Arquivo da tag: musica independente

[CAIXA DE SOM] TRÊS CLIPES INDEPENDENTES PRA FAZER SEU DIA FELIZ

A verdade é que não dá para fugir. Um bom vídeo no Youtube é hoje uma das melhores vitrines da música. É a nova (nem tão nova assim) MTV. Por isso, hoje eu resolvi mostrar alguns clipes que têm me emocionado por aí. Continuar lendo [CAIXA DE SOM] TRÊS CLIPES INDEPENDENTES PRA FAZER SEU DIA FELIZ

Anúncios

[CAIXA DE SOM] Mary Luz lança clipe de “Me Ensina”

A cantora fala sobre o processo de produção e revela como é ser uma artista independente.
A cantora fala sobre o processo de produção e revela como é ser uma artista independente.

A paulistana Mary Luz, de 19 anos, começou a compor em 2013, mas somente um ano depois investiu mais em suas canções autorais. Antes de lançar o EP “Velejando no Afeto”, em 2015, ao qual pertence “Me Ensina”, Mary já tinha uma forte relação com a música. “Eu fazia alguns covers, continuo fazendo quanto tenho tempo, mas de 2014 pra cá tenho trabalhado nas minhas canções”, afirma.

maxresdefaultA música “Me Ensina” é a primeira faixa do EP, além de ser a composição primogênita da cantora, por isso foi escolhida para o primeiro clipe, lançado no último domingo, dia 6. “Ela teve uma boa repercussão, é aquela letra que pede um clipe, sabe?”, explica. Para a gravação, ela contou com a ajuda de uma equipe: o namorado Edson Fell e os amigos Henrique Schettine, Jeisy Beals e Douglas Alonso. O roteiro é de sua autoria. “O Edson e o Henrique foram responsáveis pelas filmagens e edição, a Jeisy e o Douglas foram os atores amadores, mas que se saíram muito bem”, conta.

12631488_556384904526519_4960282730360348154_nO clipe tem uma ideia simples, mas bem executada. Mary admite que o processo foi puxado. Foram dois dias de gravações, um para as cenas externas, feitas na Avenida Paulista, e um para as internas, em um apartamento alugado. “Consegui produzir esse clipe com ajuda da galera que topou se doar sem fins lucrativos e com o meu investimento, afinal, não sou patrocinada”, explica.

Ela confessa que o resultado superou as suas expectativas, apesar de ser muito perfeccionista. “Eu tô encantada ainda”, revela. Agora, para a divulgação dele, Mary diz que pretende investir em anúncios e conta com o apoio de páginas e amigos. “Pretendo usufruir de todos os meios de divulgação que eu conseguir”, afirma.

photoEla reconhece a dificuldade de viver da música, por isso divide o tempo entre o trabalho e a faculdade de psicologia, sua outra paixão. “A música é vida. Invisto nisso não só para, um dia, poder viver dela, mas para disseminar sentimentos e reflexões”, conta. Mary se inspira na cantora Maria Rita, mas confessa que a sua maior influência, com a qual sonha em dividir o palco, é Adriana Calcanhoto. “Amo essa mulher”, brinca.

A produção musical independente tem suas vantagens e desvantagens. A internet é uma ferramenta fundamental nesse processo, porque permite que o conteúdo tenha um longo alcance, mas a grande quantidade de informação disponível na rede faz com que nem todos se destaquem da mesma forma. Embora seja difícil investir no trabalho sem a ajuda de um patrocínio, Mary conta que o aprendizado é a melhor recompensa. “Você aprende muito, desde a composição, até a produção. Isso não tem preço”, finaliza.

Assista ao clipe abaixo:

 

Quer saber mais sobre a cantora? Confira as redes sociais dela:

Youtube  | Facebook  | Instagram  | Download gratuito do EP “Velejando no Afeto”

Por: Fernanda Pereira