As mulheres foram destaque, marcando presença unânime na cerimônia da 61ª edição do Grammy Awards

190211025807-grammys-2019-split-exlarge-169

No último domingo (10), aconteceu em Los Angeles o prêmio mais conceituada da indústria musical estadunidense, 61ª edição do Grammy Awards 2019. Com muitas surpresas, homenagens, inovações e apresentações excepcionais, típicas de uma grande premiação quão o Grammy é.

alicia-keys-durante-a-premiacao-do-grammy-2019-1549887324988-v2-900x506Alicia Keys foi a anfitriã da festa, com contou com apresentações diversos artistas, que estavam concorrendo a algum prêmio, Lady Gaga, Red Hot Chili Peppers, Post Malone, Backstreet Boys, Cardi B, Jennifer Lopez, entre outros que fizeram performances únicas e marcantes no decorrer de pouco mais das três horas de duração da premiação. Entre essas mudanças novas, essa edição foi a primeira em que as categorias principais receberam oito indicados, ao invés de apenas cinco, já que segundo a própria Academia, que busca “refletir o grande número de inscrições nessa categoria e flexibilizar o processo de votação”.

Além do mais, como já é de práxis, o prêmio contou com diversas homenagens intercalados com os ilustres prêmios. Dentre essas homenagens, o Grammy condecorou a família de Chris Cornell com um prêmio póstumo, aonde os dois filhos do músico, Toni, de 14 anos, e Christopher, de 13 anos, subiram no palco consagrar a memória de Cornell.

Ele é um ícone do rock, o padrinho do grunge e o criador de um movimento. Suas contribuições para a história da música causaram um impacto duradouro entre gêneros e gerações”, declarou Christopher.

toni-cornell-grammy

Enquanto Toni homenageou o pai no tapete vermelho, vestindo uma camiseta com a foto de Chris. Vicky Cornell, viúva do cantor, também esteve presente na cerimônia.

Grammy-2019-825x509

A ex-primeira dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, abriu o show juntamente com Lady Gaga, Jennifer Lopez, Jada Pinkett Smithe a anfitriã da noite, para um discurso sobre o poder da noite e quão a música influência sua vida.

Dos discos da Motown que eu usei no lado sul para as músicas de ‘Who Run the World’ que me alimentaram nesta última década, a música sempre me ajudou a contar minha história”, disse Michelle sendo ovacionada pelo público, e completando dizendo; “ou rap ou rock, a música nos ajuda a nos compartilhar, a nossa dignidade e tristezas, nossas esperanças e alegrias. Permite-nos ouvir uns aos outros, convidar uns aos outros“.

Kacey Musgrave, que levou quatro prêmio para casa – Melhor Country Solo para “Butterflies”, Melhor Canção Country para “Space Cowboy”, Melhor Álbum Country para Golden Hour e a maior honra da noite, Álbum do Ano – foi cantar ao lado de Dolly Parton, mas o ápice de sua performance foi quando ela cantou “Rainbow”, numa noite tipicamente dominada por intricadas coreografias e montagens elaboradas, em que a cantora apenas foi acompanhada por um piano.

Getty-Images-1097571604

Por falar em Dolly, a cantora foi a homenageada do Grammy à Personalidade do ANo de MusicCares e a lenda de todos os tempos, com performances de nomes como Miley Cyrus, Katy Perry, Little Big Town e mais, mas a verdadeira estrela do segmento foi Backwoods a própria Barbie. Mas, sem dúvida os vocais de Parton surpreendeu por sua excelência quando cantou com Musgraves e Perry em “Here You Come Again” antes de duelar com sua afilhada Cyrus em “Jolene”. Cyrus e Parton se juntaram a Maren Morris para uma maravilhosa harmonia de três partes em “After the Gold Rush”, que ela gravou com Linda Ronstadt e Emmylou Harris em seu clássico álbum Trio II. Little Big Town apareceu para a nova faixa “Red Shoes” da trilha sonora de Dumplin antes de Parton levar para casa com um final “9-5”.

Já Janelle Monáe mostrou uma apresentação épica e memorável, roubando a cena, fazendo a Lady Gaga se deslumbrar com sua apresentação e talento ímpar e numa performance diversificada.

A revelação da noite foi H.E.R., que levou dois Grammy – Melhor Álbum R & B para H.E.R. e Melhor Performance de R & B -, que mostrou tamanha emoção e quase não conteve as lágrimas.

Diana-Ross

No ano em que Diana Ross completa 75 anos, a maior premiação da indústria da música não poderia deixar de homenageá-la, em um vídeo compilado com as realizações da carreira da cantora, narrado por Alicia Keys e também uma introdução de seu neto para a lenda da Motown nas performances de “Best Years of My Life” e “Reach Out and Touch (Somebody’s Hand)” e “All is possible with music and with you. You can lead the way”, animando a plateia antes de cantar Parabéns à Ross.

Gaga mostrou seu talento excepcional, conquistando dois prêmios – Melhor Performance Pop / Duo e Melhor Canção -, além de levar o Grammy como Melhor Performance Pop Solo por Joanne (Where Do You Think You’re Goin’?)”, e ainda fez uma apresentação arrepiante de “Shallow”.

Outros que tiveram êxito e foram ovacionados durante a noite do último domingo foi, St. Vicent – com o ex-vencedor do Best Rock Song por “Masseduction” – e Dua Lipa, além de seu desempenho na performance de um mashup de “Masseduction” e “One Kiss”, com o refrão de “Respect”, de Aretha Franklin, e uma boa quantidade de riffs de guitarra de St. Vincent, tocados em sua assinatura Ernie Ball, mixados.

Getty-Images-1097713690-1549896584-640x426
Foto por Kevin Winter/Getty Images

E por falar em Aretha Franklin, que faleceu em 16 de agosto de 2018, recebeu uma homenagem a altura, num tributo especial a altura da Rainha do Soul. E após a lembrança póstuma a cantora, Yolanda Adams, Fantasia e Andra Day se reuniram para cantar uma versão de “(You Make Me Feel Like A) Natural Woman”, aonde cada cantora finalizou a canções com um verso, concluindo numa harmonia plena em três partes.

Já a banda de K-pop, BTS estreou na cerimônia, causando um pequeno alvoroço, mas sempre com muita diversão e euforia aos novos célebres, no mundo das boysband.

É um sonho realizado estar aqui”, declarou o integrante V, para o canal E!. Este sonho também foi vivido pelos fãs, que não se aguentaram com as revelações do grupo sobre o novo disco. “Será lançado em breve”, disse RM para a Billboard. “Eu gostaria de agradecer a todos os Armys, eles nos dão força”, completou ele.

1111167368-backstreet-boys-posam-com-bts-e-se-declaram-muito-fas

E por falar em boysband, os Backstreet Boys também estiveram presente na cerimônia, apesar de não terem levado prêmio algum, os garotos foram homenageados pelos 25 anos de carreira e fecharam com uma grande performance do primeiro single “Do Go Breaking My Heart”, do novo álbum do grupo, “DNA”, lançado no último dia 25 de janeiro.

O Grammy 2019 foi basicamente uma cerimônia aonde as mulheres dominaram, com grandes performances, discursos ilustres e homenagens notáveis aos grandes artistas que fizeram e fazem a história da música no mundo.

Confira abaixo alguns destaques – nas principais categorias – da premiação em 2019:

Álbum do Ano

Invasion Of Privacy (Cardi B)
By The Way, I Forgive You (Brandi Carlile)
Scorpion (Drake)
H.E.R. (H.E.R.)
Beerbongs & Bentleys (Post Malone)
Dirty Computer (Janelle Monáe)
Golden Hour (Kacey Musgraves)
Black Panther: The Album (Vários Artistas)

Música do Ano

“All The Stars” (Kendrick Lamar & SZA)
“Boo’d Up” (Ella Mai)
“God’s Plan” (Drake)
“In My Blood” (Shawn Mendes)
“The Joke” (Brandi Carlile)
“The Middle” (Zedd, Maren Morris e Grey)
“Shallow” (Lady Gaga e Bradley Cooper)
“This Is America” (Childish Gambino)

Artista Revelação

Chloe X Halle
Luke Combs
Greta Van Fleet
H.E.R.
Dua Lipa
Margo Price
Bebe Rexha
Jorja Smith

Melhor Performance de Rock

“Four Out Of Five” (Arctic Monkeys)
“When Bad Does Good” (Chris Cornell)
“Made An America” (The Fever 333)
“Highway Tune” (Greta Van Fleet)
“Uncomfortable” (Halestorm)

Melhor Performance Pop Solo

“Colors” — Beck
“Havana (Live)” — Camila Cabello
“God Is A Woman” — Ariana Grande
“Joanne (Where Do You Think You’re Goin’?)” — Lady Gaga
“Better Now” — Post Malone

Melhor Álbum de Música Alternativa

Tranquility Base Hotel + Casino (Arctic Monkeys)
Colors (Beck)
Utopia (Björk)
American Utopia (David Byrne)
Masseduction (St. Vincent)
Melhor Álbum de Rock
Rainier Fog (Alice in Chains)
M A N I A (Fall Out Boy)
Prequelle (Ghost)
From the Fires (Greta Van Fleet)
Pacific Daydream (Weezer)

Melhor Performance de Metal

“Condemned to the Gallows” (Between The Buried And Me)
“Honeycomb” (Deafheaven)
“Electric Messiah” (High on Fire)
“Betrayer” (Trivium)
“On My Teeth” (Underoath)
Melhor Performance de Rap:
“Be Careful” (Cardi B)
“Nice for What” (Drake)
“King’s Dead” (Kendrick Lamar, Jay Rock, Future & James Blake)
“Bubblin” (Anderson .Paak)
“Sicko Mode” (Travis Scott, Drake, Big Hawk & Swae Lee)

Melhor Performance de Rap/Cantada

“Like I Do” (Christina Aguilera feat. GoldLink)
“Pretty Little Fears” (6lack feat. J. Cole)
“This Is America” (Childish Gambino)
“All The Stars” (Kendrick Lamar & SZA)
“Rockstar” (Post Malone feat. 21 Savage)
Melhor Canção de Rap:
“God’s Plan” (Drake)
“King’s Dead” (Kendrick Lamar, Jay Rock, Future & James Blake)
“Lucky You” (Eminem feat. Joyner Lucas)
“Sicko Mode”(Travis Scott, Drake, Big Hawk & Swae Lee)
“Win” (Jay Rock)

Melhor Álbum de Rap

Invasion of Privacy (Cardi B) – VENCEDORA
Swimming (Mac Miller)
Victory Lap (Nipsey Hussle)
Daytona (Pusha T)
Astroworld (Travis Scott)
Melhor Videoclipe
“Apes***” (The Carters)
“This Is America” (Childish Gambino)
“I’m Not Racist”(Joyner Lucas)
“PYNK” (Janelle Monáe)
“MUMBO JUMBO”(Tierra Whack)

Para conferir a lista completa, basta clicar aqui!

Por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s