Lourenço Mutarelli e Denys Cowan vão marcar presença na CCXP 2017

Hoje é dia de literatura, mas como neste final de semana teve um alastro de anúncios da CCXP, então vamos unir o útil ao agradável e falar desses anúncios, afinal quadrinhos também é literatura e falar de Comic Con Experience é sempre uma honra e da bastante ibope aqui na nossa embarcação, então let’s start e vamos ao que interessa, porque além desses dois feras dos quadrinhos que são o norte-americano Denys Cowan e o brasileiro, renomado e premiado Lourenço Mutarelli, ainda tem anúncio feminino, mas vamos começar, porque hoje vai ter CCXP aqui no OBC.

O primeiro anunciado foi o norte-americano, que está vindo a primeira vez ao Brasil, e na CCXP – Comic Con Experience, Denys Cowan, que é desenhista e animador, foi produtor da série animada Super Choque, Cowan também é cofundador da Milestone Media, selo publicado pela DC Comics com criadores negros.

Denys fez diversos títulos como Batman: Lovers & Madmen, Blind Justice, Dominique Laveau: Voodoo Child, The Black Panther: Flags of Our Fathers, The Question, Hardware e Static Shock, conhecido no Brasil como Super Choque. Sendo um dos personagens mais amados desse universo, Static Shock deu origem à série animada homônima que liderou ranking de animações, sendo a única da época não produzida pela Nickelodeon, tendo sido indicada ao Emmy, com direção e produção de Cowan.

Será um prazer imenso receber um artista internacional do nível de Denys Cowan na CCXP 2017. Os fãs podem esperar por um encontro incrível para falar sobre uma das séries que fez mais sucesso entre os jovens brasileiros na TV“, comenta Ivan Costa, sócio do evento e curador da área de quadrinhos.

O artista foi VP Sênior de animação na BET Networkd, responsável pela croação, desenvolvimento e produção de programação da rede, incluindo a produção da temporada de estreia da série animada The Boondocks, ainda ele responsável por vários shows da Fox, ABC, Disney e Nickelodeon, além do personagem de Henri Ducard, interpretado por Liam Neeson em Batman Begins.

Os últimos trabalhos de Denys foi ilustrar a graphic novel Django Unchained, que foi inspirada pelo filme vencedor do Oscar de Quentin Tarantino, com artes especiais para a série Shaft da Dynamite, o filme John Wick 2, o Mace Windu: Jedi of The Republic e o The Black Racer & Shilo Norman #1 para a DC Comics. Cowan é vencedor do Humanitas Award e já foi nomeado ao Eisner, o Oscar dos quadrinhos.

O segundo anúncio, é um brasileiro, renomado e premiado, um dos grandes nomes dos quadrinhos nacional, o mestre Lourenço Mutarelli, que confirmou sua presença e estará na CCXP no primeiro dia do evento (07/12) para sessões de autógrafos e também outras atividades que serão divulgadas em breve, e também se o autor estará nos demais dias, ou só na abertura da comic con.

Lourenço Mutarelli começou sua carreira como desenhista, com 12 álbuns publicados, Transubstanciação (1991), Desgraçados (1993), Eu te amo Lucimar (1994), A Confluência da Forquilha (1997), Sequelas (1998), O Dobro de Cinco (1999), O Rei do Ponto (2000) e a Soma de Tudo volumes 1 e 2 (2001, 2002), que integram sua última obra em quadrinhos pela Companhia das Letras, Diomedes, a Trilogia do Acidente. Além disso, vieram depois: Mundo Pet (2004), A caixa de Areia (2006) e Quando Meu pai se encontrou com o ET fazia um dia quente (2011).

“Lourenço Mutarelli é um dos principais nomes dos quadrinhos brasileiros, por isso é uma honra recebê-lo e poder celebrar sua carreira ao lado dos fãs na CCXP 2017”, comenta Ivan Costa, sócio do evento e curador da área de quadrinhos.

Mutarelli é responsável por grandes obras editoriais nacionais como, O Cheiro do Ralo (2002), que foi adaptado por Heitor Dhalia em 2006, e O Natimorto (2004), obra que inspirou um filme de Paulo Machline em 2009, além disso, Lourenço foi autor dos livros Jesus Kid (2004), A Arte de Produzir Efeito sem Causa (2008), Miguel e os Demônios (2009), Nada me faltará (2011) e O Grifo de Abdera (2015).

O escritor também é ator e teve papéis em diversas obras, como Cidade do Tesouro (2003), O Cheiro do Ralo (2006), Pugile (2007), Antônio Pode (2007), Natimorto (2009), É Proibido Fumar (2009), Que Horas Ela Volta? (2015), O Escaravelho do Diabo (2016) e Elon Não Acredita na Morte (2016). Ele também escreveu sete peças de teatro, cinco delas reunidas no livro O Teatro de Sombras,  de 2007, e uma minissérie para internet Corpo Estranho, atualmente Mutarelli trabalha em um novo projeto como dramaturgo, Sobre Projeções Mentais e em um novo romance, o Livro IV e/ou O Filho mais Velho de Deus.

Quem curte as obras desses feras, Denys Cowan e Lorenço Mutarelli, poderá vê-los na quarta edição da CCXP – Comic Con Experience, que acontece nos dias 7 a 10 dezembro, no Expo São Paulo, os artistas estarão aberto aos fãs de admiradores no coração da comic con, Artist’s Alley, conversando e distribuindo autógrafos durante o evento.

Por Priscila Visconti

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s