Arquivo da tag: lançamento

[Caixa de Som] Entrando numa ‘buena onda’ com Rapha Moraes

397764_392170730874779_549162192_n

No começo deste mês o curitibano Rapha Moraes (veja aqui), lançou seu primeiro álbum de inéditas conta com 12 faixas todas elas de autoria do próprio músico, canções que ele escreveu enquanto viajava pela América Latina e resgatava as essência de cada cultura, origem e início, desbravando lugares e habitantes novos, e compartilhando essa sensação com seus ouvintes e fãs.

10336756_624329620992221_5294509830290792195_nProduzido, dirigido e instrumentado pelo Rapha, assim como os arranjos, que há participações dos músicos, Noélle Bonacin, Helena Sofia e Juninho Júnior, integrantes da banda do artista.

Gravado em Curitiba, cidade natal do músico, no Nico’s Studios por Vinicius Braganholo e mixado por Rapha e Vinicius.

Um projeto sonhado e aguardado por Moraes, por isso há tanta participação do próprio da produção deste disco, o primeiro de muitos que ainda virão, pois retrata passagens em sua vida, porém pode remeter lembranças de qualquer pessoas que esteja ouvindo pela primeira vez.

Músicas l1978819_586584881433362_567950106_neves, com batida meio rock, pop, soul, folk e muita latinidade ao longo do compacto. Aquele disco que você coloca para tocar e viaja em outra dimensão, contemplando as letras e se deixando levar pelo som fluindo do rádio.

Por falar em apresentação, Rapha está promovendo o disco em algumas capitais do país deste o início de maio, passando por Curitiba, Rio de Janeiro, São José do Rio Preto e no próximo sábado, será a vez dos paulistanos contemplar sua performance, com músicas novas, mas a mesma energia e carisma que o músico mostra em seus shows.

10170938_612373872187796_4505180905645011871_n

Esse é o ‘La Buena Onda’, um disco para quem contempla o lado simples da vida e ama música como o ar que respira, concebendo os momentos diários e retratando os sons da vida.

Assista abaixo o primeiro videoclipe de ‘La Buena Onda’, a faixa ‘Quando Coração Sorri’:


O show de Rapha Moraes em São Paulo acontecerá no Teatro Alma D’Alma, no dia 1º de junho e os ingressos já estão sendo vendidos, e quem garantir seus bilhetes antecipados pela internet – clique AQUI – poderá participar de um bate-papo + pocket de pré lançamento no sábado antes do show no domingo.

SERVIÇO

Rapha Moraes
Show de lançamento do cd “La Buena Onda” em SP
Data: 1/ Junho/ 2014
Horário: 17h
Local: Teatro Alma D’Alma
End: Rua Saturnino dos Santos 74, Ipiranga – SP
Contato: (11) 5062.5164 | (11) 3832.7769
Site | Facebook
Ingressos: Inteira R$20,00 | Meia R$10,00

10308348_619035551521628_3855648100643479492_n

Por: Patrícia Visconti

[Cantinho Literário] O amor pela literatura é maior que tudo

10271550_808717519138532_368070072159946681_n

Como todos já sabem, aqui no OBC, nós propagamos a cultura alternativa, divulgamos nossos artistas de todas as áreas cultural e publicamos aqui no boletim, ou em forma de entrevista ou apenas em um simples texto e nesta semana não será diferente, afinal nossa equipe d’O Barquinho Cultural, caça pelas ruas e pela internet os artistas mais escondidos de todo o Brasil e apresentamos à tripulação mais cultural de toda WEB.

64753_390069474336674_1179194844_nNesta semana, a caça da vez é o paulistano – baiano, Inácio Bezerra Cruz Filho, ou simplesmente Cinho Cruz, que tem formação na área de eletromecânico, mas com alma de literário, pois apesar de ter cursado Técnico Eletromecânico, ele sempre sentiu vontade de ser escritor, pois sua paixão pela literatura sempre foi maior que tudo, afinal, basta acessar seu blog pessoal e ver seus contos, poemas e artigos e já predestina seu amor pela arte da escrita literária.

Então foi com essa garra e vontade, que Cinho começou escrever seu primeiro livro, “A Mulher Que Não Fala Palavrão”, com as experiências que ele teve em sua vida, morando em diversos lugares, como São Paulo, Bahia e até no Pará ele começou o trabalho da sua primeira obra, que atualmente encontra-se em diversos lugares para vender, na versão física e também digital.

Mas Cinho não quer parar só neste livro, ele já tem planos para escrever outras obras, pois seu sonho de escritor não é momentâneo, que para no primeiro exemplar, mas sim, produzir muitos e muitos livros, para propagar seu amor pela arte de escrever e a literatura em todo o Brasil, e quem sabe para todo o mundo, afinal o país precisa cada vez mais, de escritores que amam a literatura de corpo, alma e coração e não só de escritores que só visam o lucro e não estão nem ai para a importância desta arte tão rica e ao mesmo tempo, tão esquecida por muitos brasileiros.

10174879_808717819138502_6176785125938196689_nVeja a sinopse de A Mulher Que Não Fala Palavrão, de Cinho Cruz:

“Helena é uma mãe solteira em busca da esperança de conseguir um emprego em uma cidade fictícia chamada Parauabape – a história tem um fundo de realidade – que é conhecida como a CIDADE DO MINÉRIO, mas é lá que a sua esperança se torna um pesadelo.

Ela conhece um rapaz chamado Márcio, que trabalha em uma empresa de mineração, e eles têm um relacionamento sério, apesar de serem muito diferentes.

Eles sentem a dificuldade de viver em uma cidade violenta e doente, mas com muito esforço, conseguem lutar contra o preconceito por serem tão distintos.

Correndo contra o tempo, Helena tenta mostrar o seu valor como mulher e, diferente das outras, ela não falava palavrão. Mesmo assim, ela vai em frente com toda a sua esperança.”

Assista abaixo o trailer do livro:

Contatos do escritor Cinho Cruz:

Blog Pessoal | Facebook | YouTube

Mais informações sobre as vendas do livro, A Mulher Que Não Fala Palavrão:

SARAIVA DIGITAL | CLUBE DE AUTORES

A lei da cidade: “Se você não mudar, vai morrer ou a família sofrerá.”

Por Priscila Visconti

[Caixa de Som] Neto Lobo e a Cacimba canta a essência do nordeste, com uma pitada de música popular

neto_cacimba

Quando mistura-se rock com uma pitada de ritmos interioranos do nordeste, só pode dar música original e de qualidade, afinal o novo sempre cativa aos ouvidos mais apuradas e as mentes abertas. Essa é a tendência da banda Neto Lobo e a Cacimba.

neto_cacimba 2O grupo já segue esse compasso desde 2001, e eles são abertos a todos os estilos, ritmos e inspirações, viajando da poesia a literatura, indo até a longevidade da seca nordestina, qual inspirou também outros autores e poetas, como descreve-se na escrituras literárias brasileiras.

A poesia cantando a efervência nordestina, propagando essa cultura tão rica que há no país, misturando com linguagens do pop, rock, heavy metal e africanas. Uma salada musical com cadência e melodia.

65035_363130227152886_1245337802_n

O primeiro disco da banda foi lançando em 2012, reunindo um apanhado de 11 anos do grupo, com letras que ditam o cotidiano nordestino, entre outras viagens e adversidades frequentada pelos integrantes, embaladas por um sotaque forte regional e pela voz marcante e cativante de Neto Lobo, que canta a alma do povo do nordeste. Confira abaixo o single ‘A peleja do diabo com a flor‘, parte do primeiro álbum do grupo:


Agora, a banda segue a trajetória preste a lançar o segundo álbum, ‘Meu Pé de Umbu’, título dado com base na citação do escritor Euclides da Cunha, no livro ‘Os Sertões’, quando se refere ao umbuzeiro como árvore sagrada do sertão.

O disco traz ainda mais forte as raízes nordestinas afloradas na essência da banda, mostrando quão as origens valem mais do que qualquer modismo, visando a propagação da cultura regional e efervescendo a baianidade, a resistência das tradições e o lado poético-positivo da realidade vista e vivida no interior nordestino.

1798371_444363542362887_2025076249_nNeto e a Cacimba mostra quão rica é mesclar essas tradições culturais, com ritmos populares da industria fonográfica, transformando o regional em algo novo e original.

Agora é aguardar pelo lançamento de ‘Meu Pé de Umbu’, e atribuir mais da cultura nordestina em nós, cativando o regionalismo e a originalidade de somar a outros estilos e ritmos musicais.

Mais informações sobre Neto Lobo e a Cacimba:
Site | Facebook | SoundCloud

Por: Patrícia Visconti

[Cantinho Literário] Do caderninho de poesia à uma coletânea de poesias

1185248_579358842109944_1973639409_n

Esta semana vamos abrir a editoria aqui n’O Barquinho Cultural, claro que é com a editoria de literatura, o Cantinho Literário, mas é com uma colega de profissão da equipe do OBC, graduada em jornalismo, no Centro Universitário FIEO (UNIFIEO) e como todos já sabem, nós damos muito privilégio aos colegas jornalistas, como a escritora e jornalista Mary Prieto, 21 anos, de São Paulo/capital.

1146482_579423188770176_1472634253_n

Mary sempre teve a literatura em suas veias, pois com apenas oito anos de idade, ela ganhou o clássico “O mundo de Sofia” .

A filosofia se tornou sua  paixão e seu objetivo, no qual a perseguiria por toda sua vida, Mary manteve sua vocação pela escrita, leitura e as análises do mundo, caçando novas histórias, para embasar em seus conhecimentos e ideias.

A escritora utiliza-se as ideias de seu caderninho de poesia, para superar seus obstáculos e tornar suas ideias e conhecimentos, para se comunicar, expor sua poesia e transformá-las em reflexões. Como diria Clarice Lispector, a palavra é o seu domínio sobre o mundo, e esse espaço que aqui se renova é, sem dúvida, sua “liberdade de expansão”.

No ano de 2006 ela foi convidada para ser colunista no fã site da atriz e cantora Marjorie Estiano, onde também pode desenvolveu habilidades como design gráfico e nos anos de 2010 e 2011 escreveu sobre teatro, também nessa época, criou sua primeira versão do “considerando inquietudes”, blog que acabou servindo de base e “alimento” para seu primeiro livro, intitulado “Essência”.

1017000_579365232109305_1774322370_n

Esse é o livro que Mary Prieto está lançando e também já está a venda, para encomendas, e em diversas casas do ramo, como a Livraria Cultura.

O livro conta a história da essência de uma viagem com dois caminhos principais, mas com multi possibilidades e chegadas pessoais e intransferíveis, onde o leitor pode ajustar seu olhar poético e ir navegando entre a contemplação que gera liberdade na alma e a reflexão que trás a profundidade em si mesmo, inspirando-se em um mar de poesia e possibilitando uma visão de imensidão de um todo.

Confira a sinopse de “Essência” abaixo:

Essência é uma coletânea de poesias de teor filosófico, em que o objetivo maior é propor o olhar contemplativo e reflexivo. O amor também é uma temática central que permeia todas as palavras do livro, conferindo ao olhar poético intensidade e/ou leveza.

Essa obra é um misto de emoções que oferece ao leitor a possibilidade de, através da palavra, expandir, ou se aprofundar até o âmago. É a transformação de um estado automatizado em um estado sensível, permissível, permeável e imprescindível.

Livraria Cultura 
Encomendas diretas mary.prieto@bol.com.br

Contatos da Mary Prieto:
Site Pessoal
Twitter
Facebook
Site do livro Essência

1209291_579378552107973_559265493_n

PS: Lembrando que para quem ainda não tem, haverá uma segunda chance: dia 17/05, sábado, na feira do livro anual do Colégio Giordano Bruno, a escritora Mary Prieto, estará na bienal, promovendo seu livro e também autografando, em uma tarde de autografo e um bate papo, sobre o livro e também sobre poesia, literatura e jornalismo.

Por isso, quem não possui o livro, pode garantir o seu, autografado e ainda tirar uma foto com a Mary, na feira do livro anual, no Colégio Giordano Bruno, no km 14.200 da Rod. Raposo Tavares, a partir das 10 da manhã às 16 horas da tarde, então não percam!

Por Priscila Visconti

[Caixa de Som] Rapha Moraes faz uma viagem a infância em seu novo videoclipe

575026_412254272199758_357645297_n

Nesta semana o cantor revelação daqui da nossa navegação e também, de toda web latino-americana, Rapha Moraes (veja aqui) lançou em primeira mão o videoclipe do álbum de estreia do músico, o single “Quando um Coração Sorri”.

A música bastante contagiante, viciante e emocionante, remeten a origens de quem está começando, e luta para conquistar o que almeja, ou como o próprio autor diz, “é um ‘on the road’ que nos faz resgatar a alegria e o desejo pelo novo”.

O single faz parte do disco, primeiro da carreira de Rapha, “La Buena Onda”, previsto para ser lançado no próximo mês, aguardando que atinja a meta de captação de recursos virtual no Catarse, onde o músico busca arrecadar 10 mil reais.

O clipe foi dirigido por Arnaldo Belotto, retratou justamente isso, o sonho a ser conquistado, as batalhas a ser enfrentadas, até conseguir o êxito tão esperado.

Rapha Moraes é cantor e compositor, começou sua carreira em Curitiba, Paraná, cidade natal do artista, que antes de se lançar em carreira solo, já participou de várias outras bandas, realizando diversos shows pela capital paranaense.

FOTO-DE-CAPA

Mas, foi desde 2013, após uma viagem que Rapha realizou pela Argentina e Chile, e despertou essa ânsia em transmitir suas canções e alegria de viver ao público, tornando cada dia como se fosse o último vivido, fazendo história e viajando através da música, e mostrar uma nova maneira para enxergar a vida, que na maioria das vezes passa diante dos nossos olhos e pouco notamos, pela correria do dia-a-dia. Como fez o próprio Rapha, que trocou sua formação roqueira no passado, pelo cello e acordeon, mostrando uma nova essência musical dentro de si, que poderia tocar mais pessoas e transformar em novas histórias.

Assista abaixo “Quando um Coração Sorri”, o primeiro single do álbum de estreia deste músico que mostrou que mudanças pode ser mais benéfico para nós mesmo, do que para os outros.

Apesar, há uma campanha de lançamento do disco de estreia de Rapha Moraes que convida os amigos e fãs do músico à colocarem suas fotos de quando eram crianças no perfil do Facebook. Na descrição da imagem, entra o link do clipe que você assiste abaixo. Todos estão convidados a espalharem a boa música por aí!

Por: Patrícia Visconti

[Cabine da Pipoca] Rio 2 estreia nos cinemas

Rio-2-Divulgação

Salve salve tripulação mais cultural de toda internet, estamos na área com a nossa Cabine da Pipoca, trazendo o melhor da sétima arte para todos vocês, que nesta semana, que não voltamos para sexta-feira, estamos chegando com uma animação americana, mas com cara brasileira, que o longa Rio 2, produzido pela Blue Sky e dirigido pelo diretor brasileiro Carlos Saldanha.

A sequência do filme de animação por computador, lançado em 2011, Rio. O título refere-se à cidade de Rio de Janeiro, onde o primeiro filme é ambientado e chegou aos cinemas de todo o Brasil, nesta quinta-feira (27), trazendo grandes expectativas de público para este segundo filme, que deve ser lançado daqui uma semana no Reino Unido e nos demais países 11 de abril.

O filme apresenta as vozes de Jesse Eisenberg, Anne Hathaway, will.i.am, Jamie Foxx, George Lopez, Tracy Morgan, Jemaine Clement, Leslie Mann, Rodrigo Santoro e Jake T. Austin.

Sinopse:
Blu, Jade e seus três filhotes, Carla, Bia e Tiago, levam uma vida domesticada feliz no Rio de Janeiro. Mas Jade começa a temer que as crianças não saibam viver como pássaros de verdade, então a família embarca em uma aventura na Floresta Amazônica, onde eles encontram uma mistura variada de personagens nascidos na Selva.

Após a chegada, a família se depara com o pai de Jade há muito tempo perdido. Enquanto Blu tenta se adaptar com os novos vizinhos, ele se preocupa em perder Jade e as crianças para o mundo selvagem, mas as coisas pioram quando eles percebem que o seu habitat amazônico está sob ameaça quando Nigel, o velho inimigo de Blu e Jade, está de volta para se vingar.

Blu, Jade e todos os seus amigos irão levar o público a mais risos, a novos personagens engraçados, música, e mais ação, à medida que descobrimos que Blu é capaz de tudo para salvar a sua família.

Assista abaixo o trailer de Rio #2:

Rio2

Por Priscila Visconti (que abdiquei que publicar o lançamento de X-Men – Dias de Um Futuro Esquecido, para postar algo mais brasileiro)

[Caixa de Som] Bratislava apresenta o álbum ‘Carne’ no “Puxadinho da Praça” em São Paulo

IMG_0175

No último sábado aconteceu o show de lançamento do primeiro álbum da banda Bratislava [veja aqui], ‘Carne’, porém não estreia do álbum em si, mas do primeiro registro físico da banda. Já que o disco foi lançado em meados de 2012, e apenas no início de 2014 que o álbum ficou propriamente pronta na versão concreta e finalizada.

Esse projeto já havia alguns anos que os garotos estavam confeccionando, mas apenas agora eles puderam finalizar e dar continuidade a carreira da banda, e claro, neste tempo os irmãos Victor e Alexandre Meira perdeu companheiros, mas ganhou novos, como o baterista (fera por sinal), Lucas Felipe.IMG_0101

O show contou com a participação da banda paulistana, Cosmogum, que abriu o show dos garotos, e por coincidência também estava lançando seu primeiro registro oficial, e fez um show regado com muito rock, soul, funk, agitando a galera e dando o aval para que a Bratislava fechassem a noite no Puxadinho da Praça, um espaço extremamente cultural localizado na Vila Madalena, zona oeste da megalópole paulistana.

A apresentação dos garotos começou já havia passado das nove e meia da noite, contou um setlist com diversas canções próprias, que marcam os ouvidos de quem escuta, tocando-as direto na alma e com a verdadeira essência do rock nacional alternativo, além de muita poesia e questionamentos sociais que residem na humanidade. Dentre as músicas do álbum foram mostradas Vermute, Mapa do Deserto, Calma, Aconchego, entre outras, que podem ser auscultadas no próprio disco, além das inéditas Vermelho, 17 Relâmpagos, Ruídos e Aprendendo a Andar.

A banda segue promovendo e propagando o compacto em seu site oficial e também, nos concertos que eles realizam na noite paulistana.

IMG_0147O álbum ‘Carne’ é o primeiro da banda, e contém 12 faixas inéditas, além do EP ‘Longe do Sono’ – lançado em 2011 e remixada por Matschulat.

Como os garotos mesmo descrevem no site oficial da banda, o disco traz a saga de um alguém sem lenço e sem documento, que vaga por por situações reais e surreais, se questionando com seu próprio ego comparando-os com os valores sociais, os vícios da memória, a vida eterna e o paradoxo da perfeição.

IMG_0125

O compacto foi produzido por Claudio Machado, Fabio Santini, Luis Lopes e Victor Meira no estúdio C4, em São Paulo. CARNE conta com a participação dos amigos Brunno Cunha (teclados), Thamires Tannous (vozes), Daniel Nunes (beats eletrônicos), James Muller (percussão) e Lucas Weier (acordeon). Além do mais, ele pode ser encontrado no site do grupo na versão para download, mas para os amantes do produto físico pode adquiri-lo através das apresentações ou pelo Facebook da banda.

Mais informações: Site | Facebook | Twitter

Assista abaixo o videoclipe homônimo ao primeiro disco da banda, ‘Carne’, que também integra-se a playlist do mesmo: