“Só Mais Uma história de uma Banda” – O novo projeto da quadrinista Germana Viana

Sem-tituloc488a58cffea1535.jpg

A quadrinista Germana Viana é uma pernambucana, bastante conhecida no meio dos quadrinhos, não só pelo seus trabalhos na Marvel Comics, mas prinicipalmente por suas obras independentes, que prioriza a força feminina, misturado de muita doideira e animação, como seu trabalho mais rentável em equipe Gibi de Menininha – Historietas de Terror e Putaria (Vencedor do troféu Angelo Agostini na categoria de Melhor Lançamento de 2018 e do HQMix como Melhor Revista Mix de 2018), reunindo grandes artistas em com diversas histórias de humor, feminismo e putaria (mas de uma forma saudável).

49789471_10215860657163856_859595304377253888_o.jpgO sucesso desta  HQ foi tanto, que elas reuniram novamente e lançaram Gibi de Menininha – O Faroeste é Mais Embaixo, além de seus outros trabalhos como Os Catecismos de Mama Jellybean e GdM Apresenta. A autora ainda participou de diversas coletâneas, como: SPAM, Amor em Quadrinhos, Café Espacial, Orixás: Renascimento e Marcatti 40.

Capa_interne_instagram93f52551afe0c72a.jpgAgora a Germana está lançando no Catarse seu novo projeto, que está em pré-venda na plataforma de financiamento coletivo, que é a obra “Só Mais Uma história de uma Banda”. Um livro com 40 páginas, capa colorida e seu miolo em preto e branco, uma HQ com muita diversão, que conta a história da banda CECÍLIA NÃO SABE CANTAR, que conseguiu seu prestígio em um curto período de tempo, mas era bastante amada pelo meio alternativo, e também pela galera pop. Porém, como quase todo grupo formado por personalidades brilhantes, eles acabaram se separando.

Marcelo.jpgA banda era formada por Marcelo Carvalho (vocal) – o renaissance man da banda: compunha, cantava, desenhava as capas, e se ele entrasse numa sala, era bem capaz que você não conseguisse olhar pra nada ou mais ninguém tamanho o carisma do cara, exceto, se Raul estivesse na mesma sala. Na guitarra tinha Raul Viera, ele é daqueles amigos do tipo, lindo, gentil, talentoso, estiloso e não fazia a menor de tudo que estava se passando, mas ele era gente boa.

Mariana.jpgA banda seguia no baixo com a Roberta Bueno, uma garota forte por natureza, tudo que ela queria, ela fazia, pegava e fazia acontecer, na banda ela conquistou o sucesso que conquistou mesmo sem ter um empresário ou agente, é porque tinha Roberta. A banda também tinha a outra menina, seu nome era Marina Mendes, ela era a baterista da banda Cecília Não Sabe Cantar, uma baixinha, loirinha, que adora flores e também gritar com as pessoas, ela sempre canalizava boa parte dessa fúria para a bateria.

Raul.jpgO teclado ficava com o Robson Mendes, ele só entrou na banda por causa de sua irmã que pediu para colocá-lo – “se eu não arranjar uma coisa pra esse moleque fazer, ele vai morrer de fome”, mentira, ele era brilhante! O mais novo do grupo, era chamado de Pirralho, que dava bem com todos do grupo, mas tinha um problema, eles tinham que mentir sua idade para que ele pudesse entrar nos lugares onde tocavam, mas quem nunca mentiu a idade de um amigo na balada?

Roberta.jpgAs pessoas que conviviam com os integrantes da banda, não sabiam o certo do motivo do rompimento, dizem que não foi nada agradável, já que muitos dizem por aí que eles se separaram devido à um boate de uma revista de música que na época noticiou de que o vocalista Marcelo e o guitarrista Raul estavam brigando por uma disputa de ego, já que Raul havia composto uma música e Marcelo não quis colocar em seu segundo álbum, ai as coisas começaram a desandar.

Robson.jpgMas 20 anos depois, um grupo de influencer, o Gramophone Plugado, convida Marcelo Carvalho, Roberta Bueno, Raul Vieira e os irmãos Mariana e Robson Mendes para um show de reunião do CECÍLIA NÃO SABE CANTAR, em que vai mostrar o que tudo mundo quer saber, se eles irão recuperar a união e sucesso, que tinham naquele verão de 1998, em que eles eram jovens, destemidos e famosos.

104875939_10220117438940740_8107634886554773122_n.jpg

O livro está na pré-venda no Catarse para o público,  e  o lançamento dessa obra deve acontecer no fim de 2020.

Porém ainda sem tem data definida, já que nem sabemos se os eventos serão realmente aberto ao público neste segundo semestre. Todavia, quem quiser garantir a obra na pré-venda, pode acessar o Catarse e dar seu seu valor no novo projeto da artista, o livro “Só Mais Uma história de uma Banda”, que conta a história da banda CECÍLIA NÃO SABE CANTAR.

 

Por Priscila Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s