Arquivo da tag: alunos

[Cyber Cult] Professores e alunos de escola municipal desenvolvem jogos de tabuleiros para melhor aprendizado em sala de aula

Foto por Patrícia Visconti

No último fim de semana encerrou-se a 5ª edição do Brazil’s Independent Games Festival, o maior festival de jogos independentes no Brasil, que aconteceu entre os dias 24 de Junho a 2 de Julho, no Centro Cultural São Paulo, na Vergueiro. Por lá, podemos conhecer diversos jogos de entretenimento e de aprendizado, como por exemplo o “Jogo da Onça”, para estimular os alunos com a matemática e dar mais dinamismo às aulas. Continuar lendo [Cyber Cult] Professores e alunos de escola municipal desenvolvem jogos de tabuleiros para melhor aprendizado em sala de aula

[Cyber Cult] Microsoft cria projeto de educação através do jogo Minecraft

edu

A Microsoft vai unir entretenimento e educação, com o aplicativo Minecraft, que é um jogo eletrônico tipo sandbox, que permite a construção usando blocos, dos quais esse jogo é feito, e essa ferramenta vai ajudar na aprendizagem e ajudar estudantes a desenvolverem todas as suas competências e a maximizarem o seu potencial. Continuar lendo [Cyber Cult] Microsoft cria projeto de educação através do jogo Minecraft

[Total Flex] InterContinental Hotel expõem fotografias dos alunos da Belas Artes por tempo indeterminado

891ac237-fd9f-4a61-b241-1079c2aec0a0

Na última quarta-feira (2), aconteceu InterContinental São Paulo, na região dos Jardins, capital paulista, a abertura da “Mostra Fotográfica do Centro Universitário Belas Artes”. O evento contou com a exposição de imagens produzidas por 12 alunos do curso de fotografia da universidade.

Além do mais, o hotel e a Belas Artes selecionaram duas fotografias de cada estudante para compor a mostra, que ficará exposta gratuitamente no espaço de evento do ICH São Paulo e se manterá por tempo indeterminado.

A inciativa tem como propósito apresentar diferentes visões das áreas do empreendimento sob a ótica dos alunos, além de incentivar o desenvolvimento de novos talentos.

Confira algumas imagens abaixo:

 

ad018e97-973a-42df-a337-0d63dfef21e0

cbe8b2d8-12b0-4524-b027-954f8688ee81

Sheila Cruz, Diretora de Vendas & Marketing do InterContinental São Paulo, sorteou uma estada no Hotel entre os alunos participantes e já estuda novas ações com estudantes de outros cursos.

84fdd67b-1e7a-441c-b6c5-bdd37987f778

Os registros, ricos em criatividade, apresentam aos convidados e hóspedes um pouco sobre o cotidiano do InterContinental São Paulo, referência do setor na capital paulista.

Aluno Ramon Chaves e sua foto.
Aluno Ramon Chaves e sua foto.
Aluna Jessica Cheis e sua foto.
Aluna Jessica Cheis e sua foto
Aluna Samyra e sua foto
Aluna Samyra e sua foto

Texto e fotos: Divulgação

[Fotografia] Novos talentos são revelados na mostra fotográfica em São Paulo

imagem_release_532288

A Faculdade Belas Artes de São Paulo e o Hotel InterContinental se uniram para promover os novos talentos da fotografia paulistana, com uma mostra fotográfica aberta ao público a partir do dia 2 de Dezembro, na área de evento do hotel.

Serão 12 participantes e cada um apresentará dez imagens exibindo diferentes visões das áreas do hotel. Após o ensaio, o InterContinental São Paulo e a Belas Artes escolherão dois cliques de cada estudante para compor a exposição. A mostra ocorrerá na área de eventos, situada no subsolo do hotel, e permanecerá por tempo indeterminado.

Essa pode ser uma oportunidade para que os alunos da Belas Artes expõe seus projetos e anseios em seus cliques distintos, que mostra a visão artística imparcial em cada um deles sendo transmitindo e compartilhado para a geral.

SERVIÇO

Mostra Fotográfica da Faculdade Belas Artes de São Paulo
Data: a partir de 02/12/2015
Local: Hotel InterContinental São Paulo
Endereço: Alameda Santos, 1.123 – Jardins/SP.
Entrada: GRÁTIS
Tel.: (11) 3179-2600

Por: Patrícia Visconti

[Total Flex] Música, interpretação e inclusão no novo espetáculo estrelado pela “Oficina dos Menestréis”

up6

Com a ideia de incluir os deficientes as artes, o diretor Deto Montenegro iniciou um grande projeto em sua carreira após realizar um projeto na Universidade Dulcina de Morais, onde estava uma amiga em reabilitação no Hospital Sara Kubichek, após ficar paraplégica.

As adaptações das peças foram de bastante superação e inclusão, por meio de intervenção de compartilhar a arte para todos e desenvolver um teatro musical con deficientes.

O primeiro espetáculo foi o musical “Noturno” de Oswaldo Montenegro, e também o primeiro dos menestréis paulistas, carro-chefe da “Oficina dos Menestréis”, adaptado e rebatizado de “Noturno Cadeirante”, que em 2015 completa 12 anos.

Neste clima exitoso, a oficina criou outros projetos sociais, atendendo e promovendo novos conceitos para promover a inclusão social, interagindo-os com a arte. E então, surgiram vários projetos e espetáculos, desde 2009 a oficina recebe apoio institucional do Ministério da Cultura, por meio da Lei de Incentivo Fiscal – Rouanet.

Na empreitada de integrar os cidadãos especiais à sociedade, a “Oficina dos Menestréis” apresento um espetáculo só com jovens com Síndrome de Down no elenco da nova performance, o musical “UP 6”.

O Projeto UP é dirigido por Deto Montenegro, e após oito meses de treinamento com 38 anos alunos, mostrará ao público o resultado desta nova missão do projeto. Com uma roteirização leve e divertida, com a presença da banda e convidados especiais.

O musical estreia dia 9 de agosto no Teatro Dias Gomes. Serão seis apresentações ao longo do mês de agosto, os dias 9, 16, 22, 23, 29 e 30, aos sábados e domingos. Além do mais, haverá ainda a temporada do espetáculo “Aldeia dos Ventos – Mix”, de Oswaldo Montenegro, trazendo elenco formado por cadeirantes e deficientes visuais.

FICHA TÉCNICA
Direção e roteiro: Deto Montenegro
Assistente de direção: Evelyn Klein
Dramaturgia: Juliana Sanches
Elenco: alunos do Projeto UP da Oficina dos Menestréis

SERVIÇO
UP 6
Temporada: 9, 16, 22, 23, 29 e 30 de Agosto.
Horário: sábados às 17h30 e domingos às 16h30
Classificação: 10 anos
Duração: 60 minutos
Capacidade: 400 lugares

Ingressos: R$60,00 (inteira), R$30,00 (meia) e R$25,00 (promocional). Os ingressos promocionais podem ser adquiridos mediante apresentação da carteirinha da Oficina dos Menestréis, que pode ser impressa pelo site.

Local: Teatro Dias Gomes
End: Rua Domingos de Morais, 348. Vila Mariana próximo a Estação Ana Rosa do Metrô.
Tel: (11) 5575-7472

Site: www.oficinadosmenestreis.com.br
Facebook: facebook.com/oficinadosmenestreis

Por: Patrícia Visconti

[Caixa de Som] Sampa e suas nuances no pop-rock nacional

14701323091_41e0522a73_b

Não é de hoje que São Paulo é o centro do cenário pop-rock no país, principalmente da cena alternativa, que vem crescendo em exorbitância atualmente, não apenas no pop-rock, mas de diversos outros gêneros, são relativamente várias bandas se formando por toda a capital paulita. Como os paulistanos da Banda Judith, que uniu professor e alunos em uma única paixão, a música.

14732417214_63f9b091fb_zNos vocais apresentando o professor universitário, Antonio Pires e na sequencia integram a banda os seus alunos, Nadia Pannaroni (bateria) e Marcelo Silva (guitarra), além dos jovens músicos Rock Barbieri (baixo) e Camilla Fidelis (backing vocal).

A banda foi formada em 2013, com um propósito de mostrar uma nova gradação a música popular brasileira, com canções de rimas significativas e com conteúdo, em refrões e letras com temas atuais, e que refletem na vivência de cada ouvinte ao escutá-la, pois música boa é aquela que entra pelos ouvidos e entra diretamente em seu consciente, e não vira chiclete impertinente.14702102964_728808bcea_z

O repertório do grupo são todos em português, com composições próprias e vários estilos interligados ao gosto pessoal da banda, entre eles estão, o pop, rock, R&B, MPB, etc, mostrando um novo frescor, com uma eferverscência contagiante e marcante em suas canções, transbordando arte e poesia por onde passam.

Conheça um pouco da Banda Judith no primeiro videoclipe, “Popstar”:


Para saber mais sobre a Banda Judith acesse o site da banda, ou então siga-os nas redes sociais, e lá poderá conferir agenda, lançamentos de singles, fotos e vídeos da galera.

Site | Facebook | Youtube | SoundCloud

14548332807_c081690b32_b

Por: Patrícia Visconti

[Cyber Cult] Educação aliada às redes sociais

4295c21217_Agito_Brasil_-_Educacao_e_redes_sociais

As redes sociais hoje em dia já se tornaram peças chaves de nossas vidas, pois antes mesmo de levantarmos da cama já verificamos nossas notificações, menções e mandamos nosso bom dia, mesmo que alguns só fazem isso no virtual.

Atualmente vivemos mais conectamos nas mídias sociais, do que no mundo real, entretendo-nos, conversando, compartilhando e até mesmo nos informando sobre o mundo geral, construindo nosso próprio feed de notícias.

Os adolescentes não são diferentes, se conectam 24 horas por dia, trocando mensagens, vídeos e fotos, até mesmo quando estão na sala de aula, lugar onde alguns professores permitem outros bloqueiam o uso da Internet móvel.

Mas, até que ponto os educadores estão certo em bloquear o uso excessivo desta ferramenta. Será que o bloqueio é solução para manter a concentração dos estudantes?

O debate se divide quando a pauta é sobre a educação e a velocidade que a tecnologia evoluiu, sendo que muitos até concordam, descordando, já que sem um orientador preparado, qualquer informação exacerbada pode se tornar um caos, transformando cidadãos pensantes, em alienados.

Havendo um acordo entre professores e alunos, criando grupos de estudos, visando e debatendo os temas atuais, trazendo este mecanismo como um complemento às aulas, e não apenas um copia e cola repercutindo a mesmice de sempre, mas ao invés de ler dos livros, retira-se na web. Tornando pensadores, que sabem disseminar uma discussão com argumentos plausíveis e inteligentes, e não palavras soltas e sem fundamentos, onde cria-se conflitos fúteis por casos pequenos e medíocres, ao invés de contestações amplas e sensatas.

Porém, há de peneirar o que é orientado e compartilhado nas salas de aulas, afinal nem tudo que é postado nas redes sociais é confiável ou verídico, há de selecionar assuntos relevantes à aula, para assim destrinchar os argumentos e definir a pauta sugerida em questão, unindo a matéria educacional ao rotineiro, anexando a questão pessoal de cada aluno, e assim somado em uma solução racional e contextual, ensinando-os e abrindo os canais da web, sem vulgarizar e omitir as informações ali pautadas diariamente.

Afinal, o que é oblíquo e omitido, passa a ser mais interessante do que o comum, no entanto, é admissível as instituições de ensino é orientar seus educadores para adicionar as redes sociais em suas aulas, do que bloquear e castigar aqueles que usam, mas nem mesmo sabem porque estão fazendo aquilo.

Consciência e dedicação valem mais do que supressão!

Por: Patrícia Visconti