Mulher-Maravilha marca presença na CCXP 2019

wonder-woman-movie

No dia em que o mundo celebra o “Wonder Woman Day”, a CCXP chega trazendo uma anúncio para estremecer e derrubar todos os forninhos, com duas convidadas muito pedidas pelos fãs brasileiros que estarão presentes na sexta edição no maior festival de cultural pop do mundo.

As convidadas são a atriz atual interprete da Mulher-Maravilha nos cinemas, Gal Gadot e a diretora do filme, Patty Jenkins, que estarão presentes durante o painel da Warner Bros. Pictures, que acontece no dia 8 de dezembro, para apresentar ao público com exclusividade, o primeiro trailer do longa, Mulher-Maravilha 1984, com estreia prevista para junho de 2020.

Os fãs brasileiros já ficaram eufóricos nas redes sociais, assim como a própria Gal, que até mandou um recado de que em breve está chega ao Brasil.

william-moulton-marstonA Mulher-Maravilha apareceu pela primeira vez nos quadrinhos, na revista All Star Comics #8, em dezembro de 1941, com roteiro de William Moulton e arte de HG Peter, a trama ganha continuidade em Sensation Comics #1 de janeiro de 1942. Mas, o sucesso da personagem foi tanto que ela acabou ganhando sua própria revista, em maio de 1942 saía a Wonder Woman #1, que foi transferida exclusivamente para a DC Comics em 1944.

Uma das heroínas mais poderosas do mundo, ela foi enviada ao “mundo dos homens” para propagar a paz, sendo a defensora da verdade e da vida na luta entre os homens e o firmamento, entre os mortais e os deuses. Possuindo habilidades super-humanas e seu laço da verdade, difundindo a união e a igualdade entre todos.

A personagem foi criado por William Moulton Marston aos pedidos de Maxwell Gaines, fundador da All-American Publications, para trazer uma super-herói diferente daqueles que já existiam, alguém que unisse o amor e a paz no lugar da violência e guerra, algo tão comum no meio dos quadrinhos. Então, inspirado em algumas ideias de sua esposa, Elizabeth Martson, que o fez conceber a criação da primeira super heroína, e da Mulher-Maravilha como a conhecemos.

wonder-woman-uber-4320x1080-deflection-1

Desde então, ela já enfrentou diversas aventuras e perigos também, mas sempre focada em seu objetivo e propagando a paz e a igualdade no Planeta. Entre seus principais vilões estão, Maligna (originária de Saturno), Giganta, Mulher-Leopardo, Rainha Clea (da Atlântida), Doutora Veneno, a sacerdotisa Zara), algumas reformuladas na Era de Prata como uma das fundadoras da Liga da Justiça permanecendo até hoje. A Mulher Maravilha também foi adaptada para diversas outras mídias, como jogos de videogame ou desenhos animados, que continuam aparecendo nas histórias modernas.

Nos primeiros volumes das novas origens de Diana em Os Novos 52, nos deparamos com uma batalha dos deuses onde Zeus tentou se esconder na ilha das Amazonas, mas foi surpreendido por Hipólita, a rainha delas. Eles lutaram um contra o outro só que com o decorrer dos encontros, Zeus e Hipólita foram se apaixonando.

WW

Dessa união tiveram uma filha: Diana Prince, a Mulher-Maravilha. As origens do barro ainda são citadas nesta história. A rainha das Amazonas, a fim de esconder seu relacionamento com Zeus, conta que sua filha foi gerada e moldada do barro. No entanto, com o passar dos anos a Mulher-Maravilha descobre toda a verdade. Hipólita havia mentido para proteger a filha da fúria de Hera.

Foi em fevereiro de 1941, que William Moulton Marston enviou um rascunho datilografado da primeira parte de “Suprema, a Mulher Maravilha”. Para um editor, Gaines atribuiu Marston a Sheldon Mayer, que editou o Superman. Em uma carta que Marston enviou a Mayer com seu primeiro roteiro, ele explicou o “sub-significado” da história. O nome “Suprema, The Wonder Woman” logo foi rejeitado por ser muito parecido com o nome “Superman”, e encurtado por Mayer.

ww-swim

Diana foi presenteada pela maioria dos Deuses do Olímpio, como Atena, lhe dando a sabedoria de Hermes, a velocidade de Démeter, a força de Afrodite, a beleza e coração amoroso dos gêmeos Ártemis e Apolo, a raça de caçadora, compreensão das feras e a capacidade de cura acelarada de Héstia, recebeu a afinidade com o fogo para que os corações se abrissem para ela; de Hefesto, ganhou a imunidade ao fogo, seus braceletes e seu laço mágico; do seu tio Poseidon, ganhou a destreza no nado e de seu pai Zeus, ela recebeu a herança de semi-deusa e a capacidade de voo.

uploads-card-image-791544-25c62329-8d61-42d1-a15b-f187f4f01f94-jpg-950x534-filters-quality-80

Mas foi na vida adulta que ele se descobriu de verdade uma heroína, pois a Rainha Hipólita decretou que a amazona que vencesse diversas provas, entre elas teria a incumbência de levar o piloto da Força Aérea Americana, Steve Trevor, de volta para a casa, então se tornaria uma campeã em nome das amazonas em território americano.

toalha-aveludada-transfer-mulher-maravilhaDiana que era proibida de participar por sua mãe, acabou se disfarçando e ganhando o contesto, em que incluía lutas armadas sobre kangoos – uma espécie de canguro nativo de Themyscira, competição de corrida e aparar balas com seus braceletes.

Mas foi na década de 80 que a Mulher Maravilha, ganhou sua popularidade maior, foi quando o ilustrador e autor George Pérez publicou em 1987 A Saga Deuses e Mortais, mostrando a origem das amazonas e o nascimento da Mulher-Maravilha, cuja primeira missão será ir ao Mundo do Patriarcado combater o perigoso Ares, o deus grego da guerra. Anos depois ele também publicou em 1991, a história centrada principalmente na Mulher-Maravilha, que teve a intenção de celebrar seu 50º aniversário.

painelevamulhermaravilhagigante-1A saga era um crossover de 27 capítulos e quatro fases, em que envolviam diversos títulos da DC Comics como Rapina e Columba, L.E.G.I.Ã.O., Capitão Átomo, Mundo Gavião, entre outros, em que a feiticeira Circe, maior inimiga da Mulher-Maravilha, leva os deuses de vários panteões a lutar uns contra os outros. Seu objetivo: libertar a deusa Hécate e destruir os deuses gregos.

Para celebrar e divulgar o novo filme que conta toda a trajetória da Mulher-Maravilha, a atriz Gal Gadot e a diretora Patty Jenkins, estará na CCXP 2019, na 6ª edição, o maior festival de cultura pop do planeta acontece entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo, para o painel da Warner Bros, que acontece no domingo (8), no Auditório Cinemark XD.

gal-gadot-mulher-maravilha

Isso se dá início à contagem regressiva para estreia do filme em 2020. Além dos fãs terão o privilégio de assistir o primeiro trailer do longa Mulher-Maravilha 1984.

Por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s