Viola Davis como representação negra e feminina

551627-970x600-1

A única coisa que separa mulheres negras de qualquer outra pessoa é a oportunidade.“ Foi assim que Viola Davis emocionou o mundo em seu discurso após vencer o Emmy de Melhor Atriz de Série Dramática em 2015. Além de ser a primeira mulher negra a ganhar na categoria, também foi a primeira mulher negra a ganhar as três maiores premiações do cinema, TV e teatro: o Oscar, o Emmy e o Tony.

Neste mês de março semanalmente será apresentado uma mulher que fez história na cena cinematográfica mundial, falando das suas origens, lutas e conquistas, em que apenas um mulher sabe quão o almejado topo é trilhado por uma árdua jornada.

19928485-jpg-r-1920-1080-f-jpg-q-x-xxyxxSave the date: foi em 11 de agosto de 1965 que nasce Viola Davis, data em que Carolina do Sul, e mal sabia que abrigaria em suas terras um dos maiores nomes do cinema e teatro de todos os tempos. Após se formar em artes dramáticas na Rhode Island College, a renomada Julliard School teve o privilégio de poder contribuir para o aprimoramento da atuação da atriz.

A partir de então, entrou no mundo do teatro e em 1996, ganhou o seu primeiro Tony Awards. Esse foi o início de muitas premiações que viriam a seguir. Em 2002, Viola apareceu nas telonas ao lado de George Clooney em Solaris, e passou a ter maior visibilidade em sua carreira no cinema.

Foi em 2008, interpretando a Sra. Miller em Dúvida, que a atriz recebeu sua primeira indicação ao Oscar, mesmo aparecendo por menos de 10 minutos no longa. Em 2010, recebe seu segundo Tony, por sua atuação em peça da Broadway. Em 2011, Viola contribuiu para expor ao mundo a realidade das mulheres negras na sociedade americana no filme Histórias Cruzadas, com a personagem Aibileen Clark. Sua atuação impecável em um tema tão delicado e comovente trouxe a atriz indicações ao Oscar, ao Globo de Ouro e ao BAFTA, e premiações no SAG Awards.

19928479-jpg-r-1920-1080-f-jpg-q-x-xxyxx

A atriz negra com mais indicações ao Oscar da história tem grande parte de seu sucesso atual atrelado a série How To Get Away With A Murderer, do canal ABC. Escrita por Shonda Rhimes, também autora da famosa série Grey’s Anatomy, a série tem o enredo em volta da convocação de cinco alunos para trabalhar com Annalise Keating (Viola Davis) em seu escritório. A partir daí, é desenvolvido muito drama, assassinatos e mistérios na trama ao longo das seis temporadas. A temporada final foi ao ar ano passado, e a atuação da atriz no seriado lhe rendeu indicações ao Globo de Ouro e um Emmy e dois SAG Awards.

0539673-jpg-r-1920-1080-f-jpg-q-x-xxyxx

Em 2016 a atriz mergulhou dentro do universo da DC Comics fazendo parte do elenco de Esquadrão Suicida, e no mesmo ano, ganhou o Oscar e Globo de Ouro por Um Limite Entre Nós.

Através de sua atuação brilhante, Viola Davis se consolidou mundialmente através de seu trabalho e está em constante demanda por uma ampla variedade de papéis no cinema e teatro. Junto de uma mensagem de empoderamento feminino e representação negra, a atriz é aclamada pelo público e pela crítica. A existência de nomes como o de Viola é fundamental para que garotas e a juventude negra se sintam representados e saibam saibam que também podem ocupar esses espaços. Em um mundo em que ainda se reverenciam nomes com valores deturpados, é preciso aclamar e reconhecer quem luta por oportunidades, e de fato, Viola Davis é uma dessas figuras.

Por Geovana Miranda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s