“Iemanjá – Deusa do Oceano” – Uma produção mitológica permeada de aventura e emoção, diante a orixá mais cultuada pelos brasileiros

legiao-D-a-Pkg-Ty-Quvd-jpg

A orixá adorada pelos brasileiros, conhecida como Rainha do Mar, Iemanjá, vai ganhar uma produção cocriada e dirigida por Carlos Saldanha (“Cidade Invisível” e franquias como “A Era do Gelo” e “Rio”), em uma parceria entre a Warner Bros. Pictures e o Ventre Studio.

O longa Iemanjá – Deusa do Oceano, deve contar a história de Iemanjá, desde de seu início, quando descobriu seus poderes, junto ao seu mentor, Ogum, ela tentará compreender e decifrar sua ânsia preponderante para enfrentar Iansã, orixá cultuada como Deusa das Tempestades.

carlos-saldanha

O diretor, que está animado e ansioso para o desenvolver desta produção, expressa sua felicidade ao integrar ao time do projeto, que busca contar de maneira eminente a história desta orixá importante para a cultura religiosa.

A Iemanjá é um símbolo para todo o Brasil, independentemente da religião ou crença de cada um. Nós acreditamos no poder dessa figura, parte da nossa herança ancestral, que tem tudo para cativar o público ao redor do globo da mesma forma que os deuses gregos, romanos, persas ou escandinavos, que já fazem parte do nosso imaginário”, conta Saldanha, que ainda afirma da responsabilidade deste trabalho, qual foi meramente investigado e estudado, com pleno respeito, para levar aos cinemas um filme autêntico e fiel a mitologia nacional; “Tenho certeza que o resultado será incrível”, conclui.

camila-pitanga

Além do diretor, a atriz e embaixadora da ONU Mulheres Brasil Camila Pitanga, também integra ao projeto como Produtora Executiva do filme e complementa afirmando que fala de Iemanjá com o coração cheio. “Para mim, é uma alegria infinita falar de um projeto que envolve pessoas que eu adoro e estou adorando trocar. Evocar uma das figuras mais queridas da nossa ancestralidade, uma divindade que, tenho certeza, vai abençoar esse projeto e vai fazer com que ele alcance uma voz que possa chegar em todos os cantos do mundo e falar com os jovens do mundo. Uma alegria, uma responsabilidade e uma vibração muito bonita”, comemora.

ivan-reis

Outro artista que soma a equipe, é o quadrinista Ivan Reis, que está incluso no time criativo no projeto, e se mostra entusiasmado com o envolvimento deste mundo lendário significativo à cultura brasileira. “Estou muito animado com a possibilidade de trabalhar com esses profissionais incríveis e em poder ajudar na criação de um universo como o de Iemanjá”, afirma Reis, que ainda conclui dizendo a reverencia e conhecimento ímpar da orixá, e sobre a influência categórica para sua carreira profissional.

As possibilidades criativas são imensas e fazer parte disso é uma honra. Minha mãe era Mãe de Santo e eu cresci em uma casa ligada ao Candomblé, sei que Iemanjá já é conhecida e reverenciada por todo o país e usar sua mitologia como influência na criação de um mundo de super-heróis é algo que mal posso esperar para ver ganhar vida“, finaliza o artista.

unnamed

Além de Reis, a equipe criativa ainda traz a importante colaboração de pesquisa na construção do projeto de Renato Noguera, Professor na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e Pesquisador no Laboratório de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas, que afirma estar muito grato, animado e ciente da responsabilidade.

Ter a possibilidade de traduzir elementos da cultura Ioruba para um filme de super-heróis é uma oportunidade estético-política de trazer elementos estruturantes do Brasil, como a cultura negra, para a cena pop”, diz Noguera.

Iemanjá – Deusa do Oceano promete ser uma condecoração da essência mitológica brasileira, celebrando a cultura e a fé em que muitos compartilham, como comemorou o Vice-Presidente da Divisão de Theatrical da Warner Bros. Pictures Brasil Hernán Viviano, ao exaltar o projeto inédito no país.

Nós, da Warner Bros. Pictures, temos lançado filmes de super-heróis há décadas. Desta vez, vamos levar para as telas dos cinemas uma divindade adorada pelos brasileiros e isso torna o filme uma celebração da cultura e da fé que muitos compartilham. Vamos usar todo nosso know how e expertise para fazer deste projeto um sucesso”, comenta Viviano.

Assim também celebra o estúdio Ventre, que ressalta tamanha significância desta produção; “Acredito que a mitologia Afro-Brasileira dos Orixás, com Deuses e Deusas, homens e mulheres com histórias fortes, superpoderes e a relação profunda com as forças da natureza, será capaz de cativar o imaginário das pessoas no mundo todo, assim como nos encantamos com grandes Heróis e Heroínas inspirados na mitologia nórdica (Thor) ou grega (Mulher Maravilha)”, afirma Paula Cosenza, sócia fundadora do Ventre Studio e Produtora de Iemanjá – Deusa do Oceano.

2020-02-02-festa-de-yemanja-2020-rio-vermelho-foto-max-haack-ag-haack-395-1

Este, será um projeto de plena responsabilidade e enaltecimento aos personagens referentes a cultura brasileira, para expandir em parâmetro mundial essa crença tão tradicional e relevante em todo território nacional. Assim como o sócio fundador do Ventre Studio, João Queiroz, alegando sua excitação em contar essa história e sua missão ímpar diante sapiência cultural do Brasil.

É uma honra e uma responsabilidade enorme produzir este filme, com linguagem popular e emocionante, baseado numa mitologia ancestral e que é tão presente no dia a dia da vida da população brasileira. Para um desafio dessa natureza, formamos uma equipe fantástica, que preza pelo respeito às origens dessa mitologia, ao mesmo tempo que tem a ambição de fazer algo extraordinário”, finaliza.

O filme ainda está em processo de produção, e ainda não há data de lançamento.

por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s