Ota reúne as melhoras histórias em um álbum inédito de “A Garota Bipolar”

97992435-3055973501164389-8626122187292716762-o

Um dos maiores, para não dizer o maior editor da revista MAD no Brasil, está em campanha com um novo projeto independente e autoral, com lançamento exclusiva da Tai Editora, em uma edição para colecionador de seu mais recente trabalho, “A Garota Bipolar“, com materiais inéditos, extras e originais, que marcam o início da coleção de álbuns de quadrinista Ota.

Após os lançamentos, desde 2016, de edições em formatinho, vendidas especialmente em eventos ou através de suas páginas na internet, esse projeto ganhará uma versão inédita e integral, com muitas novidades e singularidades desta obra do artista, com direito ao quarto volume, ainda não publicado em lugar algum.

11100595-1501035623454668-2073143287874485196-n

O livro da TAI Editora contará a trama de Ota e uma jovem garota que se muda por uma noite em sua casa, Bibi, mas que o cartunista acaba se apaixonando e ficando obececado por ela. Porém, há um pequeno problema, Bibi tem um trauma horrendo com homens, por ter se casado trocentas vezes, mas nunca teve relações sexuais com nenhum deles, mas ela é uma pessoa muito afetuosa e carente, se apega muito fácil, tem verdadeira aversão em fazer sexo com homens. Segundo ela, é “bissexual, mas só transa com mulheres”. Ota é a “bola da vez” e tenta reverter a situação.

11147868-1501036586787905-7652456519527964011-o

Nesta drama complexo e divertido, os fãs de “A Garota Bipolar“, trazendo toda excitação e agonia desse maluco relacionamento, entre amor e estranheza, aonde conta com uma passagem de Ota pelo mundo dos mortos, mostrando que a esperança é a última que morre.

12771876-1601715010053395-5254234629693530151-o

Ota Assunção começou a carreira na década de 1970, e desde então são 50 anos fazendo e editando quadrinhos, tirinhas e trazendo diversão e alegria com suas artes irônicas e bem humoradas. Passando por revistas como Os Birutas (1972 e 1973), MAD (1974 a 2000) – desde a editora Vecchi, passando pela editora Record e até por fim encerrar a edição na Mythos. Além de editor a linha de terror da Vecchi, com títulos como Spektro e Pesadelo, e também para o segmento cinemagráfico, ele editou a Cinemin, e ainda publicações underground como A Roleta, Vírus e A Mosca.

25182071-2008778676043967-2111614646733615532-o

O quadrinista foi o responsável de reunir mais de 150 quadrinhos eróticos brasileiros, lançados na década de 60, onde foi publicado um livro “O Quadrinho Erótico de Carlos Zéfiro“, trazendo uma análise da obra de Zéfiro que ajudou a formar o reconhecimento em torno de seu trabalho.

Todo esse trabalho árduo e fidedigno a nona arte o rendeu em 1994 o prêmio de “Melhor Revista Independente” no Troféu HQ Mix, do Rio de Janeiro, pela criação da Revista do Ota, em 1993.

Ota ainda assinou uma coluna sobre quadrinhos no Jornal do Brasil, em 2005 e publicou tira “Concursino” para o jornal Folha Dirigida, no ano de 2006.

Dez anos depois, ele inciou o projeto GarOTA Bipolar, vendendo mais de 3 mil de exemplares, e suas tirinhas na Internet, chegam para mais de 55 mil fãs, sendo um êxito de visualizações e fez com que o artista se unisse a TAI Editora e compilasse esse projeto em um álbum único, inerente e irreverente.

104428591-3090630751031997-4832729640990333311-o

Saiba mais sobre a campanha no site do Catarse e confira as recompensas exclusivas aos admiradores de Ota e de A Garota Bipolar.

Para saber mais da carreira e projetos de Ota acesse:
Site | Facebook | Instagram

Por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s