Arquivo da categoria: websérie

[WEBTV] Cascão se transforma em “Aranhinha” em Mônica Toy

Essa semana foi exclusiva à ele, ao Cabeça de Teia mais legal da vizinhança, ou melhor, o Homem-Aranha, e como vocês acompanharam aqui no site, rolou vários posts especiais à sua estreia no cinema, que aconteceu na última quinta-feira (6), com SpiderMan – Homecoming, e para fechar essa semana, não ele foi destaque, apresentamos um vídeo para lá de fofo, que a Mauricio de Sousa Produção em parceria com a Sony Pictures fez ao teioso. Continuar lendo [WEBTV] Cascão se transforma em “Aranhinha” em Mônica Toy

[WebTV] 13 Reasons Why ganha versão nacional sobre o caso do garoto desaparecido no Acre

13 Reasons Why estreou em pouco tempo, mas já é sucesso na Netflix, e tudo que exita muito rápido ganha versões e paródias, em uma versão bem peculiar da série.

Continuar lendo [WebTV] 13 Reasons Why ganha versão nacional sobre o caso do garoto desaparecido no Acre

[Total Flex] Chaves e Chapolin está no Bairro do Limoeiro para uma participação no Mônica Toy

A série Mônica Toy que foi lançada em 2013, e já vem se alastrando mais de um bilhão de visualização em todo Brasil, além de ter distribuição em inglês e espanhol, se encontrou com outra turma para lá de especial, e bastante famosa entre os brasileiros, nos próximos dias o canal da Turma da Mônica, no YouTube, contará com a participação dos personagens Chaves e Chapolin, vai fazer muito marmanjo voltar a ser criança, pois é muita infância para apenas um vídeo. Continuar lendo [Total Flex] Chaves e Chapolin está no Bairro do Limoeiro para uma participação no Mônica Toy

[Cabine da Pipoca] Nerds mais vivos do que mortos

Vocês já imaginaram unir zombies e nerds em uma única tela, em uma única série?

Apesar, tanto zombie quanto nerd atualmente está na “moda” e atrai milhares de fãs em todo mundo.

Mas não foi muito bem pensando nisso que o Nerd of  the Dead foi criado, muito pelo contrário, já que o diretor Chris Tex nem fã de zombie é, mas por inspirações e por vontade de mostrar um outro desses mortos vivos, ele resolveu dar vida a uma websérie, que mistura comédia com ação e desmistifica toda a lenda de terror que outras séries e livros já transmitiram.

Confira a entrevista que Chris concedeu ao Barquinho Cultural, a primeira da nossa Cabine da Pipoca de 2013, e conheçam mais sobre esse projeto sem data de estreia, mas que promete ser bastante divertido.

1- Como surgiu a ideia de criar uma websérie sobre zombies nerds?

A ideia surgiu no set de filmagem do nosso último curta–metragem, “John Feldman e a Moto”, que foi filmado há 9 meses. O conceito partiu de uma conversa entre eu, o Rodrigo, produtor da série, e meu assistente de direção, Dante Vescio, que pensávamos em fazer um longa- metragem chamado “Carnival of the Dead” – três histórias, cada uma dirigida por um de nós. Mas a ideia era muito ambiciosa. No entanto, ainda existia o desejo de fazer algo inspirado nessas ideias. Sendo assim, escrevi o roteiro de “Nerd of the Dead” junto com o Rafael Baliú e arriscamos em fazer um conteúdo de boa qualidade para a internet.

2- Quando e onde vocês se conheceram? Foi através de testes para a série, ou vocês já se conheciam muito antes disso?

A maioria das pessoas da equipe foi durante a faculdade de cinema. Os atores com exceção do Rodrigo foi no curso de teatro.

3- O que influenciou vocês a criar a série? E por quê?

Eu nunca fui muito fã de zumbi, por isso queria fazer essa série para tentar retratar os zumbis de outra forma, menos voltada na sobrevivência e mais na liberdade social diante de um apocalipse. Minhas grandes referências sempre foram, desde o meu primeiro curta-metragem, o Edgar Wright, de “Shaun of the Dead” e principalmente a estilização dos animes e mangás. Também tive como base o filme “Old Boy” do Chan-Wook Park e o diretor Zack Snyder e o filme Kick-ass. Foi um processo interessante, porque tive que mergulhar fundo no universo zumbi. Assisti as obras do Romero, na qual descobri “Day of the Dead” que é uma obra prima. Já tinha interesse pela série “The Walking Dead” e o que mais me surpreendeu recentemente foi “Juan de los Muertos”, uma excelente comédia cubana sobre zumbis. Após termos filmado algumas partes da série, assisti “Zombieland”, que me despertou várias ideias. Quem sabe em uma segunda temporada, se tudo der certo.

4- Quantos episódios serão exibidos?

Serão 4 episódios de aproximadamente 20 minutos cada.

5- Vocês pensam em transformá-la em um longa ou curta metragem?

A série é totalmente cinematográfica. Possui planos complicados e foi filmada com a RED, uma das novas câmeras do cinema digital, o que me possibilita tirar um formato em 4k para passar nas telas do cinema. No entanto, a estrutura da série não é de um longa, por mais que a primeira temporada tenha quase a duração de um longa-metragem. Não sei como isso seria resolvido na montagem. Cada episódio é praticamente um curta. Acho que se fosse fazer algo, com certeza seria um longa-metragem com o material que temos em nossas mãos.

6- Vocês tem algum apoio promocional, financeiros para divulgar e dar continuidade ao projeto? Como vocês fazem para bancar a série?

Não temos nada. Somos os únicos investidores da série. Eu gastava todo meu salário durante esse último ano pra fazer a série e ainda gasto. Espero que em breve essas coisas mudem rs.

A equipe do NOTD estão com o projeto no Catarse para finalizar a quarta temporada da série, portanto quem puder colaborar, basta acessar o link do projeto e contribuir para que a produção não pare, e eles possam lançar em breve a série.

7- Os vídeos serão postados no Youtube, certo? Mas como será a divulgação dos capítulos da série? Compartilhamentos, virais, hotsite…

Serão postados no Youtube e provavelmente no canal do omelete nossa parceira na divulgação. Nossa maior arma são os meios virtuais como Facebook, Twitter, blogs e etc. Não são tão fortes como a TV, mas com certeza causa um barulho se for bem divulgado nas mídias sociais.

8- Vocês já pensam em expandir a série para versões em outras regiões, como NOTD – RJ ou MG…? Já que a série foi toda gravada em SP, certo?

Com certeza. Se der tudo certo as outras temporadas vão se passar em outros lugares do Brasil.

9- A série já têm data de estreia? Quando?

Ainda não. Mas provavelmente  meio ou fim de abril.

10- O que vocês planejam para o futuro do Nerds of the Dead?

Esperamos que as pessoas entendam nossos esforços, que é uma série independente e que seja uma sucesso para podermos dar continuidade a um projeto ambicioso e inédito no Brasil. 
Ficha Técnica

FOTOGRAFIA: César Ishikawa 
ARTE: Pedro Catellani & Luisa Doria
DIRETOR DE SOM: Maurício Zani
FIGURINO: Abílio Dias
MONTAGEM: Daniel Weber & Chris Tex
PRODUÇÃO DE SET: Guilherme Ricci
TRILHA SONORA ORIGINAL: Cabíria Áudio
MOTION DESIGNER: Francis Girard
EFEITOS VISUAIS: Caio Zilli
FINALIZAÇÃO: Daniel Weber
ASSISTENCIA DE DIREÇÃO: Dante Vescio
ROTEIRO: Rafael Baliú & Chris Tex
PRODUÇÃO: Rodrigo Gasparini
DIREÇÃO: Chris Tex
ELENCO: PEDRO CARVALHO, DAIANE BUGATTI ,RODRIGO GASPARINI e GUILHERME LOPES.
Contato
É isso ai, pessoal até semana que vem com alguma dica, com estreia ou até mesmo uma entrevista sobre a sétima arte.