Graphic MSP: 10 anos do selo que nasceu para interagir e comover os fãs do universo de Mauricio de Sousa

graphic-msp

Neste ano de 2022, o selo da graphic novel da Mauricio de Sousa Produções completa 10 anos, criada e coordenada pelo editor Sidney Gusman, que com a premissa de trazer de voltar antigos leitores, hoje jovens-adultos, que não acompanham mais as revistas de linha da Turma da Mônica, pensou em desenvolver um projeto mais maduro, mas com a mesma essência criada por Mauricio de Sousa.

Acatado com êxito pelo pai da Turma da Mônica, o Sidney colocou a mão na massa e trouxe artistas memoráveis da cena independente dos quadrinhos nacionais, com interpretações ímpares e significativas, que trouxeram vivacidade e inovação aos personagens mais querido e amados do Brasil.

maxresdefault

A primeira a ser lançada, não foi de nenhum personagem principal, mas sim do Astronauta, criado pelo quadrinista Danilo Beyruth, com uma pegada mais envolvente e intensa o álbum chamou atenção do público, que estava carente necessitando de obras que conversassem diretamente sobre emoção e sentimento, de maneira direta e precisa, e ainda, usando os personagens do pai da Mônica. E desde então, já foram mais de 30 edições de pleno êxito e contemplação, evidenciando cada personagem como se fosse principal e dando oportunidades para que artistas de diferentes traços compartilhasse sua essência junto a esse sucesso eminente dos quadrinhos.

293167863-5619871148045241-1539895001495190603-n

E visando esse feito, no último domingo (10), durante a Bienal Internacional do Livro, aconteceu um painel bem interativo e informativo com a presença do editor Sidney Gusman e alguns artistas, como Danilo Beyruth, Rafael Calça, Vitor Cafaggi e os novatos no selo, Max Andrade e Cora Ottoni, que participaram do selo Graphic MSP, contando um pouco dessa experiência e quão relevante foi o desenvolvimento de seus projetos para suas carreiras e para cultura pop atual, comentando sobre a essência em transmitir seus traços e roteiros dos personagens mais icônicos do país.

msp

O papo rendeu distintas nuances, e contou com o lançamento exclusivos deste ano, Anjinho: Além (Max Andrade), Denise: Arraso (Cora Ottoni) e Franjinha: Contato (Vitor Cafaggi), e ainda com um antecedente da sequência de Parallax, ultimo álbum da série iniciada em Magnetar, com Astronauta 6, trazendo muitas novidades e entrosamento entre fãs e artistas, que puderam trocar ideias e conjunções dessas obras extraordinárias que chegaram para conquistar inteiramente os leitores brasileiros.

por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s