Arquivo da tag: Liberdade

AJ McLean escreve carta em apoio ao mês do orgulho gay

33848033_10156358366225699_2912786677720154112_n

AJ McLean, integrante da maior banda dos últimos tempos, os Backstreet Boys escreveu uma carta na Billboard para à comunidade LGBTQ, compartilhou o seu apoio a causa neste mês do orgulho gay. Continuar lendo AJ McLean escreve carta em apoio ao mês do orgulho gay

[Total Flex] “HAIR – A Revolução do Amor” estreia em novembro em São Paulo

No mês de novembro a capital paulista vai viver uma época de música, arte e liberdade, com a releitura do musical “HAIR – A Revolução do Amor“, que completa 50 anos este ano. Continuar lendo [Total Flex] “HAIR – A Revolução do Amor” estreia em novembro em São Paulo

[Total Flex] São Paulo celebra o Ano Novo chinês neste fim de semana

feliz-ano-novo-chines-2016-com-um-macaco-bonito_23-2147532303-324x160

Desde o dia 8 de Fevereiro os chineses estão celebrando o seu Ano Novo, e com a entrada do Ano do Macaco, remetendo a um ano de poder em ambição, em busca de fama, vitórias e ganhos financeiros. Além do mais, o Macaco representa a avareza e egoísmo, podendo levar as pessoas a guerras ou a destruição de caráter, amizades e famílias.

frango-do-general-tsoTodavia, harmonizado e bem controlado, usando-o esse poder com inteligência, a humanidade pode progredir em sua vida profissional e pessoal, tornando esse ano avarento em algo satisfatório e positivo.

E para comemorar esse ano ano chinês, São Paulo celebra a festa neste sábado e domingo, respectivamente 13 e 14 de Fevereiro, na Praça da Liberdade, no centro da capital, com atrações variadas, como artes marciais, músicas, danças, desfiles, brincadeiras e comidas típicas chinesas.

dancadodragaoAlém do mais, o evento apoia causas sociais em apoio a instituições carentes e sustentáveis, despertando a consciência do paulistano e dos turistas que frequentam a festa.

Neste ano a embaixadora oficial da festa é a chef de cozinha, Jiang Pu, uma chinesa legítima que conquistou a todos os brasileiros por seu carisma e simpatia.

 

SERVIÇO

12002151_953093711406369_4831756491581756228_n

11º Festa Ano Novo Chinês
Data: 13 e 14/ Fevereiro/ 2016 (sábado e domingo)
Horários:
Sábado 12h às 20h
Domingo 11h às 19h
Local: Praça da Liberdade
End: Praça da Liberdade, 262 – Liberdade/ SP.
Entrada: GRÁTIS
Mais info: Site | Facebook

Por: Patrícia Visconti

[Caixa de Som] Beto Soul apresenta uma nova vertente a MPB

910_267032423446200_2122295670_n

Com sua voz potente e repleta de ritmo, o paulista de São Caetano do Sul, criado na zona leste de São Paulo, Beto Soul descobriu sua ânsia pela música ainda na infância, inspirado pelo avó materno, mas foi após sua irmã mais velha dar um violão à ele que as primeiras poesias e canções começaram a serem criadas.

Cantando seu cotidiano, suas letras podem ser alocadas na vida de qualquer habitante de uma metrópole caótica e apaixonante como São Paulo, dividindo ideias e repartindo sentimentos, mesmo não ditos da boca para fora, mas apenas vistos nos olhares de cada um.

10806261_432963823519725_5877905244125049169_nBeto já participou de diversos festivais e circuitos culturais, entre eles o festival “Ultra Som”, promovido pela extinta MTV, qual ele conquistou o primeiro lugar, e incluiu uma música na coletânea lançada pela emissora em parceria com a Abril Music, além de outra participação importante no Projeto “Rumos Musicais”, realizado pelo Itaú Cultural, reunindo canções de diversas parte do Brasil em diversas vertentes.

1888569_412848408864600_8600222899063933695_nSeu primeiro foi lançado em 2002, intitulado “Gema do Mundo”, sob a direção e produção musical de Julinho Teixeira, e Beto apresentava em seu repertório releituras de grandes nomes da MPB, entre eles Caetano, Gil, Djavan, Clube da Esquina, João Bosco e Marisa Monte, entre outros, na noite paulistana.

Cinco anos depois, em 2007 o segundo disco do artista, o “Mais Além” saía do forno, mais livre e maduro em suas criações, Beto faz um tour pelo pop, jazz, soul e MPB. Este projeto ele rompeu as fronteiras e atravessou o oceano para propagá-lo, indo à Espanha e Itália mostrar um pouco de seu trabalho autoral e qualitativo para a música mundial.

10450518_334974579985317_772229661597965345_n

Com uma carreira solidifica e ciente do que ele quer apresentar ao seu publico, Beto irá lançar seu terceiro álbum, mas dessa vez ele escolheu apenas uma versão eletrônica, já que o disco será apenas lançado em EP com apenas seis faixas, dentre essas quatro em parceria com o produtor musical Ricardo Parronchi.

Beto Soul traz uma nova faceta para a música popular brasileira, abordando assunto que falam de amor, medos, cotidiano, verdades e mentiras que martelam na cabeça de qualquer pessoa sobre o mundo em que vivemos, além de músicas dançantes e descompromissadas, para agregar até mesmo os ouvidos mais seletos musicalmente.

Assista abaixo o primeiro videoclipe “A cidade das esquinas pouco iluminadas”:

Para conhecer mais sobre o Beto Soul, acesse:
Site | Facebook | Instagram | Youtube

Por: Patrícia Visconti

[Total Flex] Wallpeople: Transformando expressões humanas, em arte urbana!

11000883_10153308381667432_6308018183256173820_n

Que tal expressar seu amor pela cidade de São Paulo resenhando histórias em forma de desenhos nos muros do Largo da Batata?

No próximo sábado, 6, acontece o Wallpeople São Paulo 2015 – Escrevendo Muros (Writing Wallpeople), com muita arte, música e criatividade, onde todos pode participar e expressar sua ideia e relação artística com a cidade.

Uma ideia que se originou em Barcelona, na Espanha e visa convidar as pessoas a criar e fazer parte do unico momento num espeço urbano específico, compondo a arte dentro da sociedade, tornando-a em uma única coisa.

No Brasil, a projeção foi do portal “Olhe os Muros“, dispõe em mostrar que são nos muros que podemos encontrar a cidade de uma cidade, em seus grafites, lambe-lambe, stencil, e tudo que interfere na urbanidade social daquela comunidade, suas histórias, seus relatos, sua vivência.

Fazer com que as pessoas olhe mais para seu redor, ainda mais hoje em dia, onde todos parecem robotizados mirando para seus smartphones conferindo seus “likes” e seus “posts”, e esquecendo que além daquele mundinho que ela cria, há uma imensidão para ser vista e admirada, há pessoas criando e proliferando a arte e a cultura local, enquanto compartilha algo “legal” a quilômetros e distância. Além do mais, a monotonia mundana acaba alienando as pessoas, e fazendo com que elas apenas enxergue o que está diante do seu nariz e o que elas querem ver, fechando os olhos e as mentes para qualquer manifestação alternativa que acontece ao seu redor.

A proposta do “Olhe os Muros” é sensibilizar as pessoas para que olhem não apenas os muros, mas tudo o que há em volta deles, se transformando em um espaço que sirva para conectar experiências e para compartilhar fotos, opiniões, ideias, tudo isso e muito mais.

Mural da edição do Wallpeople 2013.
Mural da edição do Wallpeople 2013

Além das intervenções artísticas nos muros da região do Largo da Batata, haverá apresentações das bandas Ouro e Chá e Embues Beer Band, e também a participação de Seu Molina, levando cultura, literatura, poesia e arte para os paulistanos.

COMO PARTICIPAR?

1. Qualquer pessoa pode participar! Vá para o Largo da Batata, ao lado do muro do Mercado, no dia 6 de junho, às 14h.
2. Você vai encontrar três histórias já iniciadas no muro. Escolha uma.
3. Pense em uma continuação para a história, de modo que ela siga fazendo sentido, e cole-a no muro.
4. Leia outras histórias e participe delas também!
5. Seja criativo: crie, invente, produza! Além das histórias coletivas, haverá espaço para outros trabalhos. Você pode reinterpretar uma obra literária em uma ilustração, fazer stêncil de um poema ou um tributo a algum autor ou livro, etc.
6. Em cada história, você vai encontrar uma pessoa da organização do Wallpeople, que vai lhe dar todo apoio e materiais necessários para você colaborar com as histórias. Lembre-se que as letras devem ser legíveis e grandes para que possam ser lidas com facilidade.

SERVIÇO

Wallpeople São Paulo 2015
Data: 6/ Junho/ 2015
Horário: 14h às 18h
Local: Largo da Batata – São Paulo/ SP
Entrada e participação: FREE
Mais informações: Facebook

Por: Patrícia Visconti

[Cabine da Pipoca] “Estação Liberdade” mostra os dilemas de um sansei no Brasil

estacao-liberdade-filme

Já que estamos próximos do aniversário de São Paulo, então nada mais justo do que falar de filmes nacionais, de preferência que trazem a capital paulista como plano de fundo aos tramas cinematográficos.

Baseado nisso, traremos uma resenha produzida pelo fotógrafo e colunista do Tela Larga, Pierre Cortes. Assista abaixo a crítica do Pierre:

Sinopse:

Mario Kubo, 35 anos, brasileiro e terceira geração de descendentes de japoneses (sansei), não tem nenhum contato com a cultura de seus avós. Não fala japonês, não segue filosofias orientais e quase não come sushi. Em crise no trabalho e no casamento com Elvira, neta de italianos, Mario não tem filhos nem planos. Totalmente ocidentalizado, o protagonista se depara com um dilema: não se sente brasileiro, muito menos japonês. No entanto, logo após o terremoto de 2011 que assolou o Japão com uma tsunami, Mario recebe uma carta. Toda escrita em ideogramas japoneses, o que o impede de saber seu conteúdo, ele a carrega a todo canto sem saber o motivo. Nesse momento, Mario parece despertar de um longo sono… Pensativo, ele encontra um universo fértil para sua busca de identidade que o levará até Tóquio, no Japão.

Por: Pierre Cortes