Arquivo da tag: professor

Marcelo Alves, o super-herói da literatura brasileira

55853837-10212938236482383-4572078177916026880-n

O carioca de 48 anos, Marcelo Alves está com um projeto muito legal de incentivo a leitura para crianças e adolescentes do ensino fundamental em um colégio no Rio de Janeiro. Através de suas obras lançadas em quadrinhos, ele quer provar para a sociedade que ler gibi não é futilidade e tão pouco inculto, e pode ajudar as crianças a sentirem o gosto pela leitura. Continuar lendo Marcelo Alves, o super-herói da literatura brasileira

[Caixa de Som] Ítalo Lencker se prepara para lançar seu primeiro álbum autoral ainda neste ano

Foto por: Thiago Sapienza
Foto por: Thiago Sapienza

Como primeira postagem em nossa “Caixa de Som”, temos que mostrar algo que marcara 2016 e trará bons frutos aos nossos ouvidos, e esse artista que o conheci durante um show da cantora Bruna Moraes me cativou, não apenas pelo seu jeito carismático, mas por sua voz doce e marcante.

11022569_874109662652094_8568793732831189490_nPaulista de alma cearense desde cedo soube que seu futuro seria na música, um amante da música popular, se preparar para lançar seu primeiro álbum de inéditas – intitulado “Forasteiro” – ainda neste ano. Ítalo Lencker, é cantor, compositor e instrumentista, além de atuar em várias produções musicais e dar aulas de música.

375137_520601331336264_815679507_nEstudou na UNESP e EMESP Tom Jobim, aonde se aperfeiçoou seu dom para poder compartilhar com outros futuros musicistas e também, apreciadores da boa e autêntica música popular brasileira. Participou de diversos festivais nacionais, tendo seu trabalho reconhecido e premiado e diversos dele, como o Festival de MPB Certame da Canção; Tatuí – SP, FEM; São José do Rio Preto – SP, VII Prêmio Sorocaba de Música, Festival da Canção de Miracema entre outros.

941789_520596228003441_80893392_n
Ítalo com sua irmã Camila.

Sua voz doce e sutil, harmoniza cada verso com precisão e delicadeza, formando uma canção única e de som excepcional, com influências que vão dos ritmos regionais ao rock, samba, jazz, soul, mpb e reggae. Mas, a principal referência musical de sua vida, sua irmã e parceira, Camila de Oliveira, que sempre o apoia ajuda em seus projetos musicais. Há também grandes nomes da música brasileira como Garoto, Tom Jobim, Guinga, Edu Lobo e Toninho Horta.

11140259_894808280582232_4562738248071416838_nComo dito acima, Lencker está prestes a lançar em primeiro disco, que deverá ter nove canções inéditas e autorais, muitas parcerias, entre eles estão Camila de Oliveira , Cris Rangel , Hellen Issa , Daniel Conti , Arthur Krocovec e André Fernandes. A produção musical ficou por conta de Rodrigo Panasslo Camila de Oliveira , Cris Rangel , Hellen Issa , Daniel Conti , Arthur Krocovec e André Fernandes.

Esse projeto foi concebido por meio de financiamento coletivo, onde eles precisavam de 19 mil reais, e conseguiram bem mais do esperado, e os contribuidores foram todos gratificados pelo apoio. Todavia, ainda não há data oficial do lançamento, mas pode conferir alguns singles deste álbum no Youtube oficial do músico.

Enquanto não chega o disco, confira “Nano”, faixa presente no álbum “Forasteiro”;

E para conhecer mais sobre o trabalho do Ítalo, acesse:
Facebook | Youtube | SoundCloud

Por: Patrícia Visconti

[Cantinho Literário] Mario de Andrade – O poeta paulistano que marcou A Semana de Arte de 22

mario-de-andrade

O problema com o Explore ainda continua, por isso estou aceitando ajuda com meu PC, para não atrasar os posts aqui no Cantinho Literário, pois tenho muitas  pautas para caçar e muitos novos escritores para descobrir, que estão espalhados por esse mundão chamado INTERNET e por esses motivos, vamos no clássico da literatura e falar um pouco sobre o poeta, escritor, crítico literário, musicólogo, folclorista e ensaísta, Mário de Andrade.

Mário Raul de Moraes Andrade, era paulistano e foi um dos pioneiros da poesia moderna ao lado de Oswald de Andrade, Tarsíla do Amaral entre outros, sendo uma das figuras principais do movimento de vanguarda de São Paulo, A Semana Arte Moderna de 22, se tornando o polímata nacional do Brasil.

Andrade fazia ensaios fotográficos, no qual ele cobria para ampla variedade de assuntos, desde literatura, história e até no cenário musical, que eram divulgados  nos pequenos e grandes veículos da imprensa da época.

Ele já trabalhou como professor de música e colunista de jornal, publicou seu maior romance, Macunaíma, em 1928, mas continuou a publicar obras sobre  música popular brasileira, poesia e outros temas de forma desigual, sendo interrompido várias vezes devido a seu relacionamento instável com o governo brasileiro.

Sempre polêmico em suas obras, como Amar (1927) e Macunaíma (1928), ele foi um dos primeiros escritores a gerar um escândalo na época, contando a história de  um adolecente e uma mulher madura, uma alemã contratada pelo pai do jovem. O segundo, desde sua primeira edição, é apresentado pelo  autor como uma rapsódia, e não como romance, é considerado um dos romances capitais da literatura brasileira.

Já Macunaíma vem do trabalho etnográfico do alemão Koch-Grünberg, conforme relata o próprio autor. Koch-Grünberg, no livro Von Roraima zum Orinoco, recolheu lendas e histórias dos índios taulipangues e arecunás, da Venezuela e Amazônia brasileira.

A partir desses materiais, Andrade criou o que ele chamou rapsódia, um termo ligado a tradição oral da literatura. O livro editado por Tele Ancona Lopes possui  extenso material sobre o intertexto deste livro.

Mas no final de sua vida, se tornou o diretor-fundador do Departamento Municipal de Cultura de São Paulo formalizando o papel que ele havia desempenhado durante muito tempo como catalisador da modernidade artística na cidade e no país.

Mário de Andrade deixou um legado de poesia, música e muita cultura, não só para a cidade de São Paulo, mas para todo o Brasil, pois a Biblioteca Municipal  de São Paulo, foi trocado de nome na década de 60, se tornando Biblioteca Mário de Andrade de São Paulo.

Além de vários poemas, no qual ele sempre marcava seu
amor pela cidade na qual ele nasceu e morreu. O escritor faleceu em sua casa em São Paulo, no dia 25 de fevereiro de 1945, aos 51 anos, devido a um enfarto no coração.

frase-ja-nao-tenho-tempo-para-mediocridades-mario-de-andrade-107206

Por Priscila Visconti
(só espero que até semana que vem,
eu esteja com um navegador descente.
)

[Caixa de Som] Sampa e suas nuances no pop-rock nacional

14701323091_41e0522a73_b

Não é de hoje que São Paulo é o centro do cenário pop-rock no país, principalmente da cena alternativa, que vem crescendo em exorbitância atualmente, não apenas no pop-rock, mas de diversos outros gêneros, são relativamente várias bandas se formando por toda a capital paulita. Como os paulistanos da Banda Judith, que uniu professor e alunos em uma única paixão, a música.

14732417214_63f9b091fb_zNos vocais apresentando o professor universitário, Antonio Pires e na sequencia integram a banda os seus alunos, Nadia Pannaroni (bateria) e Marcelo Silva (guitarra), além dos jovens músicos Rock Barbieri (baixo) e Camilla Fidelis (backing vocal).

A banda foi formada em 2013, com um propósito de mostrar uma nova gradação a música popular brasileira, com canções de rimas significativas e com conteúdo, em refrões e letras com temas atuais, e que refletem na vivência de cada ouvinte ao escutá-la, pois música boa é aquela que entra pelos ouvidos e entra diretamente em seu consciente, e não vira chiclete impertinente.14702102964_728808bcea_z

O repertório do grupo são todos em português, com composições próprias e vários estilos interligados ao gosto pessoal da banda, entre eles estão, o pop, rock, R&B, MPB, etc, mostrando um novo frescor, com uma eferverscência contagiante e marcante em suas canções, transbordando arte e poesia por onde passam.

Conheça um pouco da Banda Judith no primeiro videoclipe, “Popstar”:


Para saber mais sobre a Banda Judith acesse o site da banda, ou então siga-os nas redes sociais, e lá poderá conferir agenda, lançamentos de singles, fotos e vídeos da galera.

Site | Facebook | Youtube | SoundCloud

14548332807_c081690b32_b

Por: Patrícia Visconti