Arquivo da tag: diferente

Cia Solilóquios Espessos estreia em um espetáculo diverso e contemporâneo

Credito_Vinicius_Santos_4
Foto por Vinicius Santos

Em tempos em que os jovens pouco vai aos teatros, a não ser em algumas exceções, a Cia Solilóquios Espessos apresenta o espetáculo que baseado no poema de Herácliton Caleb, “Café“, trazendo um romance juvenil e adentra a fase adulta. Com estreia a partir de Setembro, no Teatro Nivaldo Santana, em Osasco, região metropolitana de São Paulo.

Continuar lendo Cia Solilóquios Espessos estreia em um espetáculo diverso e contemporâneo

[8 Bits] South Park: The Stick of Truth – Relembre um dos melhores Games!

south-park-the-stick-of-truth

E o ano de 2014 vai nos deixando, com muitas festas e lembranças para guardar e principalmente, os games que vieram e que deixaram sua marca. Hoje vamos falar de um que chamou pela sua atenção, não só pelo enredo bem feito, mas pela falta de barreiras.

Sim, estamos falando de South Park: The Stick of Truth!

Para os que conhecem não só o game, mas o desenho, South Park é conhecido por não possuir barreiras ou limites para piadas ou comentários, sendo um desenho bastante criticado e até visto de maneira negativa, e talvez por isso que o torne tão famoso nos dias de hoje. E devemos dizer, o game não fugiu a essa regra.

A mecânica do jogo é como um clássico RPG, onde o jogador deve escolher uma classe específica que irá acompanhá-lo por todo o jogo. Mas, o bizarro do jogo é que existe a classe de judeu no mesmo. Não apenas isso, ele aborda qualquer tipo de assunto de uma forma cômica e sádica, o que reforça a ideia de que o game não possui limites para suas piadas.

Além do mais, devo ressaltar que, o jogo NÃO possui qualquer ligação com racismo, preconceito ou indiferença seja lá em qualquer assunto. Pelo contrario, não passam de meras piadas, onde o jogador deve entender que, o que for dito, não deve ser levado em conta para ele. Afora estes detalhes de terceiros, o jogo é garantido de muitas risadas, nostalgia para os fãs da série e diversão sem horas.

Por: Daniel Barris