Arquivo da tag: revelação

MIC – A revelação do J-POP promete conquistar o Brasil

60114683-2576206535741911-1622605830878658560-n

A revelação do pop nipônico promete conectar os ouvintes da pop music de autêntica e autoral, com canções ímpares e inerentes, que fazem você se balançar e curtir cada estrofe, apenas pelo seu ritmo e sintonia. Continuar lendo MIC – A revelação do J-POP promete conquistar o Brasil

Olívia de Amores lança seu primeiro disco autoral, com canções íntimas e comoventes

Ol-via-de-Amores-por-David-Martins-2
Foto por David Martins

A manauara Olívia de Amores está prestes a lançar seu primeiro álbum autoral, intitulado “Não é Doce”, e para dar começar o ano e a semana com o pé direito, a cantora divulgou o novo single deste disco, “Segunda-feira”, uma canção sútil e delicada, que traz o romantismo de forma bem-humorada, mostrando que quando você está ao lado da pessoa amada, até a segunda-feira mais cinzenta e desanimada, pode se tornar algo bom e divertido. Continuar lendo Olívia de Amores lança seu primeiro disco autoral, com canções íntimas e comoventes

Paula Yuri – A descendente de japoneses que se formou em moda, mas dedica sua vida trabalhando com animação

32239696 1614396061989091 8523063119432384512 n

Como hoje é um dia livre para falarmos do que quisermos aqui no site, e faz algum tempo que não falamos de algumas revelações do mundo artístico, então aqui vai.

Conhecemos essa artista, no Troféu Angelo Agostini, que aconteceu no começo do ano, na Biblioteca do Memorial da América, a jovem paulistana, Paula Yuri Fujimoto de seus 20 e poucos anos, que se formou em Design de Moda, mas resolveu cair no mundo das animações. Continuar lendo Paula Yuri – A descendente de japoneses que se formou em moda, mas dedica sua vida trabalhando com animação

[Caixa de Som] Alessia Cara: Uma nova “cara” a música pop mundial

_85368207_alessia_glitter

Ela tem apenas 20 anos, mas está fazendo um sucesso estrondoso por causa da interpretação da canção, ” How Far I’ll Go”, tema do filme da Disney, “Moana – Um Mar de Aventuras”. Porém, a carreira desta jovem cantora e compositora não é de hoje.

Continuar lendo [Caixa de Som] Alessia Cara: Uma nova “cara” a música pop mundial

[Cantinho Literário] Bienal 2016 – Literatura e Diversão num único lugar

IMG_0102

A Bienal Internacional do Livro chegou à São Paulo, em sua 24ª edição no Pavilhão do Anhembi, na Zona Norte, trazendo todas as novidades da literatura nacional e internacional, afinal estamos falando do maior evento literário da América Latina.

Claro que o OBC marcou presença nesta festa, afinal onde tem arte e cultura, nós estamos na área, para mostrar a vocês o que acontece não só no que está na grande mídia, mas também os autores independente, que ralam tanto ou até mais que os evidenciados pelos grandes veículos, que lutam para lançar suas tão sonhadas publicações. Continuar lendo [Cantinho Literário] Bienal 2016 – Literatura e Diversão num único lugar

[CAIXA DE SOM] Dandara Manoela apresenta “Maria de Luta”

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Dandara Manoela, a voz que repercuti a música brasileira em tons alegres e festivos, está dando vida a novos contornos, com um brilho e ritmo próprio, são grandes as expectativas que giram entorno dessa voz tão forte e ao mesmo tempo suave de se ouvir. Continuar lendo [CAIXA DE SOM] Dandara Manoela apresenta “Maria de Luta”

[Caixa de Som] Vegga conquista pela originalidade e harmonia

230148_211684675520709_3576240_n

A banda Vegga é a própria autenticidade da música brasileira, genuína e autoral, os paulistas de Jaboticabal fazem um som com uma batida pop, rock, indie e soul. Com letras próprias e harmonia ímpar eles cativam os ouvintes desde o primeiro refrão.

185162_461955933826914_1902870209_nNo início de 2015, a Vegga lançou o EP independente intitulado “Oceano”, contendo seis faixas de composições próprias, que falam de cotidiano, relacionamento, prospecções de vida, amores e desamores, um deleite para os amantes da boa e velha música de qualidade.

Formada por amigos em janeiro de 2011, que tinha mais do que a amizade em comum, mas também o amor pela música. Antes de se juntarem, os integrantes tinham seus projetos distintos, mas de um ensaio informal eles perceberam que juntos a harmonia deles era excepcional, desde então, eles não pararam mais e engatilharam uma carreira sério e busca de seu lugar ao sol.

10629858_773494002673104_5967956934602608888_nO primeiro EP – “Correnteza” – foi lançado naquele mesmo ano que a Vegga foi formada, com quatro canções inéditas e próprias já conquistou alguns fãs pela cidade, região e também, pela Internet. Talvez, o bom recebimento ao grupo remete-se pela originalidade em compôr e dispôr a melodia em plena afinidade da voz com os instrumentos, com a bateria e as guitarras bem marcada e as letras simples, mas repletas de conteúdo e acepção.

Assista abaixo o Lyric Video de “Oxigênio”, pertencente ao EP “Oceano”:

Para conhecer mais sobre a Vegga, acesse os links abaixo:

Site | Facebook | SoundCloud | Twitter

Por: Patrícia Visconti

[Caixa de Som] Caique Bordão leva a música à alma das pessoas

11206078_775119059268927_594147801165361982_n

Ele é cantor, compositor e vive em São Paulo, nesta megalópole inquietante que em cada esquina surge um artista, sendo ele da música, da literatura, da música, etc.

Caique Bordão, está divulgando o pré-lançamento do seu primeiro EP “Musicantarolando”, no próximo mês, na abertura do show de lançamento do DVD da banda Voz em Dó, no Espaço Alma D’Alma, no dia 21. Estudou regência na Escola Técnica de Artes de São Paulo, com sua voz doce e sutil, seu estilo poderia ser definido como música pop, já que a guitarra e a percussão batem na mesma sintonia e harmonia.

10898006_702888489825318_8451587932131644907_nUm artista que respira e vive música 24 horas por dia, se apresenta nos grandes palcos, nos bares, nas estações de metrô ou na rua, onde a democracia é verídica e real, e as pessoas dizem na cara o que acham do seu trabalho, sem meias palavras ou vírgulas em excesso, mostrando a voz e o instrumento, o artista nu e cru, como ele realmente é, sem efeitos de estúdios nem nada, apenas sendo ele mesmo.

Levando a arte para quem mais precisa, em um mundo onde é correria domina o ser das pessoas, apresentar um novo som, é alegrar o dia daquele que às vezes só precisa de uma inspiração para compartilhar um sorriso.

10445953_694426084004892_5058507071942763296_n

Confira esse talento em ação, no vídeo abaixo do single “Minha Menina”:

Para conhecer mais sobre o Caíque acesse:
Facebook | Youtube | Instagram

Por: Patrícia Visconti

[Caixa de Som] Natália Matos: A nova faceta da música paraense

Foto por: José de Holanda
Foto por: José de Holanda

Ela nasceu em Belém, e foi lá que descobriu que queria trabalhar e viver de música para sua vida toda. Natália Matos, é cantora e compositora, e veio de uma família musical, além de ser uma admiradora da música brasileira.

Foto por: Aluisio Almeida
Foto por: Aluisio Almeida

Estudou piano na Escola de Música da UFPA e mais tarde canto popular na ULM, em São Paulo, onde também se graduou em Arquitetura e Urbanismo, no Mackenzie.

Com uma voz doce e sutil, a artista canta o amor, o cotidiano, relacionamentos e a felicidade. Com muitas influências paraenses, Natália já mostrou que não está neste mundo para brincar.

A cantora já participou em diversos festivais e ao lado de grandes nomes da música brasileira. Entre eles o Festival Recbeat ao lado de Mestre Vieira; no projeto Música na estrada pelo interior do Pará; no espetáculo Terruá Pará 2013; a gravação do programa Cantoras do Brasil, do Canal Brasil, e a realização do seu primeiro CD através do Natura Musical, com produção de Guilherme Kastrup e participações de Zeca Baleiro, Felipe Cordeiro, Kiko Dinucci e outros.

Foto por: José de Holanda
Foto por: José de Holanda

No início de 2014 a cantora lançou seu primeiro álbum, gravado na capital paulista, o disco trás uma sonoridade nova, traçando caminhos diferentes das atuais produções da cena musical paraense, Natália aposta no reforço de uma brasilidade através da combinação de origens distintas.

O repertório Natália apresenta canções próprias, de uma leva de compositores do Pará – como Felipe Cordeiro, Dona Onete, Ronaldo Silva, Iva Rothe, Almirzinho Gabriel – e ainda dos paulistanos Kiko Dinucci e Rômulo Fróes.

1561106_808211269195596_102919615_n

Uma revelação à música brasileira, e uma nova roupagem a música paraense, afinal lá não existe só Calypso e o tecnobrega, há cultura e diversidade também.

Para conhecer mais sobre o trabalho desta revelação da música brasileira, acesse o site oficial dela ou então, a siga em suas redes sociais.

Twitter | Facebook | Instagram | SoundCloud | Youtube

Por: Patrícia Visconti

[Caixa de Som] Marcio Lugó canta os reflexos mudanos

10350425_975720529111320_6942107548719492105_n
Foto por: Equipe da Tag TV

 

Cantando um mix de gêneros e estilos da música brasileira, com uma urbanidade inconfundível em seu som, Marcio Lugó traz uma liberdade extrema na hora de mostrar seu trabalho ao público. Com canções que contagiam logo na primeira vez que escutado.

10615492_978753258808047_2188864124121332172_n
Foto por: Erika Neves

Suas letras remetem ao cotidiano de qualquer cidade, traz relacionamentos, rotinas, amores e desamores, algo que pode ter acontecido com qualquer pessoa, músicas de si para todos.

Em se primeiro álbum, “Desacelera” foi baseado como base em reflexo à sociedade, no ponto de seguirmos tantos padrões, e sermos iludidos por uma “liberdade” cheia de regras e limites, e a sociedade inocente acredita ser realmente livre.

10433131_977046228978750_3149675870401038646_n
Foto por: Bijou Monteiro

Um artista que canta o cotidiano, sem receio em descobrir sua essência e seus pensamentos, em inovar e mudar quando for preciso, sair fora da caixa, ver que há um mundo diferente e mais humano ao que vivemos. Acreditar que a felicidade é muito mais extensa do que a estipulada pela mídia convencional e oportunista, que apenas visa em ludibriar a alegria alheia, para que consumimos o que é oportuno à eles.

E foi justamente essa mudança que Lugó apresentou em seu segundo álbum intitulado “Liberdade Aparente”, onde ele mostrou um suporte maior para conseguir buscar novas reflexões, abrangendo um público maior e mais focado nesta vivência.

Um trabalho renovado, único, social e contemporâneo, repleto de vida e emocionante para uma população que está prestes a mudar.

Assista abaixo o vídeo gravado no Teatro Décio de Almeida Prado, no lançamento do segundo álbum de Lugó, e tire suas próprias conclusões sobre essa revelação da música popular brasileira.

Para conhecer mais sobre Márcio Lugó, acesse o site oficial do músico e baixe o novo disco “Liberdade Aparente”, além de conferir vídeos, fotos e agenda de compromissos do cantor, o siga nas redes sociais.

10349010_961129467237093_5352807982122855231_n
Foto por: Luciano Andolini

 

Facebook | Instagram | Twitter | Youtube | Google Plus

Por: Patrícia Visconti