Vanessa Kimura leva sua voz doce ao intrínseco de cada indivíduo às ruas de São Paulo

14359122_1181646611927878_5671020471601549898_n

Há uns meses atrás, estava andarilhando pela Avenida Paulista e entrei na Livraria Cultura, como de práxis ao passar por lá, na saída, estava caminhando para fora do Conjunto Nacional e fui surpreendida por uma voz tão doce e meiga, mas de num vigor tão ímpar que me rendi e fiquei contemplando aquela bela apresentação. Ao final, fui conversar com a jovem artista e ela havia me entregado seu cartão, mas com o caos que há na minha bolsa, acabei perdendo (sorry!), mas parece que quando é para ser, o tempo faz questão de aproximar novamente, ainda mais quando trata-se de um talento tão inerente quão Vanessa Kimura.

24068087_1636738006418734_5359958492974238630_n
Foto por Seimi Hiraga

Vanessa tem 27 anos, é paranaense, de Londrina, publicitária por formação e cantora de coração, já que ela canta desde os 6 anos de idade. Fã imensurável de música pop, sua grande influência para cantar e encantar nas ruas da capital paulista e em seus vídeos em seu canal no Youtube. Suas principais influências são de artistas pop, tanto nacional quanto internacional, como Sam Smith, Adele, John Legend, Joss Stone, Lady Gaga, Celine Dion, Aretha Franklin. Brasileiras: Sandy, Elis Regina e Carol Andrade. Com sua voz marcante, doce e delicada, ela busca seu espaço dentre outros artistas que estão pelas ruas fazendo e compartilhando seu som com a população que vai e vem pela cidade. Com sua simpatia e carisma inigualável, Vanessa leva emoção e entusiasmo para os dias mais cinzas e chuvosos, e também transcende sensações nos dias de luz e calor.

As pessoas gostam muito. Incentivam, pedem CD, querem que eu volte no local que eu cantei sempre para eles me verem de novo“, comenta Vanessa.

Porém, o começo não foi fácil, já que a publicitária se rendia ao encarar as ruas de frente. Apesar da sua amiga, que também é cantora e estava tendo muito êxito com sua nova profissão, ela ainda não encontrava segurança para seguir com esta rotina. Foi então, que num dia qualquer ela pegou sua caixa de som, seu microfone e foi para a Avenida Paulista, com a cara e a coragem, apesar do nervosismo, ela agradou à todos com sua voz e suas canções, e hoje ela faz quase que mecânico essa rotina, e canta com prazer e com muita emoção.

O carinho das pessoas é muito grande, elas filmam, fotografam, contribuem financeiramente, contam histórias, choram, me abraçam, pedem fotos comigo. É muito gratificante pra mim fazer esse trabalho na rua“, explica a artista sobre a consideração do público com o seu trabalho e suas performances nas ruas.

E por falar em emoção, durante sua estada nas ruas, ela já viu de tudo, coisas boas e ruins, mas sem dúvida o que mais a comove é ver pessoas que tem muito pouco ou quase nada, tirando seus míseros centavos para dar à ela, e ainda dizer que sua música alegrou aquele dia duro e sofrido, já que muitas vezes aquela pessoa que está nas ruas não quer seu dinheiro, apenas sua atenção basta, um olha, um abraço ou uma conversa a toa. Lembre-se, ela são pessoas como você, às vezes até mais carentes, mas não de dinheiro e bens materiais, mas de um carinho ou um afeto. Pois enquanto muitos visam apenas no material, outros desejam um pouco de atenção, e Vanessa entrega-os com suas músicas.

553340_642498825862171_1817421006221669386_nApesar do que possa parecer algo ilegal, mas cantar na rua ou qualquer interferência artística é legal, alguns policiais até param para assistir seus shows e aplaudem no final. Apenas no metrô, que infelizmente não pode. Tanto que a Vanessa sofreu um pequeno trauma por isso, quando foi abordada e um guardinha do metrô foi grosso e áspero, para dizer que ela não poderia se apresentar nas redondezas da estação, mas desde então, até legalizar as performances dos artistas de rua nas estações, ela prefere ficar bem longe de lá. Mas por outro lado, há mais prós do que contras, pois além de seu trabalho e seu reconhecimento instantâneo junto ao público, ela ainda tem contato direto com as pessoas que passam, e elas ainda param para tirar fotos com ela, ou apenas compartilham seus vídeos e fotos das apresentações em suas redes sociais, fazendo com que seu trabalho se fortaleça e cresça a cada dia, com pretensões de contratos de shows em bares casas noturnas, sempre com muita paciência e resiliência, já que terão os dias bons, mas há alguns que não serão tão fácies assim.

Há um lado que não é tão bom assim, além do clima, já que com o tempo muito ou com chuva fica inviável sair às ruas para trabalhar. E ainda tem o assédio, tem alguns caras que se aproveitam para assediar, dar em cima dela descaradamente, com elogios maliciosos e tal. “Dá pra sentir quando é admiração de fã e quando é assédio entende? É bastante incômodo quando isso ocorre“, completa a cantora. Além do mais, a rua é bastante instável há dias em que ela fatura muito bem, e outros nem tanto.

Mas, o que mais deixa Vanessa chateada é o preconceito que ela e muitos artistas sofrem por trabalharem na rua, já que muita gente não vê como profissão. Talvez pela falta de informação ou intolerância mesmo, mas as pessoas nem imaginam quão eles gastam dinheiro para investir e apresentar um repertório diferente e exclusivo, pois há cursos, equipamentos, instrumentos, roupas, tudo para que cada performance se torne singular e inigualável. “O preconceito com a profissão me incomoda bastante. Somos artistas, e merecemos respeito e valorização“, finaliza a cantora.

19959084_1511674695591733_7128149386930111843_n

Mas, Vanessa mostra quão é forte e deseja com todas sua força em levar sua música aos quatro ventos, uma artista sem igual, que canta com a alma de uma diva e a essência de uma menina, que sonha em trilhar neste caminho árduo, num país em que mesmo havendo milhões de talentos espalhados pelas ruas, apenas os perniciosos ganharam o topo, enquanto os bons estão na labuta para encontrar sua oportunidade de brilhar sob os holofotes, seja ela dos palcos ou dos postes na rua.

Para conhecer mais sobre o trabalho da Vanessa, ou saber onde será o próximo palco dela, acesse o Facebook ou Instagram dela, ou então, confira alguns de seus covers ou Vlogs lá no Youtube.

Por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s