Arquivo da tag: periferia

Tinta Fresca – A série de quadrinhos traz temas atuais e relevantes, para inspirar e divertir o jovem da periferia

project-thumb-facebook-received-10154007573142435

A série da HQ que foi indicada a renomados prêmios nacionais, acaba de ganhar mais uma edição, Tinta Fresca, é um quadrinho direito, autêntico e original, criado pelo quadrinista e editor Digo Freitas, é uma obra inerente que faz o jovem brasileiro da periferia se identificar com o personagem, que não vive entre os arranha-céus, como Homem-Aranha, mas mostra ideais e realidades semelhantes a rotina comum e rotineira. Continuar lendo Tinta Fresca – A série de quadrinhos traz temas atuais e relevantes, para inspirar e divertir o jovem da periferia

“Assalto ao Útero” – Um drama costumeiro entre a sociedade marginalizada nas periferias das metrópoles

assalto-A

Em nossa sociedade a meritocracia já se dá àqueles que tem dinheiro ou costa de quente de gente muito poderosa, pois os demais vive a mercê, sobrevivendo como a vida permite, sem luxos, regalias e condições plausíveis em conquistar o que realmente almeja de verdade, tendo que engolir o que lhe jogam de migalhas, sem poder sonhar de verdade. E essa situação, muitas já encontram desde que ainda estão no ventre de suas mães, que tem de se submeter a qualquer emprego, arriscando a própria vida e de seu filho. Continuar lendo “Assalto ao Útero” – Um drama costumeiro entre a sociedade marginalizada nas periferias das metrópoles

Perifacon libera os ingressos para a segunda edição da maior comic con das favelas

49840146-362177024570488-2792134144363069440-n

A segunda edição da maior comic con da periferia acontece nos dias 11 e 12 de abril, o Centro de Formação Cultural da Cidade Tiradentes, Zona Leste de São Paulo, com o intuito em difundir e democratizar o acesso das periferias à cultura pop, nerd e geek. Continuar lendo Perifacon libera os ingressos para a segunda edição da maior comic con das favelas

A representação da mãe solo, negra e periférica em “Minha Fortaleza, os Filhos de Fulano”

IMG-6345

Foi convidando mães e filhos da Vila Flávia para o palco que Tatiana Lohmann abriu a amostra da Seleção Rio com a exibição do seu longa “Minha Fortaleza, os Filhos de Fulano”. Na última quinta (6) ocorreu no CineSesc, em São Paulo, a abertura da Seleção Rio, uma parceria do Sesc com o Festival do Rio, que traz à capital paulista títulos exibidos no Festival Carioca.

O filme, lançado em 2016, documenta a história de três famílias que sofrem as consequências da ausência paterna. Dona Edith, dona Vera e dona Fatima: três mães negras protegendo sozinhas os filhos da labuta que é estar na minoria esquecida pelo Estado. Continuar lendo A representação da mãe solo, negra e periférica em “Minha Fortaleza, os Filhos de Fulano”

Gibiteca Balão traz toda representatividade em uma mostra com artistas da periferia de São Paulo

10418523-552207761567866-2234101398485705628-n

Neste sábado aconteceu a inauguração da nova exposição “Expo GB!”, com artistas da periferia de São Paulo,  para propagar a arte e a literatura à população da zona leste de São Paulo.

A mostra acontece na Gibiteca Balão, um espaço cheio de cultura, arte e literatura, que promove ao público periférico da capital paulista, adentrando no mundo da cultura pop. Continuar lendo Gibiteca Balão traz toda representatividade em uma mostra com artistas da periferia de São Paulo

Editora Draco lança HQ que representa a cultura ‘Na Quebrada’

Capalimpa-semlogos

Já que no último domingo rolou a Perifacon, a primeira comicon da favela, que aconteceu na Fábrica de Cultura do Capão Redondo, realizada exclusivamente para a galera da quebrada, vamos falar de obras que dita muito esse ambiente periférico das grandes metrópoles.

Como a HQ “Na Quebrada – Quadrinhos de hip hop”, uma coletânea que reúne oito histórias com 20 páginas cada, com uma pegada elevando a cultura hip hop, agregando todo este ambiente, como o rap, o grafite, o break e a cultura de quem vive nas periferias dos grandes centros. Continuar lendo Editora Draco lança HQ que representa a cultura ‘Na Quebrada’

PerifaCon divulga a programação da primeira comic con da favela

arte-perifacon-01-release

A edição número um do PerifaCon, a primeira comic con da organizada na periferia de São Paulo, acontece no próximo dia 24 de março, na Fábrica de Cultura do Capão Redondo, e traz um infinidade de atrações aos amantes da nona arte e da cultura pop, com palestras, exposições, debates, divulgação de obras e projetos, entre outros momentos oportunos para fomentar a cultura pop, nerd e geek nas periferias da capital paulista. Continuar lendo PerifaCon divulga a programação da primeira comic con da favela

Professora da rede municipal de SP concorre ao “Nobel da Educação”

15521568895c8408d9ba290_1552156889_3x2_lg.jpg
Foto por Danilo Verpa/Folhapress

A professora paulista, Débora Garofalo criou um projeto para incentivar a reciclagem dos materiais eletrônicos e motivar os alunos a se engajaram mais em trabalhos sociais, fazendo a diferença dos dos estudantes de uma Escola Municipal do 1º a 9º ano, na periferia da zona sul de São Paulo. Continuar lendo Professora da rede municipal de SP concorre ao “Nobel da Educação”

PerifaCon – A primeira Comic Con da favela leva cultura pop e entretenimento à periferia de São Paulo

49669462-361238311331026-3435374680272273408-n

Há pouco mais de cinco anos, estivemos aqui no Brasil a realização da primeira Comic Con no país, a Comic Con Experience – CCXP, uma amplitude em atrações, público e expansão que ainda na primeira edição do evento, superou a expectativa de público, com quase 100 mil visitantes durantes os quatro dias de evento, dois anos de passou, e em 2016, o Brasil já produzia a maior comicon do planeta, sendo um abre-alas para eventos menores direcionados à quadrinhos e dando mais visibilidade a outros que já existiam por aqui. Continuar lendo PerifaCon – A primeira Comic Con da favela leva cultura pop e entretenimento à periferia de São Paulo

Gabriel Jardim cria a Turma do Morro, uma releitura ao clássico do Mauricio de Sousa

turma-do-morro
O jovem artista de nacionalidade alemã, mas criado nos costumes brasileiros, de João Pessoa, na Paraíba, o ilustrador Gabriel Jardim, de 24 anos, ganhou a internet nas últimas semanas ao publicar uma versão funkeira da Turma da Mônica. Continuar lendo Gabriel Jardim cria a Turma do Morro, uma releitura ao clássico do Mauricio de Sousa