Arquivo da tag: crítica

Project Power – Um Filme de ação e suspense de tirar o fôlego

power-2-continua-o-netflix

O novo filme da Netflix, é uma trama de ação, aventura, amor ao próximo, família e amizade, que conta a história de super-heróis da vida real, em um futuro próximo, na cidade de Nova Orleans, nos Estados Unidos, em que um distribuidor misterioso oferece um suprimento gratuito de “Power”, uma pílula que concede superpoderes imprevisíveis por cinco minutos, em um grupo de traficantes de drogas, incluindo Newt. Continuar lendo Project Power – Um Filme de ação e suspense de tirar o fôlego

Scooby! O Filme – Uma história de mistérios, ação e amizade verdadeira

Scooby

A nova animação do ScoobyDoo, estreou no começou do mês de julho no streaming da Warner, o filme seria lançado no dia 15 de maio nos cinemas, mas por conta da pandemia do COVID-19, a animação não pode ser lançada nas telonas e foi direto para o streaming digital. Continuar lendo Scooby! O Filme – Uma história de mistérios, ação e amizade verdadeira

[Crítica] Titanic – O clássico moderno das produções Hollywoodiana

images-4

Titanic é, sem dúvida alguma, o maior dos clássicos modernos. Resgatando o formato  das grandes produções da era de ouro de Hollywood, James Cameron entregou o melhor título de sua carreira. O diretor, fascinado por naufrágios desde a infância, tinha na história de Titanic um ápice. Cameron fez do projeto uma certa experiência científica quando  resolveu filmar nos reais destroços do navio, não propriamente para realizar um filme mas “mergulhar até o naufrágio” nas palavras do diretor. Continuar lendo [Crítica] Titanic – O clássico moderno das produções Hollywoodiana

Morrison e Mckean criaram um dos romances mais aclamados do Batman de toda Gotham City

1-FXiqf31rs-KJCcosa-Z4mgwg

Uma das graphic novel mais bem-sucedidas de todos os tempos “Batman: Arkham Asylum – A Serious House on Serious Earth”, com roteiro do grande Grant Morrison e ilustrado pelo Dave McKean, que originalmente foi publicado em 1989 nos Estados Unidas e relançado em 2013 pela Panini aqui no Brasil, o romance gráfico do Batman, que foi inspirado em outros trabalhos do morcego como The Dark Knight, em que Morrison concebeu a história para fazer uma abordagem pessoal ao personagem, usando referências simbólicas e desconstruindo muitos icônicos vilões do Batman. Continuar lendo Morrison e Mckean criaram um dos romances mais aclamados do Batman de toda Gotham City

[Crítica] De Volta Para O Futuro

48253b5988b23333f375d79df338b8d7-gp-Large

Robert Zemeckis e Bob Gale quando escreviam os primeiros esboços do que viria a se tornar De Volta Para O Futuro não tinham em mente o grandioso resultado de sua obra. A ideia original partiu de quando Gale, revirando seu porão encontrou um anuário da época de escola de seu pai, daí surgiu a pergunta, será que ele teria sido amigo de seu pai se os dois tivessem estudados juntos? Continuar lendo [Crítica] De Volta Para O Futuro

Crítica: Atomic Blonde

images-62

Hoje em cinema, vamos falar de um cinema que foi lançado em 2017, mas que neste ano de 2020, entrou para o catálogo do streaming da Netflix, o longa “Atomic Blonde”. Continuar lendo Crítica: Atomic Blonde

Crítica: Janela Indiscreta

james-stewart-em-janela-indiscreta

Após quebrar a perna em um acidente, o fotógra⁸fo Jeff (James Stuart) se vê confinado dentro de seu apartamento. Devido ao tédio, Jeff começa a olhar pela janela e se entreter com a vida de seus vizinhos, mas a situação fica cada vez mais estranha quando ele começa a suspeitar que seu vizinho cometeu um assassinato.

Continuar lendo Crítica: Janela Indiscreta

Resgate – O novo filme da Netflix relembra clássicos do cinema de ação

resgate-netflix

Estreou na última sexta-feira (24), o novo filme original da Netflix, Extraction (Resgate, em português), em que traz Chris Hewsworth no elenco e também na produção geral. A película se passa na Índia e tem direção de Sam Hargrave com roteiro de Joe Russo.

Continuar lendo Resgate – O novo filme da Netflix relembra clássicos do cinema de ação

Crítica: “Clube dos Cinco”

5c375d061f0000cc0828313d.jpg

John Hugues é considerado mestre quando o assunto é cinema adolescente. Responsável por clássicos adolescentes como Gatinhas e Gatões (1984) e Curtindo a Vida Adoidado (1986), entre outros. O grande diferencial de sua filmografia vem com o Clube dos Cinco. Continuar lendo Crítica: “Clube dos Cinco”