes e prateleiras acumulando pó, ao invés disso, propaga-se a leitura e novas histórias são contadas, tornando a leitura um hábito rotineiro quão escovar os dentes.
O evento deste sábado acontecerá não apenas em São Paulo, cidade onde Felipe idealizou o projeto e está ratificado, mas por todo o país, já que qualquer pessoa pode “esquecer” seu livro, basta fotografar e divulgar nas páginas do projeto.
Em São Paulo, será esquecido 600 títulos de uma vez na Paulista. O ponto de encontro será em frente do Conjunto Nacional, às 14h, e para o demais Estados, basta deixar um livro. Lembrando de deixar uma breve dedicatória em uma das páginas, e difundir a leitura àqueles que pouco leem, fazendo-o com o Brasil seja um país de leitores e não se alienados por uma programação fútil e medíocre que circula perante a grande massa, já que atualmente este não é um hábito tão comum entre os brasileiros.
Hoje em dia a média de leitura da população brasileira é de seis minutos por dia, sendo que metade desses moradores não leu nenhum livro durante os últimos três meses e 75%, nunca pisaram em uma biblioteca. Um dado alarmante e triste, já que com o tempo livro e a cabeça vazia a ignorância social e o diálogo entre as massas sobre ações mais oportunas são nulas, pois aquele que não lê, mal se expressa, sendo assim, remeterá em assuntos chulos e insignificantes, desinteressando-se dos fatos de suma importância e tornando alvos certeiros para a alienação e demência da sociedade.
Leia, compartilhe e agregue esse tipo de valor à sua vida, pois o conhecimento é único, esse ninguém tira de você!
Para mais informações acesse o blog da campanha e compartilhe seu livro:
Confirme sua presença na página de eventos da campanha >> AQUI!

[Total Flex] Obrigaaah!#13 com entrada na faixa

Vem ai o OBRIGAAAH #13, trazendo muita música, arte, bazar, poesia e alegria, reunindo grandes artistas das ruas de São Paulo em uma das festas mais hip hop da capital paulistana.

Neste mês o festa acontece logo depois deste feriado do dia 20 novembro, na quinta-feira (21), que nesta edição o evento será na faixa, ou seja, não paga para entrar, mas a cerveja continua gelada e com um bom preço.

Então, quem tiver atoa em casa e quer começar a festança para o fim de semana, não pode perder a 13ª edição da festa mais hip hop de São Paulo, o OBRIGAAAH!

SERVIÇO
OBRIGAAAH#13
Data: 21/Novembro/2013
Horário: 20:00
Local: Lapeju Bar
End: Rua Frei Caneca, 892 – Cerqueira César
São Paulo/ SP
Entrada: GRÁTIS

Por Priscila Visconti

[Total Flex] Festa, música, diversão e lançamento de videoclipe na SONGS for SMOKA em Sampa

Festa, música, gente animada, ingresso na que cabe no bolso no seu bolso e cerveja gelada e barata em plena Rua Augusta, no centrão da maior cidade do Brasil, São Paulo.
Acontece nesta sexta-feira (8) a SONGS for SMOKA, na Dive Bar & Diner, uma festa inteiramente paulistana, que toca das vitrolas diretamente aos seus ouvidos reunindo a nata poetas musicistas do rap alternativo do país, com apresentações de bandas como, NUSCORRE, ZOIOO MC, ESKUADRÃO MALOKA e GODO, além dos DJs DENT, KOKA e LOUIZ detonando e arrasando nas pick ups.
Além do mais, o NUSCORRE lançará o videoclipe da música “Superação“, que conta com a participação do rapper Godo, e também o ZOIOO MC, vai lançará o vídeo “US Maloca“, canção em parceria com o ESKUADRÃO MALOKA.

Assista o teaser do Zoioo MC com o Eskuadrão Maloka abaixo:

Ouça os EPs dos paulistanos NusCorre:

Será uma reunião com muita e diversão, pois além dos shows a casa oferece gratuitamente a noite inteira para a galera, mesas de sinuca, fliperama, pebolim e ping-pong, com área para fumantes e o melhor, a mulherada entre VIP até meia-noite e homem paga apenas 10 reais, após esse horário a entrada para as mulheres é de 5 reais e para eles, 15.

Vamos curtir, se divertir e apreciar o ritmo e poesia até o dia raiar, curtindo com pessoas amantes da música em um ambiente de amigos e parceiros.

O organizador da SONGS for SMOKA, Caio Kokay, mais conhecido como o DJ Koka conversou com a nossa embarcação e explicou o intuito da festa, apoios, prospectivas, etc.

Confira a entrevista do DJ Koka abaixo:

OBC – Como surgiu a ideia da Songs for Smoka? 

DJ Koka – Surgiu  ha quase 1 ano atrás, conversando em um bar-açaí na quebrada onde o dono era um parceiro nosso , lembrando um aniversario de outro amigo onde eu toquei quase 1 ano atras 28.11.2012 , ai tomando umas cervejas no bar marcamos uma data pra uma festa lá pra movimentar o bar e ouvir um RAP climatizando.

OBC – Quanto tempo existe a festa? Quantas edições já foram realizadas? Todas na mesma casa? Por quê?

DJ Koka – A festa vai fazer 1 ano em dezembro, e a próxima edição é a décima. Começamos na quebrada em um bar com açai onde o espaço fechado era pequeno então era quase de rua mesmo  não tinha muita “regra”. Ai a festa foi pegando mais publico e fomos em um parceria com outra festa a MEIA QUARTA para Barra funda na Livraria de Esquina.
De lá fomos para nossa CASA Rua Augusta , no Dive Bar & Dinner na augusta jardins , a primeira edição lá ja foi lançamento do videoclipe do grupo A CARA com pocketshows e DJS.
logo em seguida fomos pro ZAPATA 339 e realizamos a edição Songs for Smoka “festa lançamento do disco MC TIÃO – INICIO PODEROSO”, sucesso total também.
Mais no Dive foi onde que nos identificamos mesmo e estamos na quarta edição seguida indo para quinta edição agora dia 08/11.

OBC – Por quê foi batizado esse nome à festa?

DJ Koka – Uma gíria criada por quem não fala inglês, seria tipo, sons para fazer fumaça; sons para fumar é isso ouvir um som e entrar na vibe dele.

OBC –  Qual o principal objetivo do evento? Por quê?

DJ Koka – Objetivos são vários diversão , alegria com liberdade respeitando sempre todos, lá você sente a harmonia se tiver na harmonia tem as mesas de sinuca o fliperama os atrativos que ligam as pessoas, sem falar da música que sempre une as pessoas, o nosso objetivo é ouvir musica e sentir ela a noite inteira.

OBC – Como é feita a seleção do casting da festa?

DJ Koka – São os amigos, as pessoas que nos ligam entramos em um acordo dentro da realidade e colocamos em prática.

OBC – Há algum apoio para a realização do evento? Ou apenas é rateado entre a casa e a produção? Qual? Como funciona?

DJ Koka – Também são os amigos , nós divulgamos e nos conhecemos então somos nós por nós.

OBC – Quais as perspectivas futuras para as próximas edições da SFS?

DJ Koka – Inovar sempre dentro do nosso dia a dia  levar B.BOY, DJ, GRAFITE, MC, o SKATE a TATUAGEM, as PINTURAS e sempre regado a muita musica e proporcionando uma noite ótima a todos!!!

SERVIÇO
SONGS for SMOKA 

Data: 8/Novembro/2013
Horário: 22h05
Local: Dive Bar & Diner
Endereço: Rua Augusta, 2559 – Jardins
São Paulo/SP
Entrada: 
ATÉ meia-noite
HOMEN 10$ | MULHER FREE
PÓS meia noite 
HOMEN 15$ | MULHER 5$

Mais inforamções: FACEBOOK