Cine Belas Artes pede apoio aos frequentadores do espaço para não fechar as portas

fachada-belas-artes-1

O contrato do Cine Belas Artes com a Caixa Econômica Federal encerrou-se em Dezembro de 2018, e o cinema poderia usar o nome do banco como cortesia por até dois meses, enquanto renegociavam o contrato, porém isso não aconteceu, e um dos únicos cinemas de rua da capital paulista pode fechar as portas, se não houver uma empresa que patrocine o espaço logo. E a partir desta quinta-feira (28), o cinema deixa de exibir o logo da Caixa em sua faixada.

O Cine Belas Artes foi inaugurado em Julho de 1967, todavia esse local destina-se a exibições de películas a quase uma década antes de sua inauguração. Na década de 1980 ganhou divisão de seis salas, que até hoje existem por lá, batizadas com grandes nomes de artistas nacionais, tais como Villa-Lobos, Candido Portinari, Oscar Niemeyer, Aleijadinho, Mario de Andrade e Carmen Miranda.

belas-artes

Seu foco é trazer uma programação alternativa, longe daquelas exibidas nos cinemas de shopping centers e blockbusters hollywoodianos, mesclando com filmes de nacionalidades diversas e exibindo-os por um período relevante em suas salas, dando visibilidade para que todos os amantes da sétima arte possam conferir tal lançamento. Tanto que isso fez do Cine Belas Artes um dos mais importantes pontos de encontros de intelectuais e artístico de São Paulo.

Todavia, essa não é a primeira vez que o cinema sofre com uma perda, já que em 2011, o Belas Artes teve suas portas fechadas, após negociações falhas por um longo período, aonde os frequentadores se uniram para somar uma petição de 90 mil assinaturas, realizando a maior mobilização já feito no Brasil em defesa a um patrimônio cultural, no entanto, o espaço permaneceu aberto, exibindo uma diversidade do universo cinematográfico mundial.

Em 2013, o então Caixa Belas Artes teve sua fachada tombada pelo patrimônio histórico estadual, e no ano seguinte, em apoio a mobilização dos cinéfilos e frequentadores do espaço e a Prefeitura de São Paulo, o coletivo ASAS.BR.COM – um colaborativo internacional de inteligência criativa fundado pela cineasta Paula Trabulsi – e o apoio do banco, o Belas Artes pode finalmente reabrir as portas.

Caixa-Belas-Artes-fachada-cred-Let-cia-Godoy
Foto por Letícia Godoy

Porém, esse contrato acabou no final de 2018, e o banco não tem mais interesse em continuar o patrocínio com o espaço de cinema, e seus curadores pedem qualquer sugestão daqueles que salvaram o Cine Belas Artes há alguns anos atrás do fechamento, para não perder essa memória dedica as artes cinematográficas, para que o espaço se mantenha.

Agora neste ano, estamos em busca de um novo PATROCINADOR e caso você, cliente querido, tenha alguma sugestão, envie para nós ou marque o @ neste comunicado oficial. É fundamental conseguir um novo parceiro!“; comentou o Cine Belas Artes em sua página no Facebook.

O Cine Belas Artes é um espaço de cinema especial para a capital paulista, pois lá traz dissemelhantes obras do cinema ao redor do mundo, com cunho social, culturais, políticos, que preza pelo debate e reflexão. Além dos especiais de grandes diretores, dos noitões que ele proporciona e de sua programação com mais de 18 filmes em cartaz distribuídos em suas salas.

Este que é um símbolo de resistência às tormentas por mais de cinco décadas e eleito pelo terceiro ano consecutivo o “Melhor Cinema de Rua” da capital paulista pelo voto popular, pelo Guia da Folha de São Paulo, além de também está em primeiro lugar nas categorias de “Melhor Programação Alternativa”, “Melhor Sala de Cinema”, “Melhor Sala para Casal” e “Melhor Atendimento ao Público”.

Então, um espaço tão imponente para o cinema e para a cultura na cidade e também, no país e no mundo, não pode deixar de existir, por negociações frustradas de patrocinadores que não querem revogar seus contratos, o Cine Belas Artes precisa existir e a cultura cinematográfica mundial não pode estar seleta para apenas algumas pessoas, têm de ser ampla e direcionada à todos, pois o maior cinema de rua há de continuar enquanto houver resistência e luta pela arte e a cultura.

53340204-2044114692304137-9148380915729170432-n

Há até uma petição online, organizada pelos frequentadores do espaço, para que o Cine Belas Artes permanece vivo e aberto ao público.

Para mais informações acesse: Site | Facebook | Instagram

Por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s