Arquivo da tag: ícone

Stan Lee – De sonhador literário a ícone dos quadrinhos mundial

stan-lee-drawn-by-neal-adams-600x338

“Eu não sou um profeta, mas estou adivinhando que os quadrinhos vão ser sempre fortes. Eu não acho que nada possa realmente bater a alegria pura e o prazer de segurar uma revista em sua mão, lendo a história no papel, poder enrolá-la e colocar em seu bolso, reler de novo mais tarde, mostrar a um amigo, levar ela junto, jogar na estante, colecioná-las, ter um monte de revistas empilhadas e ler de novo como série. Eu penso que os jovens sempre amaram isso. Eu acho que eles vão sempre amar.” Continuar lendo Stan Lee – De sonhador literário a ícone dos quadrinhos mundial

A história do Velho Guerreiro chega aos cinemas brasileiros

“Vocês querem bacalhau?”

6112244-x720-750x380

Abrindo o texto com uma frase bem marcante de Chacrinha, que estreia um longa metragem biográfico – “Chacrinha: O Velho Guerreiro”, contando a história em uma comédia dramática, dirigido por Andrucha Waddington, com roteiro de Cláudio Paiva, o filme é uma coprodução da Media Bridge com a Globo Filmes, em associação com a Conspiração Filmes. Continuar lendo A história do Velho Guerreiro chega aos cinemas brasileiros

[Total Flex] MIS-SP mostra um pouco da vida e a obra de Renato Russo

Renato Manfredini Júnior, ou simplesmente Renato Russo, um poeta, um músico, um artista completo que visava não apenas suas própria música, mas a música do mundo, aquela que se ouve e se sente profundamente dentro da alma, suas obras não – na verdade não são – temporais, daquelas que “temos todo o tempo do mundo“, como ele mesmo já dizia em Tempo Perdido, mesmo que “não temos mais o tempo que passou“. Continuar lendo [Total Flex] MIS-SP mostra um pouco da vida e a obra de Renato Russo

[Cantinho Literário] Jackie Ormes – A primeira quadrinista negra

Ela era negra, viveu numa época bem distinta, onde não apenas os negros, mas as mulheres quase não tinham voz, mas independente disso, Jackie Ormes virou o jogo e se consagrou na primeira quadrinista e roteirista negra no século 20. Continuar lendo [Cantinho Literário] Jackie Ormes – A primeira quadrinista negra

[Cabine da Pipoca] Cássia Eller: Uma artista sem fronteiras!

9vtd5lr9jrdx3vos6e9ot28ae

Há 14 anos atrás falecia um dos ícones mais irreverentes da música popular brasileira, com voz rouca e seu jeito moleca de ser, Cássia Eller deixou mais que um legado na música, mas também para a sociedade.

Teve sua pré-estreia na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, com estreia nacional no dia 29 de janeiro de 2015. Dirigido por Paulo Henrique Fontenelle, o documentário que traz um pouco sobre a vida e a obra dessa grande artista, que apesar de ser tímida por trás dos palcos, tinha uma força gigantesca e inquieta em suas performances dentro dele.

20672487Cássia Eller foi um grande marco da MPB no final da década de 80 e nos anos 90, que teve sua carreira interrompida em 2001, aos 39 anos, após sua morte precoce decorrente de um infarto repentino no coração.

Um filme sobre a cantora, a mãe, a mulher que expôs sua vida pessoal e rompeu barreiras, deixando um belo legado social e artístico. Além de depoimentos de nomes de suma importância da música nacional, como Nando Reis, Oswaldo Montenegro, Zélia Duncan, entre outros, além da própria Cássia.

Confira abaixo o trailer oficial do documentário:

Por: Patrícia Visconti