Arquivo da tag: CCSP

[Total Flex] O maior festival de games independente começa neste fim de semana

Começa neste fim de semana, dia 24 de junho e vai até dia 2 de julho a quinta edição do maior festival de games independentes da América Latina e e o terceiro maior do mundo, o BIG FESTIVAL, que acontece no Centro Cultural São Paulo, na capital paulista. Continuar lendo [Total Flex] O maior festival de games independente começa neste fim de semana

[Total Flex] Dia de Quadrinhos no CCSP

12920352_10157038983805643_8990332135070566119_n
Imagem Divulgação CCSP

Neste fim de semana será especial para quem curte quadrinhos lá no Centro Cultural São Paulo, localizado na região do Paraíso, sendo um dos principais centros culturais da capital paulista, com uma ampla programação de artes visuais, cinema, dança, exposição, literatura, poesia, música de todos os estilos e teatro. Além de, projetos educativos que tem na biblioteca do CCSP.

Como os “Quadrinhos para Todos”, que acontece neste sábado na biblioteca do CCSP e irá reunir fãs, além de outras atrações, como palestras, workshop e exposição do universo das HQs, promovendo artistas nacionais e estimulando a leitura dos quadrinhos independentes.

Além de promover acessibilidade dos quadrinhos para pessoas com deficiência visual, com diversos recursos, para que todos tenham acesso as obras literárias do mundo dos HQs.

A entrada é livre, porém para retirar o ingresso, tem que chegar meia hora antes (30 minutos) para participar dos programas do evento, que estarão ocorrendo na Sala de Leitura Infanto-Juvenil da Biblioteca Sérgio Millet.

LITERATURA-Quadrinhos
Imagem Divulgação CCSP

Confira a programação abaixo do Quadrinhos para todos no CCSP

Palestra Volkan – Da criação ao roteiro
com: Allan Albuquerque (idealizador e roteirista do projeto; publicitário e produtor cultural)

Palestra Quadrinhos para deficientes visuais
com: Cássio Santos (especialista em acessibilidade)

Oficina de roteiro e criação de personagens

Apresentação e exposição das próximas páginas da Volkan a serem publicadas e bate-papo com os participantes do evento.

– O evento acolherá um público de até 30 pessoas, que serão selecionadas por ordem de chegada, na Gibiteca Henfil, no dia do evento, a partir das 10h.

– Serão disponibilizados computadores ou notebooks com as páginas acessíveis para que a pessoa com deficiência visual possa conhecer os quadrinhos

feira-do-livro-ccj-2015-1024x768
Imagem CCSP

Serviço
O que?
Quadrinhos para todos no #CCSP
Quando?
Sábado às 11:00

Mais informações sobre o evento
Evento

Local
Centro Cultural São Paulo
Rua Vergueiro, 1000
São Paulo/SP
Telefone: (11) 3397-4002

Mais informações sobre o CCSP
Facebook | Twitter | Instagram | E-mail | Site

Por Priscila Visconti

[Cabine da Pipoca] Mostra Mundo Árabe aproxima o oriente do ocidente há dez anos

Karama_nao_tem_muros

Neste ano a Mostra Mundo Árabe completa dez anos propagando a cultura árabe no Brasil, e dentre essas artes outras são agregadas a ela, como como a literatura, a música e o teatro, sendo o grande ápice da mostra que começou no último dia 12 de agosto e vai até 2 de setembro no Centro Cultural São Paulo, no Matilha Cultural e no Centro Cultural Banco do Brasil.

TheebUma realização do Instituto da Cultura Árabe (ICArabe), em parceria do CineSesc-SP, o Sesc-Espírito Santo, o Centro Cultural Banco do Brasil – São Paulo, o Centro Cultural Banco do Brasil – Belo Horizonte, o Centro Cultural São Paulo e a Câmara de Comércio Árabe-Brasileira.

Neste ano a mostra será a maior realização de todas as demais edições, com uma programação com mais de 30 filmes, além de diversas atividades para o público, dentre elas debates com convidados nacionais e internacionais, encontro musicais e exposição fotográfica.cena_do_filme_lavoura_arcaica83010

A literatura também estará presente na mostra, como parte fundamental nas produções das obras, assim como a música, que tem relevância substancial nos longas, mostrando a dinâmica nas produções contemporâneas no mundo árabe.

Um evento que a cada ano contribui para o dialogo da sociedade brasileira em conhecer mais a fundo a cultura árabe do presente, apresentar as questões sociais, antropológicas, sociológicas, políticas, geopolíticas e econômicas. Aproximando a América Latina ao Oriente Médio.

175208_decima-mostra-mundo-arabe-de-cinema

Confira abaixo algumas atividades da 10ª Mostra Mundo Árabe de Cinema em São Paulo:

27 de agosto, quinta-feira, 21h, no Centro Cultural Banco do Brasil 
Debate “A presença árabe na obra de Jorge Amado”, com Jair Marcatti e Jesse Jorge.
Após a exibição do filme “Paraíso dos anjos caídos” (19h30), filme baseado na obra “A morte e a morte de Quincas Berro D´água”, de Jorge Amado, o Professor Jair Marcatti falará ao público, com comentários do Professor Jesse Jorge.

O filme:
Paraíso dos anjos caídos
(Fallen Angels Paradise)
Egito | 1999| 80 min. – 16 anos
Gênero: Ficção
Direção: Luiz Fernando Carvalho
Idioma: Árabe com legendas em português
Um homem sem-teto morre de overdose em um popular bairro do Cairo. Ele foi um marido ideal e representava a segurança da sua família. Então, um dia, tudo mudou. Logo após sua morte, seus amigos do submundo arrastaram seu corpo por todo lado para uma noite inteira de loucura, bebedeira e situações alucinantes. Um jogo com a morte em que o morto torna-se mais vivo do que os vivos e onde os anjos caídos vivem de acordo com suas próprias regras, leis e desejos no caos da capital egípcia. O filme é baseado na obra “A morte e a morte de Quincas Berro D´água”, de Jorge Amado.

O convidado:
Jair Marcatti
Sociólogo e historiador, professor do curso de Relações Internacionais da ESPM. Pesquisador da cultura brasileira em suas várias e diferentes manifestações, com destaque especial para as expressões literárias e musicais brasileiras, Coordenador do Observatório de Economia Criativa (O.E.C.) da ESPM. Curador do projeto Imagens do Brasil Profundo, que se realiza na Biblioteca Mario de Andrade em São Paulo.

27 de agosto, quinta-feira, 19h, na Matilha Cultural
Abertura de “Nosoutros”: exposição fotográfica com vídeo instalação
Projeções audiovisuais : de 27 a 30 de agosto, quinta a domingo, das 19h às 21h:
Visitação: de 27 de agosto a 11 de setembro
A exposição “Nosoutros” é resultado do mais recente trabalho do fotógrafo Rogério Ferrari, nascido em Ipiaú, Bahia. Com fotos em lambe-lambe e projeções audiovisuais, Nosoutros retrata seu olhar-ponte sobre os campos de refugiados palestinos em 2002 e 2008, relacionando-os com os bairros periféricos de Salvador, Bahia, em 2014. A exposição conta também com o trabalho audiovisual “Eloquência do sangue”, realizado a partir de fotos feitas na Palestina ocupada em 2002 e do som ambiente registrado neste período. As palavras do autor repercutem a força das imagens ao propor “que a arte assuma o lugar que lhe corresponde: o de aquecer a rebeldia”.

27 de agosto, quinta-feira, 20h, na Matilha Cultural
Exibição do filme “Muros”, com presença dos diretores Camele Queiroz e Fabricio Ramos, realizadores independentes em Salvador, Bahia.
Muros
Brasil| 2015| 25 min.
Gênero: Documentário
Direção: Camele Queiroz e Fabricio Ramos. Com a participação do fotógrafo Rogério Ferrari.
Idioma: Português
A precariedade urbana e arquitetônica de favelas brasileiras é colocada em questão por Rogério Ferrari, fotógrafo brasileiro que conviveu e fotografou o povo palestino em Gaza, na Cisjordânia e em campos de refugiados. Resistência e afirmação da vida num encontro entre cinema e fotografia.

29 de agosto, sábado, 21h30, na Matilha Cultural
Conversa com o ativista e cineasta palestino americano Amin Hussain – “O papel do cinema sobre o retrato da questão palestina”
O ativista e cineasta palestino americano Amin Hussain tem uma conversa com o público por Skype, após a exibição de “Área Livre + A ira da tartaruga”.
Amin. Hussain (Palestina/EUA – por skype)
Palestino-americano, é advogado, artista visual e ativista baseado em Nova York. Em 2011, ele deixou um emprego de advogado em uma grande companhia para se tornar um dos membros de destaque do movimento Occupy Wall Street. Agora, tem um projeto de filme, “On the horizon of a dead sea”, na Palestina, como produtor e diretor, no qual o ICArabe é parceiro.

02 de setembro, quarta-feira, às 19h30, no Centro Cultural São Paulo
10 anos da Mostra Mundo Árabe e a importância de Edward Said, com Soraya Smaili
A reitora da Unifesp e idealizadora da Mostra Mundo Árabe de Cinema faz um balanço dos 10 anos do evento, após a exibição do filme “Selves and others – Um Retrato de Edward Said”, produção que integrou a primeira edição da Mostra e que aborda as reflexões do intelectual palestino que inspirou a criação do Instituto da Cultura Árabe.

Soraya Smaili
Reitora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Graduada pela USP, fez mestrado e doutorado pela Unifesp, na Escola Paulista de Medicina, e pós-doutorado na Thomas Jefferson University e no National Institutes of Health, EUA. Foi também secretária Regional da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), junto à qual atuou em várias atividades científicas e culturais. Participou da fundação do Instituto da Cultura Árabe (ICArabe), tendo sido a primeira presidente. Ali, desde 2005, organizou e realizou a curadoria das Mostras de cinema do ICArabe.

SERVIÇO

Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo – Cinema (70 lugares)
Rua Álvares Penteado 112, Centro – São Paulo (próximo às estações do metrô Sé e São Bento)
Telefone: (11) 3113.3651/52
Funcionamento: quarta a segunda, das 9h às 21h
Ingressos: R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia)
Site: www.bb.com.br/cultura
Twitter: @ccbb_sp
Facebook: /ccbbsp

Centro Cultural São Paulo
Rua Vergueiro, 1000 | Paraíso
11.3397-4002
Sala Paulo Emilio Salles Gomes (99 lugares)
R$1,00 (taxa de manutenção, sem direito a meia-entrada) – a bilheteria será aberta somente no dia do evento, em seu horário de funcionamento (terça a sábado, das 13h às 21h30; e domingos, das 13h às 20h30) – os ingressos não estarão disponíveis pela internet
Site: www.centrocultural.sp.gov.br

Matilha Cultural
R. Rêgo Freitas, 542 | República
11.3256-2636

Por: Patrícia Visconti

[Caixa de Som] Marise Marra lança 3º CD, “Funny Love”, no Centro Cultural São Paulo

marise
Foto por: Sérgio Kanazawa

Atenção, nação roqueira: nesta quinta-feira, 19, a cantora, compositora e multiinstrumentista Marise Marra faz o pré-lançamento de seu terceiro CD, “Funny Love”, em show gratuito no Centro Cultural São Paulo. A apresentação será às 20h30 na sala Adoniran Barbosa. O disco chega ao público no fim de março.

marise 3Essa mineira, que adotou São Paulo como lar, surgiu na cena rocker em 2005 com “Noite Proibida”, um CD produzido e dirigido pelo mago Tony Babalu e co-produzido por ela mesma, que também assina os arranjos. O disco foi gravado, mixado e masterizado por Leonardo Nakabayashi no Estúdio Flap em São Paulo e a prensagem e distribuição ficaram a cargo da Amellis Records/ Tratore.

O trabalho de estreia já a alçou ao panteão dxs “guitar heroes”, pela virtuosidade que ela exibe. Marise responde pelas guitarras, violão de aço e voz e pega o baixo nas faixas “Você Pode Me Levar”, “Vida de Louco”, “Reflexo” e “Estranhos no Ninho”. Nas demais, o baixo fica por conta de Róbinson Tóffoli e Cristiano Quinália fica nas baquetas.

O segundo CD, “Arrebatador”, vem mais autoral, no qual ela cuidou da produção e assumiu a gravação das linhas de baixo, violão, violão de 12 cordas e teclado, além de emprestar sua voz a quase todas as canções (e duetar com Dadá Cyrino na faixa “Luta”). Um trabalho pleno de guitarras, densas, poderosas, dando suporte e moldura a uma voz ao mesmo tempo terna e “fodaça”!

marise 2

“Arrebatador” tem, além da produção, os arranjos assinados por Marise. Foi gravado, mixado e masterizado por Brendan Duffey (Angra, Kiko Loureiro, Dr. Sin e Billy Sheehan, entre outros) e Adriano Daga no Nocal Studios, em São Paulo, em 2010. Nele, ela toca as guitarras, baixo, violão 12 e 6 cordas, teclado e voz; Alan Marques nas bateras e o mito Luiz Sérgio Carlini comparece com a lap Steel e guitarra “solo 1” em “Amarras”; Nenê Silva vem de baixo em “Luta” e Dada Cyrino põe a voz em “Luta” e “Everything”. Gravado e distribuído por Amellis Records/ Tratore.

marise e bandaAgora, temos “Funny Love”. Gravado em São Paulo, o trabalho foi produzido pela própria Marise (que também assina todas as músicas, letras e arranjos do álbum), em parceria com o norte-americano Brendan Duffey. Desta vez, o rock avassalador forjado à base de riffs poderosos e virtuosos solos de guitarra ganhou um tempero pop com pitadas de MPB, funk, folk e até elementos da música eletrônica, conforme informa seu material de divulgação.

marise 4Sobre o show: o repertório é composto das 11 faixas do novo trabalho, entre elas “Amor Bandido”, “Ele é Rock, Ela é Bossa”, “Burning Like a Star”, “Bem Devagar”, “Via Láctea” e a faixa-título “Funny Love”, além de outros sucessos da carreira. Marise, no vocal e guitarra, estará acompanhada por Daniel Gohn (bateria), Raoni Passeto (baixo) e Paulinho de Almeida (violão e guitarra), além de contar com as participações especiais do violoncelista Mauro Braga
e da cantora lírica Dadá Cyrino, que também participou da gravação do CD.

Confira a “arrebatadora” performance de Marise com o “tutti-frutti” e muito mais Carlini em “Agora só falta você”, dele e Rita Lee, no show de lançamento do segundo CD, no Sesc Vila Mariana:



Curta mais vídeos de Marise Marra no Youtube e confira mais informações no site oficial de Marise.

Por: Carlos Mercuri, do Bloga

[Caixa de Som] “Quando der eu quero ter outro domingo com Rapha Moraes”

10384367_10152655978622380_7156057861748856954_n

Sabe aquele dia em que você não tem nada para fazer, mas o dia está ensolarado, o céu azul e o clima pleno para música, poesia e conversa entre amigos em algum lugar despojado, descontraído e relaxante?

Pois bem, esse dia foi domingo passado (7), cansada de assistir as mesmices da TV aberta ou os mimimi compartilhados nas redes sociais, peguei carona com “La Buena Onda” de Rapha Moraes, e eu conferir o pocket show que o música realizou no Centro Cultural São Paulo, na Vergueiro, região central da capital paulista.

Rapha sempre muito simpático, cantou e encantou a todos os presentes, com canções do primeiro álbum do cantor, além de algumas novíssimas e outras nem tanto assim, mas que mesmo assim os fãs cantaram a tarde toda. Essa performance foi a última deste trimestre, já que ele continuará trilhando sua turnê pelo Brasil, divulgando o álbum ‘La Buena Onda’, lançado em maio deste ano.

O disco tão bem recebido, que o último show do músico da capital paulista, no Espaço Alma D’Alma, ele adiantou que a produção para o novo compacto está no forno e cheio de novidades que devem estourar já no primeiro semestre de 2015. Com músicas que ditam o amor, os relacionamentos, a vida e a estrada qual todos percorrem, mas apenas os fortes permanecem e se fortalecem a cada tombo.

A próxima e última apresentação de Moraes em São Paulo acontece em novembro, porém não será uma despedida, mas sim um até breve repleto de novidade para o próximo ano. Quando estiver mais próximo do show, divulgaremos aqui em nossa embarcação. E para mais informações sobre agenda, singles e singularidades sobre o Rapha, acesse raphamoraesbrasil.com, e fique ligados nas novidades.

Por: Patrícia Visconti