Arquivo da tag: pobre

[Cabine da Pipoca] Moleque – Um curta-metragem em homenagem ao mestre Chespirito

12080360_628645570611058_5230006992783016115_o

O Cabine da Pipoca desta semana vai para quem é fã do seriado Chaves, com esse curta-metragem que foi lançado em Agosto de 2016, sendo uma homenagem a produção do mestre Roberto Gomez Bolaños, o eterno Chespirito, ganhando uns toques abrasileirado, mas sem fugir da ideia original da série. Continuar lendo [Cabine da Pipoca] Moleque – Um curta-metragem em homenagem ao mestre Chespirito

Anúncios

[Cantinho Literário] 100 anos de Carolina Maria de Jesus

caroline-maria-de-jesus

O Cantinho Literário dessa semana, não será dedicado a novos escritores, poetas e nem iremos passar dicas de livros e autores à vocês, mas sim será um especial centenário, da escritora mineira Carolina Maria de Jesus, que completou 100 anos no mês de março.

A história da Carolina começa em Minas Gerais, em uma comunidade rural, onde seus pais eram agricultores. Ela foi para escola forçada por sua mãe, depois de a esposa de um rico fazendeiro pagar seus estudos e de mais outras crianças do bairro mineiro, mas ela parou de ir a escola no segundo ano, mas mesmo assim conseguiu aprender a ler e escrever, mesmo sem ir mais a escola.

Depois que sua mãe faleceu, no ano de 1937, a jovem Carolina se muda para a capital de São Paulo, no qual ela construiu sua própria casa, usando madeiras, lata, papelão e qualquer coisa que pudesse encontrar e todas as noites ela saia para coletar papel, para arrecadar dinheiro para sustentar sua família. Mas quando encontrava revistas e cadernos antigos, guardava-os para escrever em suas folhas, sendo assim que começou a escrever sobre seu dia-a-dia, sobre como era morar na favela.

No ano de 1960, a autora publicou “O Diário de Carolina Maria de Jesus”, e neste mesmo ano ela conhece o jornalista Audálio Dantas, que estava fazendo uma cobertura do pequeno parque municipal, que logo após a cerimônia, ele viu Carolina de Jesus de pé na beira do local gritando “Saiam ou eu vou colocar vocês no meu livro!”, Audálio quando viu aquela cena foi logo conversar com a escritora e já pediu uma mostra de seu livro para ler e logo depois correu para o jornal onde trabalhava.

Foi ai que o livro “A História de Carolina”, estourou pela cidade e pelo país e ainda em 1960, Carolina Maria publica seu novo livro, “Quarto de Despejo”.

A tiragem de “Quarto de Despejo”, teve dez mil exemplares, só lançamento, se esgotando na primeira semana. A linguagem no qual escrevia em seus livros, era simples e deselegante de uma pessoa sem muita instrução, mas mesmo assim, foi traduzido para 13 idiomas, se tornando um best-seller na América do Norte e na Europa.

Mas depois de muita fama e alguns livros em sua bagagem, a escritora, que teve apenas uma filha, na qual ela criou sozinha, morreu no subúrbio de São Paulo, pobre e esquecida, em 13 de fevereiro de 1977, com 62 anos, com insuficiência respiratória. Segundo sua filha, vera, Carolina Maria de Jesus queria se tornar atriz e cantora, mas que ela não conseguiu realizar esse sonho.

Livros publicados
Além do Quarto de despejo (1960)
Quarto de despejo (1960)
Pedaços de fome (1963)
Provérbios (1963)
Diário de Bitita (1982, póstumo)

O pobre e o rico, de Carolina Maria de Jesus

“Ex-catadora de papel, Carolina foi descoberta pelo jornalista Audálio Dantas ao escrever uma matéria sobre a expansão da favela do Canindé. Com pouca escolaridade, favelada, mulher, negra e pobre, Carolina fez das obras um meio de denúncia sócio-política.”

carolina 2

Por Priscila Visconti