Gustavo Steinberg conta como foi a produção e de onde surgiu a inspiração para a animação “Tito e os Pássaros”

tito-and-the-birds-scene-22

A animação nacional “Tito e os Pássaros” ganhou uma exibição especial durante a quinta edição da CCXP 2018. Com direção de Gustavo Steinberg, André Catoto e Gabriel Bitar, a trama traz de forma lúdica e sútil a imersão do mundo com seus medos e aflições.

Uma produção que demorou quase dez anos para ficar pronto, desde o planejamento, recursos de investimento, escolha do elenco, gravações, tudo muito planificado, seguindo fielmente o cronograma estipulado pela produção do longa.

E este tema, um pouco distinto, mas muito comum nos dias atuais, tem como plano atingir os adultos, porém num foco com diálogos com crianças, e isso gerou diversos desafios, “mas acredito que a escolha de transformar o medo numa doença que “pega” e que gera transformações físicas – que foi o ponto de partida para a história – foi uma escolha bem acertada“, comenta o diretor Gustavo Steinberg. Sempre visando pautas aonde o medo é o centro, desde “o medo transmitido e instigado pela mídia, ficou embutido dentro dessa metáfora de forma bastante clara, mas sem ficar pesado“, completa Steinberg.

tito-and-the-birds-scene-16

Além do mais, a grande inspiração para essa produção sem dúvida foi ‘Goonies’, de 1985, do diretor Richard Donner, por apresentar uma mistura subversiva ao gênero, qual Gustavo tinha convicção de que era possível fazer um filme divertido para crianças apesar de elementos fortes e um assunto tão denso quão este abordado, por isso foi criado um problema social para abordar e adaptar a trama, no caso se utiliza da metáfora do surto, a doença do medo.

Para a escolha do elenco, Steinberg debateu junto com Cássia Guindo (produtora de elenco), sobre alguns atores que poderiam interpretar tais personagens, como Denise Fraga (Rosa), Matheus Nachtergaele (Dr. Rufus) e Mateus Solano (Alaor Souza), e felizmente eles toparam na hora. Enquanto para o casting infantil, foram testes até chegarem aos selecionados.

A primeira exibição nacional de “Tito e os Pássaros” aconteceu durante o último Anime Mundi 2018, lhe rendendo o prêmio de melhor longa infantil, e este também é o único filme nacional a concorrer uma vaga ao Oscar 2019.

tito-and-the-birds-scene-09

Estamos entre os 25 disputando uma vaga entre os 5 indicados. E a disputa é bem grande, porque há muitos filmes de estúdios bem fortes esse ano. Mas é uma honra estar nessa lista“, explica o diretor. Além do mais, a animação foi indicada para o Annecy, festival de cinema de animação realizado anualmente na cidade de Annecy. Todavia, “cada indicação e cada festival é um passo a mais para que as pessoas fiquem sabendo e assistam ao filme – que é o que realmente importa“, completa Steinberg. Além disso, o filme foi a primeira animação brasileira a ser selecionada e teve sua estreia norte-americana durante o Festival Internacional de Cinema de Toronto (TIFF).

Tito e os Pássaros” tem previsão de estreia nos cinemas dia 14 de fevereiro, no Brasil, mas no dia 25 de janeiro, o longa chega às telonas nos Estados Unidos. Uma animação inigualável e perspicaz, que traz elementos da cultura dos adultos mas numa linguagem lúdica e ingênua, mostrando quão os momentos rotineiros da vida, podem ser grandes aventuras à ser enfrentadas.

Tito and the Birds (Tito e os Pássaros) – trailer of the feature film from Bits Productions on Vimeo.

Mais informações: Site | Facebook | Instagram

Por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s