‘Judy’ – Um drama que mostra muito além do arco-íris na vida de Judy Garland

x-MV5-BMTQ3-Nz-Qx-Mz-E2-Ml5-BMl5-Ban-Bn-Xk-Ft-ZTcw-MTk4-NTkx-NA-V1-SY1000-CR0013701000-AL-jpg-pagespeed-ic-k0-J0-C0g-AKz

A história do Mágico de Oz todo mundo já conhece, mas por trás daquela garotinha feliz e realizada de ter sido uma referência a tantas outras crianças daquela época, traz um drama de submissão, autoridade, fama permeada pelos efeitos de drogas e álcool, que a transformou numa mulher que cresceu sem saber de verdade o que é o amor. Essa trama trata-se da vida de Judy Garland (Renée Zellweger), a menina prodígio que deixou a fama dominar sua vida e acabar com suas realizações pessoais.

“Judy – Muito Além do Arco-Íris” chega aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira, e mostra Renée Zellweger interpretando majestosamente Judy Garland, com performances inigualáveis, fazendo-a encarnar a de corpo e alma, os últimos anos de vida da protagonista do clássico O Mágico de Oz. Em um drama intenso, repleto de reviravoltas, emoção e comoção, que traz a lenda do showbiz em sua turnê no no Swinging London para se apresentar no The Talk of the Town, após três décadas desde as gravações de O Mágico de Oz, aonde sua voz se enfraqueceu, porém,sua intensidade dramática e artística apenas aumentou.

15799138125e2b92543447c-1579913812-3x2-md

Muito drama e realizações quase nulas, de uma ex-prodígio que se viu caindo pouco a pouco, mas que àqueles que realmente o admirava, estava ao seu lado, dando total apoio e dedicação, mostrando sua devoção a uma atriz que cresceu frente aos holofotes e não sabia como desenvolver outra vida fora dele, mesmo que isso fazia se afastar de seus filhos e ter infinitos relacionamentos, repercutindo em cinco frustrantes casamentos.

O filme estreou no Festival de Cinema de Telluride em 30 de agosto de 2019 e foi lançado nos Estados Unidos em 27 de setembro de 2019 e no Reino Unido em 2 de outubro de 2019, com um altíssimo desempenho de Renée, que como dito acima, se entregou por completo neste papel, mas por minha surpresa, a interprete de Judy Garland quando mais jovem, a atriz Darci Shaw, fez bonito ao incorporar a atriz e cantora em seu auge de ouro nas grandes produções da época, sendo intrínseca e visceral, mostrando muita maturidade, mas não deixando de se divertir e ser apenas uma garota de 15 anos.

 

O longa foi nomeado um dos dez melhores filmes independentes de 2019 pelo National Board of Review, onde Zellweger também recebeu o National Board of Review de melhor atriz. No Globo de Ouro de 2020, Zellweger venceu o prêmio de melhor atriz em filme dramático, o Critics Choice de melhor atriz em cinema e o SAG Award. Ela também recebeu indicações para o Oscar e o British Academy Film Award. E agora, chega aos cinemas brasileiros, para emocionar e sensibilizar o público, mostrando uma faceta distinta das apresentadas nas revistas e periódicos sobre a última turnê de Judy Garland.

 

Nota: ⭐⭐⭐

Por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s