Elenco de Guardiões da Galáxia fazem carta aberta em apoio à James Gunn

guardi es da gal xia vol 3 dire o capa

O elenco de Guardões da Galáxia divulgou nesta segunda-feira (30), uma carta aberta defendendo James Gunn, que foi demitido pela Disney depois que foram resgatadas publicações antigas em seu Twitter com piadas ofensivas. Em defesa ao diretor, o protagonista do longa Chris Pratt, publicou em seu Instagram um texto afirmando que pessoalmente gostaria que Gunn voltasse à direção do filme.

Mas, a Disney diz que não voltará atrás na demissão, não planejando recontratar James Gunn, mesmo com a pressão popular, manifestada através de uma petição online que já angariou quase 400 mil assinaturas, e com a carta aberta assinada pelo elenco principal da franquia Guardiões da Galáxia.

A Disney não planeja ceder no caso James Gunn – o cineasta foi demitido recentemente do comando de Guardiões da Galáxia Vol. 3 por publicações de quase uma década. Assim, indo de encontro ao clamor generalizado dos fãs e da comunidade cinematográfica, a Disney não pretende recontratar Gunn.

elenco guardioes2

O estúdio ainda, reconheceu o peso da declaração conjunta emitida por Chris Pratt, Zoe Saldana, Vin Diesel e cia., uma bombástica carta aberta que deixou no ar a possibilidade de um rompimento entre as estrelas e a Disney.

Todavia, a Disney não está de fato preocupada com a tensão gerada porque todos os atores que participaram do comunicado estão sob contrato. Assim, na pior das hipóteses para a Disney, a companhia entraria em rota de colisão judicial com todos os astros de Guardiões da Galáxia por quebra de contrato e provavelmente levaria a melhor nos tribunais. Portanto, tudo indica que o estúdio segue no controle da situação.

Já os próximos passos do diretor James Gunn, por sua vez, são tão incertos quanto o futuro de Guardiões da Galáxia Vol. 3, pois uma vez que a Disney deve cortar todos os laços com o cineasta, é altamente improvável que a produtora venha a utilizar o roteiro que o diretor que já havia entregue. Então desse modo, o estúdio do poderoso Mickey Mouse terá que encontrar um novo realizador e escritor para a terceira aventura dos mercenários liderados pelo Senhor das Estrelas (Chris Pratt). Logo, a possibilidade de que o lançamento de Guardiões da Galáxia Vol. 3, originalmente marcado para 2020, também seja adiado não pode ser descartada.

O estúdio ainda não anunciou oficialmente quando Guardiões da Galáxia – Volume 3 deve estrear, mas em algumas entrevistas, Gunn havia afirmado que isso se daria em 2020 e que ele estava trabalhando no roteiro da produção. Seus dois filmes anteriores foram um sucesso: o primeiro arrecadou 773 milhões de dólares ao redor do mundo e o segundo, 863 milhões de dólares.

Confira abaixo a carta escrita pelo elenco de Guardiões da Galáxia em apoio à James Gunn:

IMG 0963

“Nós apoiamos completamente James Gunn”, diz a carta aberta, publicada também no Instagram de outros atores da saga, como Zoe Saldana, Vin Diesel, Dave Bautista, Karen Gillan, Sean Gunn e Pom Klementieff, e assinada ainda por Bradley Cooper e Michael Rooker. “Nós ficamos chocados com sua demissão abrupta na semana passada e esperamos esses dez dias para responder para que pudéssemos pensar, rezar, ouvir e discutir.”

Em seguida, a carta faz referência a um abaixo-assinado online que pede a volta de Gunn à direção da franquia – que já conta com mais de 330.000 assinaturas. “Nesse intervalo, nós nos sentimos encorajados pelos fãs e membros da imprensa que gostariam de ver James de volta como diretor do Volume 3 (o terceiro filme da saga, que está em pré-produção), assim como desencorajados por aqueles que foram tão facilmente levados a acreditar nas bizarras teorias da conspiração sobre ele.”

Gunn foi demitido depois que apoiadores do presidente americano Donald Trump, a quem o diretor critica constantemente nas redes, resgataram mensagens antigas com piadas sobre estupro, pedofilia e aids publicadas em seu perfil no Twitter. Em uma das postagens, Gunn dizia: “Rir é o melhor remédio. Por isso eu dou risada de pessoas com aids”. Ao anunciar a demissão, a Disney afirmou que as publicações eram “indefensáveis e inconsistentes com os valores do estúdio”. Gunn, por sua vez, afirmou que entendia a decisão.

groot

Por Priscila Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s