Yannick desabafa em seu novo single sobre as licitações desvirtuosas e fraudulentas contra a humanidade

110614497-gettyimages-479450067

As licitações públicas no Brasil, são alvos eminentes de fraudes e corrupções, onde os governos tiram proveito para contratar empresas a seu custo, para sobrar o dinheiro à eles, este que vem dos pagamentos rotineiros da população, que pouco vê serviço de qualidade ofertado, e mas sempre acaba sobrando ao bolso dos “poderosos” do legislativo.

A lei 8666 refere-se justamente à isso, sobre contratos administrativos pertinentes à obras, serviços, entre gastos públicos em prol para a sociedade, entre compras de produtos, publicidades, locações (aluguéis) e alienações (bens) esse deve ser o processo formal entre governo e convencionado.

quais-os-principios-da-licitacao-e-a-lei-8666-93-570x452

Todavia, essas formalidades, nem sempre são claras e diretas para favorecer ao povo, já que muito deste dinheiro acaba sendo superfaturado com os serviços desvirtuosos e de qualidade inferior ao que deveria ser entregue, não correspondendo pelo que deveria ser oferecido ao processo licitatório.

149301482-10219277249179079-8356681218130198699-n

Baseado nesta lei, o rapper paulistano Yannick Hara, que sempre traz sagacidade e precisão em suas letras, lançou recentemente seu novo single, 8666 (A Besta Infinita), em que ele remete em sua composição esse círculo vicioso de corrupção e intolerância, tirando dos impostos pagos para sustentar os caprichos e devaneios desonestos, em uma infinidade imoral entre governos e setores privados.

A composição foi uma pesquisa vasta, além da vivência significativa de mais de dez anos do rapper, que já esteve efetivo deste círculo e esclarece quão mal as autoridades públicas fazem pelos próprias veleidades.

A lei 8666 é um dos pilares da corrupção no Brasil desde a sua criação em 1993” e reforça “A relação promíscua entre o setor privado e o Estado é responsável pela desigualdade social no Brasil”, afirma o músico.

O single ainda ganhou um videoclipe exclusivo, com direção do próprio Yannick, com o beat de UNKNOWN, mixagem e masterização de VNDROID, e a capa ficou por conta artista visual LAW TISSOT.

por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s