[Cabine da Pipoca] ‘As Duas Irenes’ um drama de descoberta e amizade

Quando uma garota que acaba de entrar na adolescência descobre que seu pai tem outra família, e por coincidência nesta ele tem outra filha, da mesma idade e com o mesmo nome, e por anos vive essa bigamia rotineira e comum, sem ninguém saber e tampouco se revelar aos demais.

É isto que traz a nova trama nacional que chega às telonas nesta quinta-feira (14), As Duas Irenes, duas meninas que tem muito em comum e ao mesmo tempo, não tem nada. Uma é toda tímida, reservada, mas bastante curiosa, já a outra, desinibida e popular, até o primeiro beijo ela já deu. E ambas acabam se encontrando e ficando amigas, de principio nem mesmo o nome Irene revela, tampouco que elas sejam irmãs, e aos poucos ela vai buscando inspiração e se transformando em uma outra “Irene”, por influência da outra, mas apesar das mudanças, nem o pai consegue descobrir o segredo que ele tanto escondia, que a filha descobriu, e a mãe que antes era vítima aos olhos da garota passa a ser uma “espécie de vilã” na história, pela passividade diante aos fatos.

Um longa-metragem que traz mais do que a descoberta de traição de um pai, mas também mostra uma transição da infância para a vida adulta, em plena puberdade ela sofre as angústias típicas da idade e a falta de atenção dos pais junto a suas outras irmãs (do mesmo pai e da mesma mãe), já que ela é a filha do meia e tem de fazer tudo sozinha, enquanto sua irmã mais velha se prepara para seu baile de debutante e a caçula, toma toda atenção por ainda ser pequena, então Irene busca sua própria mobilidade, fazendo com que a curiosidade falasse mais alto, levando em conta uma metáfora atípica da idade entre as dúvidas universais de qualquer adolescente.

O filme foi dirigido por Fabio Meira, que também escreveu e produziu junto com Diana Almeida, e apesar de chegar nos cinemas apenas nesta semana, o longa foi visto pela primeira vez no 67º Festival de Cinema de Berlim, em fevereiro de 2017. Um drama estrelado por Priscila Bittencourt, Isabela Torres, Susana Ribeiro, Ines Peixoto e Marco Ricca, que traz de forma natural e sútil o desenrolar da história, com diligência e atenção ímpar e singularidade peculiar ao roteiro e interpretação dos atores em cada tomada.

Sinopse

Irene, 13 anos, descobre que o pai tem uma segunda família e outra filha de sua mesma idade, também chamada Irene. Sem que ninguém saiba, ela se arrisca para conhecer a menina e acaba descobrindo uma Irene completamente diferente dela.

Trailer

Mais info: Facebook

Por Patrícia Visconti

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s