[Cantinho Literário] Verão, Piscina e Literatura para toda tribulação

trechos_livros_para_jovens

Vamos ao que interessa e começar a distribuição de ideias no mundo da literatura, pois temos diversas pautas para repassar à nossa tripulação e o ano já está acabando.

Então vamô, que vamô, porque não podemos enrolar, pois estamos com dois escritores que irão agradar bastante à todos, principalmente o público juvenil e os jovens-adultos, pois são dois autores começaram escrever para as crianças, mas viram que o grande ápice em suas vidas, eram os adolescentes e jovens.

O primeiro livro é da norte-americana Sarah Ockler, com o livro “Vinte Garotos no Verão”, que trata de como as pessoas lidam de quando alguém morre, buscando afirmações de que o outro está bem e qual apreciação e preocupação delas, para elas descobrirem de que a vida continua. Que na verdade, as coisas não vão embora. Elas se transformam em algo diferente, com algo mais bonito.

SinopseVinte Garotos no Verão 2
Quando alguém que você ama morre, as pessoas perguntam como você está, mas não querem saber de verdade. Elas buscam a afirmação de que você está bem, de que você aprecia a preocupação delas, de que a vida continua.

Em segredo, elas se perguntam quando a obrigação de perguntar terminará (depois de três meses, por sinal. Escrito ou não escrito, é esse o tempo que as pessoas levam para esquecer algo que você jamais esquecerá).

As pessoas não querem saber que você jamais comerá bolo de aniversário de novo porque não quer apagar o sabor mágico de cobertura nos lábios beijados por ele. Que você acorda todos os dias se perguntando por que você está viva e ele não.

Que na primeira tarde de suas férias de verdade você se senta diante do mar, o rosto quente sob o sol, desejando que ele lhe dê um sinal de que está tudo bem.

Para mais informações sobre outros livros da Sarah, basta acessar seu site oficial www.sarahockler.com;

O próximo livro é o “Piscina Já”, do carioca, Luiz Antonio Aguiar, que trata das épocas da ditadura,que eram épocas de chumbo grosso e o Brasil vivia na escuridão total.

Mas mesmo assim havia uma garotada que só queria se divertir e foi a luta contra a repressão, atrás de aventuras inesquecíveis, que fará qualquer um voltar ao tempo e ver várias maneiras que as pessoas faziam pela sua liberdade.

Piscina-jaSinopse
Era um Brasil bem diferente. Um país debaixo de Ditadura. Tem gente que não conheceu esses tempos e nem imagina como foi.

Era dureza, chumbo grosso. O Brasil estava um breu na época. E mesmo assim a garotada do Condomínio da Colina partiu para a briga contra a repressão. E foi uma aventura dessas que quem viveu nunca esquece! Como foi? No que deu?…

Está contado aqui… em Piscina Já! Uma viagem para um tempo em que gente como a gente lutou – de várias maneiras – pela liberdade!

Mais informações sobre o escritor Luiz Aguiar, clique em seu site oficial www.luizantonioaguiar.com.br
e veja mais de seu trabalho;

Até semana que vem, com mais literatura aqui na nossa embarcação.

Por Priscila Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s