Arquivo da tag: autêntico

[Caixa de Som] Gabriel Coelho canta o cotidiano tocando na alma de cada pessoa

14657445_1795049880740197_8636204003676661670_n
Foto por: Vinicius Amano

Desde que se entende por gente Gabriel Coelho sabia que a música era seu futuro, e sempre esteve infiltrada em sua veia. Pois, quando pequeno, antes mesmo de entrar na escola, o músico ganhou uma “guitarrazinha” daquelas de plástico, vendidas em feiras livres. Logo, esse se tornou o melhor brinquedo para Gabriel, ele o levava para cima e para baixo, embalando sucessos de Caetano Veloso, Belchior, Roberto Carlos, Leandro e Leonardo e até Xuxa durante apresentações na sala de casa ou em festas familiares, depois apaixonou-se à primeira vista por um Di Giorgio que apareceu em seu quarto, desde então sua paixão pela música só cresceu, e seu anseio em aprender mais ultrapassou todos os limites da musicais e artístico. Continuar lendo [Caixa de Som] Gabriel Coelho canta o cotidiano tocando na alma de cada pessoa

Anúncios

[Caixa de Som] Duas décadas sem a autenticidade e originalidade dos Mamonas Assassinas

60f2fa15bc2829637c5a56fb852fe3a63b221d7c

Há duas décadas atrás, o Brasil perdia não apenas uma banda de rock, mas um grupo de rapazes que fizeram a diferença na música popular brasileira, em pouco menos de um ano, os Mamonas Assassinas mostraram que carisma, letras fácies e amor, faz toda discrepância para o êxito eterno e por gerações.

mamonasOs Mamonas Assassinas começou oficialmente em junho de 1995, quando foi lançado o primeiro compacto, homônimo o nome da banda.

Formado pelos músicos, Dinho, Bento Hinoto, Júlio Rasec, Samuel Reoli e Sérgio Reoli, todos residentes da cidade metropolitana de Guarulhos. Lugar onde conheceram o produtor musical Rick Bonadio, e fez com que o som dos Mamonas propagasse por todo o território nacional e também, internacional. Todavia, até antes os Mamonas Assassinas não existiam, foi após a gravação de “Pelados em Santos” e “Robocop Gay”, que fizeram mudar o perfil do grupo e transforma-los não só em mais uma banda de rock, como tantas que já sucedem, mas algo épico e excepcional, conquistando fãs mesmo após seu término trágico.DI01974

Sim, trágico pois em 2 de março de 1996, um acidente de avião na Serra da Cantareira ocasionou na morte cruel de todos os integrantes do grupo, trucidando e encerrando a carreira meteora de um das maiores bandas na história da música brasileira, que vendeu mais de três milhões de cópias em todo o país, com discos de diamante, ouro, platina e platina dupla, sendo um sucesso exorbitante para uma banda que apenas lançou um único álbum, mas no tempo certo para marcar, apesar do curto período, marcar por décadas e por gerações.

Por: Patrícia Visconti

[Caixa de Som] O rock alternativo e progressivo ainda vive no século 21

543330_288706171219170_484765766_n

Eles são paulistanos da Vila Pompéia, já tiveram várias formações antes de concluir a atual formação, a banda de rock Choque DB, traz influências do rock progressivo dos anos 80 e 90, com um ritmo acelerado nos vocais e nas instrumentalização, guitarras e bateria conectadas na mesma sintonia fazem a harmonia ímpar do grupo.

1464611_554819037941214_1739832228_nFormado pelos músicos Gustavo Simão (vocal e guitarra), Silvio Lodi (baixo) e Otavio Elias (bateria), tem como proposta mostrar o autêntico Rock n’ Roll, de forma despretensiosa e sem rótulos, apenas sendo eles e sua música, sua essência e origem. Autênticos e autorais, eles cantam o que pensam, sobre diversos assuntos do cotidiano, relacionamento e reflexões irônicas sobre o mundo contemporâneo, algo que todos vêem, mas nem todo mundo quer evidenciar em seus debates.

555257_305559922867128_1155238145_nEm 2011 a Choque DB gravou seu primeiro compacto autoral, mas anteriormente eles já haviam participando de várias apresentações, em festivais e casas de shows em São Paulo, como Ego Club, Zink Bar, Fidalga, Marcenaria, Tribe House, Livraria da Esquina, Novo Aeon Rock Bar, Central do Brasil, Festival de Rock da Faculdade Fefisa, entre outras.

Suas principais influências como dito acima são bandas progressivas, entre elas estão Bad Religion, Danko Jones, The Hellacopters, Running Wild, Talisman, Thin Lizzy, etc.

Um grupo alternativo que foge dos padrões da grande mídia, pelo fato deles cantarem o que a massa sente e vive realmente, e algumas produtoras se incomodarem com palavras dita pelos garotos, e não se encaixarem no padrão regrado por elas, sendo genuíno e repleto de atitude.

11010974_844827058940409_1898793623261205923_n

Assista o último videoclipe dos meninos “Zona de Impacto”:

Para conhecer mais sobre a Choque DB, acesse as redes sociais da banda abaixo:

Facebook | SoundCloud | Youtube

Por: Patrícia Visconti

[Caixa de Som] HL Arguments: Harmonia e perfeição fazem o casamento perfeito em cima do palco

Foto por: Marcelo Buck
Foto por: Marcelo Buck

No último sábado a banda paulistana de pop-rock liderada pelo vocalista, instrumentista e compositor, Hélio Lima, a HL Arguments, se apresentou no Feeling Music Bar, sediado na Vila Mariana, zona sul da capital paulista.

Foto por: Marcelo Buck
Foto por: Marcelo Buck

Uma noite fria de inverno, só que ficar em casa não estava em nossos planos, pois o novo nos cativa e move, para agregar algo inovador na cultura musical brasileira.

A banda formada pelos músicos Amanda Labruna (backvocal), Fernando Silvestre (guitarra), Marcos César (bateria), Wesley Lima (baixo) e o Hélio na liderança coordenando e dando a harmonia nos vocais.

Aquele dia frio era mais especial para o grupo, já que a HL Arguments lançava com exclusividade seu primeiro DVD ao vivo, da temporada de shows que realizaram em 2014, além de promoção de singles novos, qual eles cantaram durante a apresentação e está presente dentro material promocional. A casa não foi escolhida por acaso, já que naquele lugar onde havia sido gravados as apresentações da HL.

Foto por: Marcelo Buck
Foto por: Marcelo Buck

A HL é uma banda onde a perfeição e a harmonia são muito preservadas por seus integrantes, cantando composições autorais, seja elas em português ou inglês, o perfeccionismo de Hélio é ímpar para que o show seja o melhor não apenas para a banda, mas para o público presente se divertir e curtir ao máximo aquele som.

Foto por: Marcelo Buck
Foto por: Marcelo Buck

Com suas letras que remetem ao cotidiano de uma grande metrópole, suas músicas falam de relacionamentos e objetivos a serem alcançados, tendo diretrizes singular e autêntica, bem distinta das bandas fora do eixo alternativo, onde apenas visam agradar os produtores e esquecem do artista principal sob os holofotes dos palcos, a música.

Todos os músicos estão sempre na mesma sintonia, harmonizando e dando ritmo as canções, equilibrando o som com suas batidas, sempre afiadas e as vozes excepcionais a cada faixa da setlist.

O público aprovou e ainda pediu BIS, porém como a casa determina um tempo para cada performance e haviam outras bandas a se apresentarem, acabou não acontecendo, porém o gostinho de quero mais ficou para que a galera confira o DVD, que além de apresentações ao vivo, conta com videoclipes, faixa bônus e fotos inéditas da HL.

Foto por: Marcelo Buck
Foto por: Marcelo Buck

Para saber mais sobre o DVD acesse a fanpage oficial no Facebook da HL Arguments, e saiba como adquirir. E para quem ficar ligado em nossa embarcação, iremos sortear um DVD exclusivo em breve para os admiradores do bom e velho pop-rok autêntico e original. Não percam!

Confira abaixo um trecho retirado do material inédito da banda:

Por: Patrícia Visconti

[Caixa de Som] Os “Primos Distantes” mais próximos da música

9711_427384277352363_747866628_n

Eles não são primos, tampouco distantes, são apenas dois amigos que se conheceram há 13 anos atrás, quando tinham uma banda na época do colégio, e por intermédio dela as influências musicais os uniram, a partir dai a parceria foi crescendo e proliferando em forma de sons e ritmos.

Caio Costa e Juliano Costa se conheceram em 2001, e desde então 971016_455302237893900_1309347552_nsempre fazendo música e compartilhando suas ideias relacionadas no mundo musical, apesar do projeto da dupla se tornar oficial apenas em 2013 e o primeiro álbum – homônimo a banda – só em 2014 .

A banda que tem influências pop, rock, mpb, mas eles não se focam apenas nesses estilos, pois adoram mixar com outros gêneros, já que no próprio som dos garotos podemos ouvir uma sonoridade meio folk, indie e até soul. Mas, é basicamente essa a essência do grupo, não se rotular e deixar que o público defina seu estilo.

269200_420901814667276_444991967_nAlém do mais, Caio e Juliano compõem suas próprias canções, e conta com grandes músicos os acompanhando na instrumentalização e também nas parceria das composições, entre eles estão Thales Othón, Renato Medeiros, Victor Chaves e Rafael Castro, que também produziu e masterizou o primeiro compacto da dupla.

Um som autêntico e sagaz, com letras originais que remetem ao cotidiano, a sociedade, relacionamentos, a rotina de uma pessoa comum que apenas quer viver e ser feliz, mas da sua própria maneira, e não da forma que querem impôr à ela.

Assista abaixo um pouco do recado da dupla no videoclipe do single “Dragão”:

Para conhecer mais sobre a Primos Distantes acesse:
Site | Facebook | SoundCloud | Youtube

Para fazer o download gratuito o primeiro disco da Primos Distantes, acesse o site oficial da dupla e ouça um pouco mais os garotos.

Por: Patrícia Visconti

[Caixa de Som] Shakespeare’s: Pop-rock autoral e original, em amor à arte

10645199_1476716669267486_2069263349097899345_n

O que acontece quando três amigos, amantes da arte se juntam para trabalhar e propagar este dom artístico?

Claro, que não poderia sair algo ruim, pois aquele que vive a arte 24 horas por dia, só visa em enriquecer e transcender sua música e seu ofício aos quatro ventos nesta grande bola chamada Planeta Terra.

10494796_1440447212894432_7988049727838745249_nAndré De Luca (Cajon), Gustavo Nunes (Violão) e Zé Junior (Voz) são três atores que querem viver de arte e ser feliz com o que fazem, buscando crescer cada dia mais e levar música para todas as pessoas possíveis.

Tudo começou quando Zé Junior alucinado por música queria montar uma banda, então ele convidou alguns amigos, isso foi em 2010, porém por intermédio de alguns imprevistos pessoais e profissionais, o grupo teve que dar uma parada, mas o sonho de Zé ainda estava prescrito, e ele regressou em um trio acústico, formando assim a Shakespeare’s. Porém, os testes para caçar novos integrantes ainda continua, afinal quando o projeto flui rápido, as boas vibrações navegam pela rede e a galera busca agregar a ideia.

Uma união de três garotos, um de cada canto do Brasil que se conheceu na cidade do Rio de Janeiro, que por intermédio de trabalhos paralelos surgiu mais do que um grupo, mas uma amizade musical e fraternal. Fazendo o que gostam e se entregando de corpo e alma a essa paixão, que é a música, a interpretação, a arte.

10489651_1440640649541755_6624198348642709772_n

Confiram um pouco do primeiro single que os meninos publicaram na web, e que já tem quase sete mil visualizações:

E para mostrar que os meninos não estão neste mundo a passeio, eles convidam a todos para votar na Banda Shakespeare’s que está participando do concurso junto com outras bandas, no concurso que irá abrir o Show da Virada no dia 31 de janeiro, na Avenida Paulista.

Quem puder firmar seu voto [AQUI], nesta banda que traz canções autorais, originais e com temas atuais, sem aspas e com muito carisma, alegria e simpatia.

Para conhecer mais sobre a Shakespear’s acesse os canais oficiais do grupo na web, e fiquem ligados nas novidades deste futuro do pop/rock nacional.

Facebook | Instagram | Youtube

 

Por: Patrícia Visconti