[CAIXA DE SOM] Teko Porã : um som urbano diferente pelas ruas da cidade

Foto por: Lorena Rezende
Foto por: Lorena Rezende

O Caixa de Som desta semana apresenta a Teko Porã, uma banda formada por quatro músicos contemporâneos, livres, que doam seu tempo e talento pelas ruas e estações da cidade, tudo pelo amor de sua arte.

Abaixo a entrevista completa e exclusiva realizada com a banda Teko Porã:

OBC: Como surgiu a Teko Porã?

Teko Porã: O Teko Porã surgiu originalmente como um trio instrumental, de bandolim (Juan Morales), violão (Pablo Nomás) e violino (Hefestus), formado por músicos de rua que tocavam nos metrôs da capital paulista. Depois de um tempo assim, juntou-se a nós uma vocalista-compositora, Marília Calderón. Continuamos tocando clandestinamente nos metrôs (corredores, plataformas e depois dentro dos vagões). A formação já mudou bastante, estamos na quarta violinista, e, aparentemente, a definitiva, Maria Fernanda. Todos os membros do Teko Porã sempre moraram juntos, na casa barco, e a música na rua era, e ainda é, a maneira que encontramos de pagar as contas da casa/banda coletivamente. Como uma tribo.

Foto por: Divulgação
Foto por: Lorena Rezende

OBC: Quantos integrantes o grupo possui?

TP: Hoje estamos com 4 integrantes :
Bia Rezende – Voz
Pablo Nomás – Violão
Maria Fernanda – Violino
Caio Gregory – Bandolim

OBC: Qual é o estilo musical que o Teko Porã segue?

TP: Essa coisa de estilo musical sempre nos ferveu os neurônios, porque não temos um estilo musical definido, mas transitamos entre a música popular brasileira e também latino-americana, música folk, cigana, música tradicional irlandesa…enfim…uma mistureba sem legenda.

OBC: O que o Teko Porã procura transmitir para o seu público?

Foto por: Lorena Rezende
Foto por: Lorena Rezende

TP: No dia a dia, quando tocamos no metrô, além de fazer dessa arte nosso ganha pão, estamos trabalhando pra mudar o padrão vibratório das pessoas dentro dos vagões. Música tocada num ambiente inusitado e sem ser anunciada ou esperada. Um raio de arte na cabeça do cotidiano. Nas nossas músicas tentamos cantar os nossos tempos difíceis, conflitos psicológicos e mensagens positivas. Tentamos fazer letras profundas, que não sejam só letras, mas que coloquem a cabeça das pessoas pra questionarem o mundo que os rodeia e, mais importante de tudo, questionarem-se a si mesmas. Nossa música é nossa ferramenta pra construir um mundo melhor, mais pensante e mais sentidor das coisas, mais consciente de si mesmo.

OBC: Quais são os projetos para o futuro?

TP: Projetos… Conseguir gravar um disco, através de financiamento coletivo, patrocínio sei lá de onde, caixa dois, sei lá… enfim… queremos deixar nossas patas na linha evolutiva da Música Popular Brasileira.

Abaixo o link da página no Facebook para quem deseja saber sobre a agenda de apresentações do grupo. Venha aproveitar o som do Teko Porã:

Para conhecer mais o trabalho da banda acesse:
Facebook | Youtube

Por: Patricia Kawakami

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s