Novo disco de Elza Soares será lançado em maio e terá participações de grandes mulheres

elza soares1

Como amanhã (quinta-feira, 08), dia internacional da mulher, nada como falar de uma que é bastante forte na área da música, a rainha do samba, soul, jazz e funk, Elza Soares. Começou sua carreira em show de calouros apresentado por Ary Barroso, mas Elza tornou-se popular com as canções Se Acaso Você Chegasse, Mas Que Nada, A Carne, entre outros sambas de sucesso.

Elza Soares é consagrada não só no Brasil, mas em todo o mundo, pois ela já foi eleita pela Rádio BBC de Londres, como a cantora brasileira do milênio, dando origem no The Millennium Concerts, da rádio inglesa, criado para comemorar a chegada do ano 2000, com diversas canções e vários discos lançados, ela é uma forte militante a favor das mulheres principalmente as negras, pois preserva muito a memória de sua ascendência e costumes.

soares 683x1024A cantora de 80 anos está finalizando seu novo álbum de estúdio, “Deus É Mulher”, que contou com a participação do grupo Ilú Obá de Min, formado apenas por mulheres, o bloco afro de percussão e vozes em duas músicas do novo disco, a canção “Dentro de Cada Um”, com arranjo percussivo regido pela maestrina Beth Belli, e “Banho”, de autoria da cantora Tulipa Ruiz.

“As meninas do Ilú fazem um trabalho lindo. Esse disco novo precisava delas. Mulheres, negras, que cuidam da memória da nossa ascendência africana, dos nossos costumes. Sinto que ao convidá-las eu completei o disco e fiz justiça. As duas músicas que elas gravaram são especiais pra mim. Pois é, estou feliz, cara”– diz Elza.

O título do disco, é uma sugestão para um mundo com maior expressividade feminina, trazendo a ideia de sucessão do anterior “A Mulher do Fim do Mundo”, no qual denunciava uma forma de pensamento ainda arcaico e propunha o fim de uma era essencialmente machista e preconceituosa, o bloco Ilú Obá de Min, da mais energia feminina ao disco, assim como a presença de Mariá Portugal (bateria, percussão e MPC) e Maria Beraldo (clarinete e clarone) na banda que participa das gravações.

image004

O novo trabalho de Elza Soares está sendo produzido pelo Guilherme Kastrup, com coprodução de Romulo Fróes, Marcelo Cabral (baixo e bass synth), Rodrigo Campos (cavaquinho e guitarra) e Kiko Dinucci (guitarra, sintetizador e sampler), e será lançado em maio pela gravadora Deck.

Mas enquanto não tem nenhum trabalho novo da cantora, fiquem com o videoclipe de “Mulher do Fim do Mundo”, produzido por Romulo Fróes e Alice Coutinho.

 

Por Priscila Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s