Arquivo da tag: mundo

[Cyber Cult] Os Robôs estão chegando!

3d-robots-by-franz-steiner-7.preview

O futuro já chegou ou está chegando, pois daqui uns anos assim como os smartphones são peças fundamentais antes de sair de casa hoje em dia, mas daqui algum tempo será a vez dos robôs. Apesar de que, já podemos ver alguns robôs circulando entre nós, como os drones.

Mas, daqui uns 15 ou 20 anos, os robôs estarão entre nós para o trabalho, escola, afazeres domésticos e para quase tudo na vida.

Os robôs e os dispositivos de inteligência artificial vão fazer o trabalho de muita gente, o que representará uma mudança de paradigma, cujos benefícios os especialistas ainda não sabem como avaliar.

O beneficio dos robôs poderá ser o declínio dos seres humanos, pois com eles nas empresas trabalhando o aumento de desempregados em todo o mundo irá aumentar, pois será mais barato colocar a mão-de-obra de uma máquina, do que de um sere humano. Já que os humanos precisam de dinheiro para para pagar suas contas, ficando fora do sistema com essas mudanças tecnológicas.

Mas, por outro lado os robôs irão ajudar nos trabalhos rotineiros, como trabalhos realizados por artesões, operários, advogados e contadores, pois eles irão auxiliar nessas tarefas.

A própria natureza do trabalho será mudado radicalmente por volta dos ano 2025, porém só os país que tiverem investido em educação, tecnologia e infraestrutura verão essas mudanças tão já.

Para se investir nesse tipo de tecnologia, exige bastante estudo, investimento e uma grande infraestrutura.

6tZ0Rc4e76VRsREpisbReD0bafh

Vamos aguardar o futuro e veremos se realmente seremos escravos da tecnologia, nas mãos dos robôs, drones e ciborgues (meio humano e meio robô).

Então veremos se o mundo vai terminar como em Os Vingadores – A Era de Ultron, em que o Ultron, queria exterminar os humanos da face da Terra, para que o planeta fosse habitado apenas por robôs como ele.

Por Priscila Visconti

[Caixa de Som] Beto Soul apresenta uma nova vertente a MPB

910_267032423446200_2122295670_n

Com sua voz potente e repleta de ritmo, o paulista de São Caetano do Sul, criado na zona leste de São Paulo, Beto Soul descobriu sua ânsia pela música ainda na infância, inspirado pelo avó materno, mas foi após sua irmã mais velha dar um violão à ele que as primeiras poesias e canções começaram a serem criadas.

Cantando seu cotidiano, suas letras podem ser alocadas na vida de qualquer habitante de uma metrópole caótica e apaixonante como São Paulo, dividindo ideias e repartindo sentimentos, mesmo não ditos da boca para fora, mas apenas vistos nos olhares de cada um.

10806261_432963823519725_5877905244125049169_nBeto já participou de diversos festivais e circuitos culturais, entre eles o festival “Ultra Som”, promovido pela extinta MTV, qual ele conquistou o primeiro lugar, e incluiu uma música na coletânea lançada pela emissora em parceria com a Abril Music, além de outra participação importante no Projeto “Rumos Musicais”, realizado pelo Itaú Cultural, reunindo canções de diversas parte do Brasil em diversas vertentes.

1888569_412848408864600_8600222899063933695_nSeu primeiro foi lançado em 2002, intitulado “Gema do Mundo”, sob a direção e produção musical de Julinho Teixeira, e Beto apresentava em seu repertório releituras de grandes nomes da MPB, entre eles Caetano, Gil, Djavan, Clube da Esquina, João Bosco e Marisa Monte, entre outros, na noite paulistana.

Cinco anos depois, em 2007 o segundo disco do artista, o “Mais Além” saía do forno, mais livre e maduro em suas criações, Beto faz um tour pelo pop, jazz, soul e MPB. Este projeto ele rompeu as fronteiras e atravessou o oceano para propagá-lo, indo à Espanha e Itália mostrar um pouco de seu trabalho autoral e qualitativo para a música mundial.

10450518_334974579985317_772229661597965345_n

Com uma carreira solidifica e ciente do que ele quer apresentar ao seu publico, Beto irá lançar seu terceiro álbum, mas dessa vez ele escolheu apenas uma versão eletrônica, já que o disco será apenas lançado em EP com apenas seis faixas, dentre essas quatro em parceria com o produtor musical Ricardo Parronchi.

Beto Soul traz uma nova faceta para a música popular brasileira, abordando assunto que falam de amor, medos, cotidiano, verdades e mentiras que martelam na cabeça de qualquer pessoa sobre o mundo em que vivemos, além de músicas dançantes e descompromissadas, para agregar até mesmo os ouvidos mais seletos musicalmente.

Assista abaixo o primeiro videoclipe “A cidade das esquinas pouco iluminadas”:

Para conhecer mais sobre o Beto Soul, acesse:
Site | Facebook | Instagram | Youtube

Por: Patrícia Visconti

[Cabine da Pipoca] 2028 traz um mundo pós-apocalítico e batalhas árduas para a sobrevivência humana

10624678_693666477406890_1707799437125491230_n

O mundo é um lugar impróprio para todos, um dia tudo isso que hoje vivemos há de acabar, e o que irá prosperar será a violência e a guerra, as pessoas que ainda residirem viverá em conflito eterno em um cenário pós-apocalíptico. E é essa história que o curta-metragem 2028 apresenta, uma obra baseada nos quadrinhos de Marcelo Costa, Magno Costa, Magenta King, Dalts, Mateus Santolouco, João Azeitona e Arthur D’Araujo, do Coletivo Bimbo Groovy.

O filme produzido peça Insônia Filmes tem como proposta ser uma obra de cunho universal e totalmente fiel a história da HQ. Uma proposta inspiradora que se tornou um grande desafio, contando com técnicas específicas de filmagem, efeitos visuais 3D, maquiagem, composição de cena, extensão de cenários, trilha e efeitos sonoros. Em plena harmonia com a adaptação da HQ “Hunt”, de Marcelo Costa.

A pré-estreia oficial aconteceu no dia 4 de dezembro, durante a Comic Con Experience, em São Paulo, com um bate-papo antes da exibição do curta diretor, Jorge Mendes e também com o autor, Marcelo Costa, que contou um pouco a produção, algo surreal, mas em uma realidade extremamente verídica, onde as pessoas precisam tomar medidas drásticas para sobreviverem.

Assista abaixo o trailer de “2028”:

A pré-estreia da película já aconteceu, mas o diretor do mesmo pretende realizar uma segunda “estreia” do filme, mas dessa vez partilhado em geral. Em 2015 os planos são de inscreve-lo em festivais nacionais e internacionais, para que ganhe reconhecimento do público, e em relação a publicação no Youtube, por enquanto não será integralmente subida na rede. Mas, para mais informações acesse o site oficial ou a fanpage do curta-metragem no Facebook.

Por: Patrícia Visconti

[Fotografia] Tina Gomes: Transforma emoções em cliques!

1233609_214092992085055_1911853187_n

Todos nós temos sonhos e anseios em fazer o que amamos, e se estivermos ganhando dinheiro com isso, é melhor ainda, afinal, como já dizia o dito popular, “trabalhe com o que gosta e nunca precisará trabalhar”.

E é isso que a moradora da Cidade Tiradentes, zona leste paulistana, Tina Gomes, ou melhor, a Tininha, que tem 39 anos pretende para sua vida.

Ela, que está desempregada atualmente, sempre sonhou em ter a fotografia como profissão, porém infelizmente nunca teve condições para poder manter e se sustentar apenas disso. Mas, quem persevera sempre alcança, Tininha continua clicando e compartilhando suas imagens pela web, e em galerias virtuais.

Uma artista que transborda sua essência e realidade, em seus cliques, transmitindo seus sentimentos às lentes da câmera. Um extraordinário talento invisível da fotografia que mostra de forma incrivelmente original e impactante as profundezas da alma.

Imagens extremamente únicas, capturadas em momentos oportunos que conduz o observador a uma reflexão direta e objetiva, sobre mundos distintos e infavoráveis à um mundo que apenas mostra o belo e o fake da sociedade, um olhar empírico do qual emiti a essência da artista da obra.

Para divulgar e demostrar apreço a astúcia desta artista que só quer apresentar sua obra, seu olhar e natureza ao mundo, basta apoiar este projeto de Tina em apoio do Catraca Livre, visando tirar a invisibilidade dos grandes obreiros da arte.

Conheça mais sobre o projeto [veja aqui] e contribua com uma renovação artística nacional, afinal há muita gente boa nas margens da sociedade, enquanto os medíocres bajulam, para roubar o espaço dos autênticos.

Confira abaixo algumas imagens de Tina Gomes:

1377200_218309254996762_1782909868_n

10259855_293897887437898_4394707923588835566_n

10639633_348231018671251_4893826159759890893_n

12429_163289553832066_81960722_n

426602_178084442352577_1084681511_nPor: Patrícia Visconti

[Total Flex] E agora, quem poderá nos defender?

entretenimento-roberto-gomez-bolanos-chaves-baixa-20140221-003-size-598

“Foi sem querer, querendo… Tinha que ser o Chaves!”

É, na tarde desta sexta-feira (28), o mundo ficou mais triste, o peito mais apertado e os olhos mais lacrimosos, afinal o eterno Chesperito havia nos deixado, partido para um mundo onde lá não há guerras e mentiras, onde o descanso é merecido para todos àqueles que trabalharam e fizeram seu legado aqui na Terra.

E assim, o pobre menino do 8 ou então o super-heróis dos fracos e oprimidos se despediu deste mundo, deixando uma extensa obra que será propagada por milhões admiradores, que irão compartilhar por muitas e muitas gerações.

Roberto Gomez Bolaños tinha 85 anos, mas era em seu coração era para sempre um menino, brincalhão, divertido, inteligente e humilde, que gostava das coisas mais simples, e o transformava em grandiosas obras, que prosperaram por todo o mundo. Do Oriente ao Ocidente, dos ricos aos pobres, todos o admiravam e respeitavam, não apenas como o grande ator e autor que ele era, mas como o homem de bem e caráter que ele sempre foi.

O pequeno Shakespeare era mais do que um artista, era um gênio que inspirou e inspira milhões de seguidores, que sempre propagará seu legado por todo essa vida, pois os bons não morrem, apenas se desencarna para que herança seja difundindo para futuras gerações, e que sua obra permanece eterna nas lembranças do mundo.

Vá em paz, Chesperito; “Prometemos, despedirmos-nos, sem dizer “adeus” jamais, pois haveremos de nos reunirmos muitas, muitas vezes mais!”.

10711153_739142582835454_7754315857095870601_n

Por: Patrícia Visconti

[Total Flex] A Bienal do Livro compartilha o conhecimento em São Paulo

10603804_832104560155281_4988316740064391387_n

Há uma semana atrás – dia 22 de agosto – começou a maior feira de livros do Brasil, a 23ª Bienal do Livro de São Paulo, que acontece até domingo (31), no Pavilhão de Exposição do Anhembi, sediado no Parque Anhembi, na zona norte da capital paulista.

São milhares de estandes, com diferentes gêneros da escrita nacional e mundial, além de autores revelações e outros já consagrados, muitas pessoas já passaram pela Bienal e tantas outras ainda passarão neste fim de semana. Uma festa da literatura na maior cidade do país.

Estudantes, professores, profissionais da mídia, escritores, nerds, músicos, atores, etc. Haverá muita gente reunida para debater, compartilhar e agregar cada dia mais, um conhecimento único e oportuno para suas vidas, trocando experiências profissionais e até mesmo, pessoais, dando nuances distintas em um mundo onde todos apenas visam para a ganância, soberba e arrogância.

O evento traz aos seus frequentadores essa maneira de entreter e aflorar seus conhecimentos mais íntimos, ou seja, aqueles que apenas demonstramos em nosso quarto, com nosso próprio pensamento. Um acontecimento que apresenta algo novo e compartilha permeando com o clássico, não discriminando nenhuma forma culta de aquinhoar a literatura brasileira, que é tão jovem e ainda, há muito para ser desbravada.

Para aqueles que ainda não foram à Bienal poderão conferir neste sábado e domingo, respectivamente dias 30 e 31 de Agosto – últimos dias do evento -, qual terá encontros com os autores, palestras, conversas, workshops, lançamentos, musicais, entre outros acontecimentos exclusivos para este fim de semana, que das 10h às 22h, com exceção no domingo que a bilheteria fechará às 19h e o evento encerra com sua super festa literária às 21h. Os ingressos podem ser adquiridos antecipadamente através o site bienaldolivrosp.com.br.

10646991_10204756019606921_7849377223675991866_n

Por: Patrícia Visconti

[Cyber Cult] Mais de 7 bilhões de celulares até o fim de 2014

celulares_pop_620

 

 

 

 

 

 

mundo cada vez mais tecnológico, o número de aparelhos eletrônicos cresce a cada dia, como os celulares, mas dizendo os smartphones, que são aqueles celulares inteligentes, que fazem funções a mais dos telefones convencionais, como acessar a internet, enviar mensagens instantâneas e até mesmo mensagem de voz.

O uso da Internet nos celulares também registrou um forte aumento, que hoje já são 2,3 bilhões de usuários, 32% da população mundial, esta taxa é duas vezes superior aos números de 2011. Uma vez mais, a disparidade entre pobres e ricos é grande. Nos emergentes, a taxa é apenas de 21%, contra mais de 84% nos países ricos.

Mas até o fim deste ano de 2014, o número de telefones celulares será o mesmo dos habitantes do Planta Terra, que atualmente são de 7 bilhões de pessoas e o crescimento da telefonia móvel deve aumentar mais, nos países emergentes, como o Brasil.

A penetração de celulares chegará a 90% nos mercados emergentes, contra mais de 120% nas economias ricas e a expansão, em dez anos foi quase de dez vezes menos, mas a situação se complica é ainda mais na África, onde 30% da população ainda não tem acesso.

Mas o mercado também dá sinais de saturação, pois em 2014 o setor terá o menor crescimento em anos, com uma expansão global de apenas 2,6%. O único crescimento real ocorre nos países emergentes, que representam 75% de todos os celulares vendidos no mundo.

Querendo ou não, até o fim deste ano, serão quase um telefone celular para cada sere humano na Terra, ou então, com o crescimento nos países emergentes o número de pessoas com aparelhos móveis serão maiores, será média de dois celulares por pessoa em países de classe média baixa, mas não se engane que isso significa que o todos no mundo tem Internet, pois em alguns países da África o número de pessoas sem acesso a rede ainda continua bastante baixo.

Todavia todos poderão ter celulares, mas nem todos terão acesso a rede!

Por Priscila Visconti