Arquivo da tag: vingança

“Cinco Vermelhos” – Uma trama intensa sob os traços delicados inspirados no Sumi-ê

733745851-780x439

Já era para ter falado a muito tempo deste livro, apesar de sugerir ele junto com outras obras por aqui, para que a galera pudesse conhecer na CCXP 2018, não havia resenhado sobre “Cinco Vermelhos”, da autora e ilustradora, Talessa Kuguimiya. Continuar lendo “Cinco Vermelhos” – Uma trama intensa sob os traços delicados inspirados no Sumi-ê

‘O Doutrinador’ chega aos cinemas em Setembro

View_Image_1_1170x500

O longa-metragem O Doutrinador ganha data de lançamento e pôsteres promocionais com os principais personagens da trama. O filme é baseado na HQ homônima, que ganhou destaque na web e nas mídias sociais, criada por Luciano Cunha. Continuar lendo ‘O Doutrinador’ chega aos cinemas em Setembro

Bruce Willis faz personagem de Charles Bronson em remake do clássico “Desejo de Matar”

death_wish2018_cinepop1_750x380

Nesta quinta-feira (10) estreou o filme “Desejo de Matar”, uma nova versão que antes era protagonizado por Charles Bronson e agora por Bruce Willis. Continuar lendo Bruce Willis faz personagem de Charles Bronson em remake do clássico “Desejo de Matar”

“Eu, Vilão” traz um embate social entre o bem e mal

eu_vilao

O que dizer da nova graphic novel, de Walter Junior, “Eu, Vilão“… Uma obra tensa, reflexiva e bastante complexa, pois ao mesmo tempo que você acha que sabe quem é o mal, ele pode estar interpretado de outra maneira, mostrando que todos tem dois lados, o bem e o mal caminham juntos dentro de cada um de nós, e é isso que a HQ tenta transmitir aos leitores, os conflitos pessoais e sociais peculiares. Continuar lendo “Eu, Vilão” traz um embate social entre o bem e mal

“Eu, Vilão” – Uma obra distinta e impactante

eu_vilao_comix_book_shop_quadrinhos_hq_comics_destaque_960x350

Neste fim de semana aconteceu o Festival Guia dos Quadrinhos 2018, com os maiores artistas da nona arte nacional e grandes histórias e artes para compartilhar e propagar aos amantes e colecionadores de quadrinhos, dos fofos aos dramáticos, havia leitura para todos os gostos. Dentre essas, a nova publicação do quadrinista e roteirista, Walter Junior lançada em meados de 2017, “Eu, Vilão”, com uma trama social, realista e distinta do que pode ser visto a primeira vista. Continuar lendo “Eu, Vilão” – Uma obra distinta e impactante

[Cabine da Pipoca] “O Assassino: Primeiro Alvo” traz uma vingança pessoal que coloca em cena os problemas políticos de um país

Chega aos cinemas nesta quinta-feira (21), o drama O Assassino: O Primeiro Alvo, inspirado no livro de Vince Flynn, homônimo a película e traz um ex-soldado, Mitch Rapp (Dylan O’Brien) das forças especiais, que após a morte de sua noiva em um atentado terrorista busca por vingança, e um agente de treinamento da CIA, Stan Hurley (Michael Keaton), recebe a função de treinar a tarefa em treiná-lo. Continuar lendo [Cabine da Pipoca] “O Assassino: Primeiro Alvo” traz uma vingança pessoal que coloca em cena os problemas políticos de um país

[Cabine da Pipoca] “Paixão Obsessiva” – O fim do amor e o inicio da loucura

Quando um relacionamento chega ao fim, mas uma das partes ainda não entende o seu termino, e a outra já adentra num outro relacionamento, a situação real pode não ser um conto de fadas, principalmente para aqueles que já estão vivendo e tentando seguir suas vidas normalmente. Continuar lendo [Cabine da Pipoca] “Paixão Obsessiva” – O fim do amor e o inicio da loucura

[Cabine da Pipoca] Os 70 anos de Jason Voorhees!

jason-voorhees-friday-the-13th

Bem, como essa semana teremos uma sexta-feira 13, então nada mais justo do que falarmos sobre ele, o aniversariante do dia, Jason Voorhees.

Nascido em 13 de julho de 1945, apesar de ser um personagem fictício, é o principal personagem dos filmes de terror da franquia Sexta-Feira 13. O assassino Jason é filho de Pamela Voorhees e Elias Voorhees, Jason também tem uma irmã (Diana Kimble) só por parte de pai.

Jason-voorhees-003Mas, esse número 13 não é só porque ele nasceu neste dia, mas coincidentemente ele também faleceu num dia 13, mas em junho de 1958, em Crystal Lake por negligência dos monitores que cuidavam das crianças acampadas ao redor do lago.

A causa da morte do jovem Jason, ocorreu porque não tinha adultos olhando as crianças enquanto eles brincavam, e isso fez com que uma das crianças, se afogasse e morresse no acampamento, porque os instrutores davam preferência pelos seus apetites sexuais, ao invés de administrar seu trabalho. Muita negligência!

Pamela, sua mãe, era a cozinheira do acampamento, mas Jason voltou dos mortos para vingar a morte de sua mãe. Muito alto e bastante forte, ele pesa mais de 110 quilos e tinha um pouco mais de 1,90. A máscara que ele utiliza é pra esconder as marcas terríveis que ficaram em seu rosto, após sua morte.

Sua arma favorita é o facão ou o machado, e algumas vezes ele mata com suas próprias mãos, dando um grande abraço  de urso, até imobilizar e matar as vítimas, Jason também costuma usar um tipo de golpe esmaga crânios, onde ele põe suas mãos na cabeça de uma pessoa e aperta até que seja literalmente esmagada.

Em outros casos, Jason quebra o pescoço de suas vítimas virando a cabeça de uma pessoa para trás em 180° graus com suas próprias mãos. Outro golpe que Jason Voorhees prefere usar é penetrar o braço em suas vítimas, sendo severamente atravessada.

107325354Ele nunca ataca crianças, simplesmente não faz nada quando vê uma na sua frente. Seu alvo favorito são jovens monitores de acampamento.

Jason nunca amou ninguém, apenas sua mãe, que após ter sido decapitada, ele ainda guarda a cabeça dela em seu barraco,  onde ele só costuma sair nas noites de sexta-feira 13.

Um jovem rapaz que sofreu bullying na infância e na adolescência, que foi negligenciado por cuidados, e acabou morrendo, no mesmo local onde a mãe foi brutalmente morta e que ele prometeu se vingar de todos que o ignorou quando ele mais precisou.

Jason-Voorhees-horror-legends-3695804-721-480

Confira abaixo uma entrevista exclusiva que Jason Voorhees concedeu para o Arsenio Hall Show. Sempre calado e bastante observador.

Por: Patrícia Visconti