República Popular: A cultura amazonense com uma pitada de Rock and Roll

Rep_blica_Popular_3_cr_dito_Carlos_Eduardo_Pessoa
Foto por Carlos Eduardo Pessoa

Os amazonenses Viktor Judah, Vinítius Salomão, Igor Lobo e Sérgio Leônidas formam a República Popular, uma banda que apresenta uma sonoridade bastante regional, mas com muitas influências do Rock and Roll, gênero favorito e qual os integrantes tiveram o primeiro contato musical, e tema muito presente nas composições do grupo, somados ao pop, indie e folk.

A banda já possuí uma trajetória em sua carreira, com dois projetos lançados, e o novo disco prestes em produção com lançamento para 2018.

16298869_1367862546619193_3014971157922553186_n
Foto por Romulo de Sousa

Debutaram em 2015, com o álbum “Aberto Para Balanço“, o disco têm características fortes dos sons regionais do norte do país, produzido de forma independente e masterizado e mixado por Lisciel Franco, no Rio de Janeiro. No ano posterior eles lançaram o segundo trabalho, um EP de “7 faixas e 8 mulheres: LIS”, com influências do pop e transitando por outros estilos musicais, numa dinâmica distinta do projeto anterior, mas ainda seguindo a ideologia da República Popular, em ser autorais, autênticos e multi-instrumentistas. Em 2017, o grupo trabalhou bastante em cima do projeto, lançando e divulgando singles deste, além de produzir o novo compacto.

Húmus“, título dado ao novo álbum da banda, será duplo e promete mostrar uma música mais regional da Amazônia, porém dando uma nova perspectiva. Com referências da MPB a música eletrônica, esse trabalho têm pretensão de pôr o Amazonas em foco da cena nacional, mostrando misturas de Caetano e Bon Iver, agregando e compondo a sons típicos do norte do Brasil, com canções que tocam na alma, cantando os amores e desamores, sonhos e desilusões, levando o público a refletir e pensar em cada momento e fase de sua vida.

Cada personagem desses ambientes que construímos possui seus próprios conflitos e suas maneiras de lidar. Sendo assim, contrastes de amor e desilusão, depressão e superação estarão presentes por todo o disco refletindo fases, momentos e locais de um indivíduo“, conta Vinítius Salomão, vocalista e guitarrista.

Rep_blica_Popular_NVMFDA2
Foto por: Divulgação

A República Popular traz a verdadeira essência do pop-rock nacional, numa pegada bastante cativante e revigorante, que caminha do underground ao regional, mostrando suas origens e raízes, mas sendo eles mesmos, com suas influências e anseios em propagar a cultura amazonense em forma de arte e poesia.

Confira abaixo o videoclipe de “Não vem me falar de amor” (NVMFDA), primeiro single integrado no novo álbum da banda:

Para conhecer mais sobre a RP acesse:

Site | Facebook | Instagram | Youtube

Por Patrícia Visconti

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s