[Caixa de Som] “Massa Rara” instrumentaliza a harmonia da canção

11148753_1672003046369193_7421112027428649825_n

Eles não tem letra, mas em compensação possuem uma afinação ímpar para hora de instrumentalizar suas canções. Formada em 2009, a banda de Psicodelia Instrumental – como os integrantes mesmo se “rotulam” – “Massa Rara”, apresenta que quando o grupo está sincronizado e a letra fica secundária na canção.

Formada pelos músicos, Saulo Duarte, João Leão, Beto Gibbs e Klaus Sena trazem uma experiência nova ao groove, rock e psicodélico, com uma essência única e peculiar ao seu som, até sendo trilha sonora do documentário “Surfar é coisa de Rico”, um longa que mostra a trajetória do surfista e empresário Rico de Souza.11913986_1671751026394395_1912313066563121157_n

Mas, não vamos entrar em mais detalhes, afinal esse o Caixa de Som, e não o Cabine da Pipoca, então nosso foco é a música. E isso, essa banda tem muito a mostrar!

A “Massa Rara” é a típica música para ouvir curtindo a brisa da maré e refletir sobre o mundo caótico em que vivemos atualmente, vivendo na paz e se libertar de qualquer pensamento negativo que agrega em nossa mente.

Um grupo raro que a massa deveria ouvir e curtir, pois mesmo sendo apenas instrumental, o sonido compensa e cativa pela harmonia.

Confira abaixo o single “O céu é azul, meu cabelo é amarelo”:

Para conhecer mais sobre a “Massa Rara” acesse:
Facebook | Youtube

Por: Patrícia Visconti

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s