Arquivo da categoria: poesia

Soturnos – Uma antologia ao íntimo da poesia maldita contemporânea

soturnos-vol-3

Em um mundo de más influências e caos infortúnios rondando a sociedade, os poetas estão tendo novas visões e momentos adversos para criar e refletir sobre amores e paixões, e trazendo em suas palavras doces facas afiadas apontadas para o próprio peito, retransmitindo a dor dilacerante que crava nas almas das pessoas. Continuar lendo Soturnos – Uma antologia ao íntimo da poesia maldita contemporânea

[Total Flex] “A menina e a bolsa em busca de um mundo mais artístico”

aminadabolsa-3

Quando um fotógrafo e uma estudante de psicologia, que é apaixonada por poesia se juntam em criar um projeto diferente, único e artístico, só pode dar algo inovador e criativo. Continuar lendo [Total Flex] “A menina e a bolsa em busca de um mundo mais artístico”

[Cantinho Literário] Clara Baccarin traduz a rotina diária de uma forma leve e sutil

12814763_1545791829046698_5674599667770070465_n
Foto: Divulgação

A Bienal Internacional do Livro de São Paulo acabou no último domingo, dia 4 de Setembro, mas seus anseios em propagar novidades e a literatura descrita em seu legado, permanece em nossa embarcação, por isso, os convido a conhecer uma jovem escritora, poeta e mestre literária, Clara Baccarin. Continuar lendo [Cantinho Literário] Clara Baccarin traduz a rotina diária de uma forma leve e sutil

[Cantinho Literário] Poesia para ser lida, vista e ouvida

“Poesia é praga e como praga se espalha”. 
                                                            Victor Rodrigues

A inspiração não escolhe hora e nem lugar para aparecer, temos que estar disponíveis para recebe-la e concretizá-la no papel, seja ele um caderno, um rascunho ou até um guardanapo. Histórias que vem e vão, e aumentam nossa indagação de querer saber cada dia mais deste mundo louco e corrido, que apenas algumas pessoas observam a sutileza em viver entre bilhões.
Com este propósito surgiu o projeto “Praga de Poeta“, do escritor e poeta Victor Rodrigues. Entre uma conversa e outra, ouvindo músicos e lendo poemas, as ideias passaram pela cabeça de Victor, então ele resolveu reuni-las em seus versos, e compartilhar em sua rede.

Praga de Poeta” não é apenas um livro, e sim um projeto multimídia, que reúne poesia e interpretação visual em um único prospecto.

O primeiro vídeo, intitulado “Miniatura“, faz parte do primeiro volume dos três livros foi lançado no final do ano passado (dezembro/2013), e conta com o próprio Victor na produção, em parceria com a produtora, Mundo em Foco.
Para aqueles que querem conhecer mais o projeto e trabalho do poeta, poderão acessar o blog “Converso com Verso“, onde ele traz um compilado sobre o projeto, além de seus versos e poesias, descritos na íntegra. E àqueles que preferem a obra física em mãos, poderão enviar um e-mail ao poeta e obter seu livro.

Assistam abaixo o primeiro videoclipe “Miniatura”, incluso no livro “Praga de Poeta“:


Mais informações:Facebook | Blog | E-mailPor: Patrícia Visconti

[TOTAL FLEX] Música de qualidade e gratuita para agitar o seu fim de semana

O fim de semana está aí, e nada melhor do que aproveitá-lo com muita música, poesia e diversão. E para esses adeptos haverá um extensão de programas espalhados pela cidade de São Paulo, desde show gratuito no parque até sarau poético e musical na Avenida Paulista, e o melhor todos GRÁTIS.
Mas, sem mais delongas e confira nossa agenda cultural e a partir desta semana será todas as sextas, trazendo sempre alguma novidade cultural nesta cidade multifuncional.

Venha curtiu o som leve e descontraído de Vinicius Lopps em um ambiente mais aconchegante e livre ainda, no parque. Traga sua toalha, sua garrafinha de água e venha conferir e esse talentosíssimo artista que apenas quer mostrar seu som e contagiar a todos com a sua música. 
Serviço 
Dia: 22/Fevereiro/2014 (sábado)
Horas: 14:00 horas 
Onde: Parque da Juventude 
Endereço: Av. Cruzeiro do Sul, 2.630 – Santana São Paulo/SP 
Entrada Franca 
Concentração: Em frente a lanchonete entre as ETECs; 
Mais informação: AQUI;

________________________________________________________________

Também neste fim de semana, acontece o sarau temático na Casa das Rosas, com muita música e poesia para os fãs de poesias algum ‘botarem’ defeito, pois tem para todos os estilos, do Pop, Rock e Hip Hop, ou seja, todos poderão desfrutar de seu estilo de música favorita, com um ares poético, afinal é na Casa das Rosas, lugar onde a poesias e literatura tomam conta.
No sarau haverá apresentação de bandas e artistas jovens, com projeção e leitura de poemas, diversidade de expressões musicais e repertórios, eletrônico e acústico, do Rock ao Hip Hop. Espaço para expressão de novos talentos e o diálogo entre a música e a poesia. 
Serviço
Quando: 22/02/2014 (sábado) 
Horas: 19:00 horas
Onde: Casa Das Rosas
Endereço: Avenida Paulista, 37
São Paulo/SP
Mais informações:

[Caixa de Som] Glaucia Cris canta a guerra com astúcia e suavidade

Cantando a guerra, mas com sutileza e delicadeza, a carioca Glaucia Cris traz a música popular brasileira suas transpirações e inspirações, suavizando suas músicas com sua voz forte e alta.

Seu primeiro trabalho foi lançado em 2010, no EP “A Minha Força é Outra”, a primeira faixa a ser trabalhada foi “Caos Confusão”, que tomou tamanha proporção, atingindo um parâmetro maior do que apenas o nacional, ainda mais  pelos ocorridos recentemente, como manifestações, invasões e violência surgiu a inspiração do vídeo clipe lançado nas redes sociais.
O vídeo foi gravado de forma simples, com uma câmera na mão e muitas ideias borbulhando na cabeça, o clipe apresenta as questões de guerra e intolerâncias humanas são colocadas de forma delicada na tela.
Porém, a trajetória musical de Glaucia não começou hoje, pois a cantora inciou sua jornada ainda criança, aos seis anos de idade, onde ela já praticava acordes naquele que seria seu principal instrumento,o violão. Além de cantora e instrumentista, Cris é compositora.
Suas grandes inspirações na cena poética e musical vem de grandes ícones do gênero, destacando-se os principais,  Bandeira, Manoel de Barros, Vinícius de Moraes e Arnaldo Antunes, que foram os que

impulsionaram a cantora compôr suas primeiras letras. Outrossim suas inspirações de músicos nacionais e internacionais, que estão em atividade atualmente, como Calcanhotto, Chico, Caê, Bethânia, Camille, John Mayer, Gil, Donato, Tom, Irmãos Tatit, Ná, entre outros.

Mas, Glaucia nunca fica parada, ela está sempre em movimento, buscando novidades e inspirações para enriquecer sua carreira, carreira essa tão prazerosa, mas volúvel, então ela busca se inspirar em fatos do cotidiano, como as injustiças humanas, até mesmo,  pura e simplesmente pequenas questões do cotidiano, para construir suas canções.
2013 foi um ano de muita preparação e realização à cantora, já que ela preparava seu primeiro álbum, que trás a tona  a discussão sobre a guerra e suas dolorosas consequências.
O disco ainda não tem título e ainda não há data de lançamento, já que a multi artista encontra-se em estúdio gravado o mesmo, mas muito em breve um novo som estará surgindo para abrilhantar a música popular brasileira.

Enquanto isso, confira um desafio que a artista realizou na internet, onde seus fãs tinham que mandar histórias de suas vidas, para compôr uma de suas canções. Essa história foi inspirada na história de Camila Salgado Lacerda. Confira abaixo:

Conheça mais o trabalho de Glaucia Cris em seu site e em suas redes na web:

SiteTwitter | Facebook | Youtube | Google + | SoundCloudPor. Patrícia Visconti

[Total Flex] A poesia do jardineiro


Sempre o admirei. Por muitas vezes encontrei Ari Carlos Ferreira dos Santos trabalhando nos canteiros de Canoinhas-SC. Figura quase mítica na cidade, o jardineiro, além da habilidade e paixão por plantas, é um poeta de primeira.

Lembro da primeira vez que o entrevistei. Estava no Batalhão de Polícia Militar, cuidando das flores em uma estufa. Sujeito simples, com o olhar profundo e inocente, como uma criança que pede atenção. Lembro dos seus olhos, azuis, claros e brilhantes por detrás dos óculos. Falamos do seu processo de escrita.

Arcafes não estudou para isso. No auge da sua vida, foi topógrafo, em um tempo em que não era necessário diploma para exercer a função. Caiu aos poucos, por causa da bebedeira. E, agora, almeja subir aos poucos. “Ainda chego lá. Ainda dou a volta por cima.”

O destino ainda quis nos unir mais vezes: semanalmente, Arcafes escreve para o jornal Correio do Norte. Seus poemas/poesias trazem algo de essencial. Trazem a essência humana, a percepção do real por meio de uma visão completamente minimalista, mas não simplista. Uma visão complexa e, diria, completa do mundo.

Enquanto trabalha nos jardins públicos, a mente de Arcafes também trabalha a mil para desenvolver novos textos. Se a ideia é mesmo muito boa, nada custa tirar papel e caneta dos bolsos e anotar. Às vezes, confessa, escreve uma palavra que ainda não existe. Como descobre? Procura no minidicionário. Se não tem o verbete, é um neologismo. A ideia é justamente esta: apresentar aos outros as palavras que não são muito usadas, mas que dão sentido diferente à frase.
O sonho do jardineiro-poeta é escrever um livro. Na verdade, dois. Um com as poesias e outro com a sua biografia. Já tentou, mas o valor do investimento ainda é inviável. A voz calma e a serenidade das palavras mexem com o coração. Quem dera o jornalismo fizesse de mim uma pessoa rica para ajudar nessa realização. Afinal, o destino parece me dizer algo. Como uma missão, talvez. O que será?

[Caixa de Som] Gustavo Prafrente: Voz, violão e poesia

Foto por: Júlia Rocha
Aos 27 anos de idade a revelação do rock nacional Gustavo Prafrente apresenta um som intimista e delicado em seu segundo álbum, com lançamento previsto para início de 2014, também de forma independente como seu primeiro projeto.
Com batidas power-trio para apresentar suas novas canções, acompanhados por Juliano da Costa (Primos Distantes) na bateria e Fernão Spadotto (Assopro) no contra baixo estreando junto com Prafrente, que empunha sua guitarra e juntos criam uma sonoridade própria.

Mesclando momentos calmos, onde o cantor deposita voz e poesia, e depois com outros aonde o trio cria uma dinâmica sonora, fortalecendo a essência musical e criativa deste disco.
Uma música para ouvir e esquecer do mundo, refletindo sua origem e vitalizando a musicalidade encontrada na cena alternativa nacional e internacional, de forma poética e original, em que a voz e o violão são os instrumentos fundamentais do show.
Confira o videoclipe da música “Quando sinto falta de você amor” que foi lançado no início deste ano.

Gustavo anda realizando diversas apresentações pelo Brasil, na quarta-feira (27), ele fez show no Baixo, situado na região central de São Paulo, promovendo seu novo trabalho. Para saber mais sobre a agenda do músico, fiquem ligados no Facebook dele, já que Prafrente está sempre conectado compartilhando novidades sobre seus novos projetos.Por: Patrícia Visconti

[Total Flex] A Poesia e a música vão invadir a zona norte

Esta semana é dia sarau musical poético, para encerrar o mês de novembro com poesia e música, já que nesta quinta-feira, dia 28 de novembro terá o segundo Sarau Musical, realizado pela Infinity Events, no Santa Sede Rock Bar, a “casa de rock” na zona norte.

Por isso se todos estão convidados à irem ao evento, pois será ‘open mic’, ou seja, poetas e músicos, terão a  oportunidade de apresentar suas ideias e poemas aos amantes da poesia e da boa música. Então se você canta ou escreve poesias, está é a sua vez!

Não fique ai parado e compareça no 2º Sarau Musical da Infinity, essa será uma noite bastante agradável, com poemas e um som de primeira.

Confira o flyer do evento abaixo:

Serviços
2º Sarau Muiscal da Infinity
Dia: 28/Novembro/2013
Horas: 20 às 23 horas
Local: Santa Sede Rock Bar
Endereço: Avenida Luiz Dumont Villares, 2104
Parada Inglesa – São Paulo/SP
Site: www.santasedebar.com.br
Telefone: 2639-0259

Mais informações acesse a fanpage do sarau e a página de eventos no Facebook;

Por Priscila Visconti (orgulhosa por mais um trabalho realizado)