Homenagens e apresentações intrínsecas marcaram presença no Grammy Awards 2020

grammy-2020

Hoje é dia de música em nossa embarcação, e claro que não poderíamos deixar de falar de uma das maiores premiações do mundo, a 62º Grammy Awards, que neste ano surpreendeu pelos prêmios e a qualidade musical. Particularmente, fazia tempo que não me empolgava tanto com os indicados e as apresentações, apesar de algumas ausências, como Beyoncé e Rihanna.

O Grammy 2020 aconteceu no último domingo (26), e contou com a essência da música enraizada nas veias dos cantores que lá estiveram. Como a grande premiada da noite, a jovem de apenas 18 anos, Billie Eilish, que acabou se tornando a segunda artista a faturar mais prêmios nas categorias principais.

E claro, não poderia comentar sobre a apresentadora do Grammy neste ano, que ficou a cargo mais uma vez da grandiosa artista, Alicia Keys que ainda no começo prestou uma homenagem significativa ao ex-jogador de basquete, Kobe Bryant, morto na tarde do último domingo, após o helicóptero ter caído na cidade de Calabasas, nas cercanias do Condado de Los Angeles, matando toda a tripulação, incluindo sua filha Gianna. Após um belo discurso da cantora, ela fez uma memorável performance de ‘It’s so Hard to Say Goodbye to Yesterday”, ao lado da gloriosa banda de R&B, Boyz II Men.

Mas, as homenagens a Bryant não pararam por aí, Lizzo, Lil Nas, Charlie Wilson, Gloria Gaynor, Aerosmith e Run-DMC, que subiram ao palco juntos novamente, após 34 anos, desde a apresentação icônica que uniu o rock e o rap em um show, além de outros artistas que deixaram suas mensagens póstumas ao atleta, que amava música tanto quanto o basquete. Além de Kobe, Prince também recebeu uma belíssima homenagem no Grammy, em uma performance inigualável de Usher, que trouxe toda a energia e ‘purple moment’ em sua apresentação.

Ainda tiveram as performances de Ariana Grande e Camila Cabello, que levaram a emoção e comoção de homenagear sua família no palco do Grammy 2020, aonde pais e irmãos marcaram presença na platéia e se sensibilizaram com suas ambas apresentações.

E por falar em emoção, Demi Lovato regressou aos palcos em grande estilo, transmitindo todo âmago musical que ela trazia antes de sua vida se tornar um caos, devido ao es excessos de álcool e drogas, em uma brilhante performance para mostrar o primeiro single desta nova fase de sua carreira e vida, intitulado ‘Anyone’, expondo toda a pertubação que Demi viveu antes de sua última internação.

Em suma, o Grammy 2020 foi uma premiação que trouxe de volta a música ao centro dos holofotes, aonde os artistas se entregaram por completo a cada interpretação, emocionando e abrilhantando os fãs com suas canções singulares, inerente e tocantes na alma, mente e coração.

Por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s