Arquivo da tag: contemporânea

“Senhora X, Senhorita Y” traz o debate da mulher na sociedade contemporânea

carmen2

A mulher nunca esteve tão em evidência na sociedade quão está atualmente, debates favoráveis pela luta singular e igualitária são assuntos chaves de qualquer roda social, para mostrar quão pertinente e notável a força feminina está presente na comunidade contemporânea, que visa somar uma em todas, se unindo aos homens. Continuar lendo “Senhora X, Senhorita Y” traz o debate da mulher na sociedade contemporânea

[TOTAL FLEX] A 14ª edição da FLIP traz a poesia marginal como ápice da festa

13557892_10209601306252517_1801585781331089277_n

Começou na última quarta-feira, 29 de junho, a 14º edição da Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP), uma das principais festas literárias do país, que foi criada com a finalidade de promover a literatura, o que fortaleceu às transformações e melhorias de infraestrutura e educação, além de levar muitos turistas à cidade e movimentar a economia da cidade. Segundo os organizadores da festa, que termina dia 3 de julho, a expectativa é que 20 mil pessoas passem pelo local. Continuar lendo [TOTAL FLEX] A 14ª edição da FLIP traz a poesia marginal como ápice da festa

[Caixa de Som] Yumi Kurosawa traz a paz cultural do oriente para o ocidente

11988447_414181152040565_4989720867038105066_n

Sei que hoje nossa Caixa de Som chegou um pouco atrasada, mas porque buscando uma atração do outro lado do mundo, lá da terra do Sol poente, e que possuí um instrumento bem peculiar e tradicional daquele país, o Koto Player, qual Yumi Kurosawa domina muito bem.

11951213_414180755373938_3346042123176153031_nYumi é nascida e crida no Japão, começou a tocar o instrumento quando era bem pequena, aos três anos de idade, com os ensinou a tocar foi seus pais, Kazuo e Chikako, depois disso ela só se aprofundou e agregou o Koto à sua vida, que anos mais tarde ela começou a compôr e a improvisar s canções.

A artista ganhou diversos prêmios, nacionais e internacionais, desde o primeiro a “Competição Nacional Japonesa de Koto”, em 1989 e 1992 e anos mais tarde, em 1998 conseguiu uma bolsa de estuda da Agência de Assuntos Culturais do Japão e neste mesmo ano, Yumi fez sua primeira apresentação com Praga Cello Ensemble no Suntory Hall em Tóquio, sendo destaque no NHK produzido GENJI MONOGATARI Wakana como solista principal, tocando Koto entre um tudo corda conjunto ocidental.1653828_284432908348724_897708699_n

Em 2002, chegou ao ocidente, entrando em Nova Iorque e propagando a cultura tradicional, clássica e contemporânea japonesa, sempre abordando algo novo e inovador em suas composições, autorais e originais, mixando com elementos de jazz moderno e eletrônico.

Já lançou dois álbuns, o primeiro “Beginning of a Journey”, de 2009 com uma melodia original, mixada com outros gêneros mundiais, além de incluir violiono, cello, trombone e sons eletrônicos, abrangendo culturas tradicionais e contemporâneas no mundo. E em abril de 2015, Yumi lançou seu segundo compacto intitulado “Haru”, com participações dos gêmeos franceses Laurent and Larry Bourgeois, os Les Twins e Yumi aperfeiçoando ainda mais seu estilo único em compartilhar uma cultura milenar ao mundo ocidental.

10730979_352977624827585_4787211185248798058_n

Todos os álbuns de Yumi podem ser encontrados em plataformas digitas na íntegra, além de vídeos no Youtube, em que a artista divulga um pouco de suas produções, mas também de sua essência nacional japonesa.

Confira abaixo um pouco desta essência nipônica, que já conquistou o norte da América, e pode trazer a paz do oriente à terras latinas.

Para conhecer mais sobre Yumi Kurosawa acesse:
Site oficial | Facebook | Youtube | Instagram | Twitter

Por: Patrícia Visconti

[Caixa de Som] Carol Pereyr: Voz sútil e alma de poeta

1939945_520640381390312_1740908107_n

Baiana de voz meiga, doce e angelical e filha do poeta Roberval Pereyr, a cantora e compositora Carol Pereyr propaga seu nome em carreira solo, com a turnê “Saudades do Brasil”.

Começou sua carreira profissional aos 17 anos, em parceria com Márcio Pazin, cantor e compositor cantarinense, e essa parceria aconteceu de forma natural, quando eles musicavam e interpretavam os poemas que Carol escrevia, além de releituras de grandes compositores. Juntos gravaram dois álbuns, entre eles “Mirante” (2006) e “Morada” (2011), que são uma junção de música e poesia, interagindo as artes e mostrando quão ambas podem caminhar dando o mesmo passo nesta jornada musical, enriquecendo e reinventando novas formas de apresentar a música popular brasileira.

Cantora premiada já participou de diversos programas, concursos e festivais, qual obteve êxito na maioria ganhando grande parte deles, ou chegando a finalista das competições.

Uma artista nata, com alma de poeta, que apenas visa propagar seu ofício dentre a essa imensidão que já existe neste mundo, unificando-as todas em apenas uma única arte. Conheça mais sobre essa cantora sútil e doce, que contagia e emociona à todos que o escuta.

carolp

Mais informações: Site | Facebook | SoundCloud

Assista Carol cantando um de seus singles, “Vapor Barato”:

Por: Patrícia Visconti