JOHNNY HOOKER TRAZ O CARNAVAL PRA DENTRO DO SESC COM SHOW CHEIO DE RITMOS

20200222-183449
Foto por Gi Augusto

No último sábado, 22, Johnny Hooker se apresentou no teatro do Sesc Belenzinho trazendo músicas de seus dois álbuns e seu lançamento mais recente, do segundo semestre de 2019, “Escolheu A Pessoa Errada Para Humilhar”.

Johnny traz um show que não deixa ninguém se arrepender de ter trocado o bloquinho pelo ambiente fechado. Com ritmos alegres e letras que fazem você viajar nos sentimentos, desde a saudade de um amor até o empoderamento, o cantor levou o público ao delírio. O show, que originalmente tinha cadeiras marcadas, aconteceu na beira do palco, com todos dançando e comemorando o momento, se conectando com o músico e com os demais.

20200222-183451
Por Gi Augusto

O ambiente foi de festa, foi de carnaval mas também foi de protestos contra injustiças à classe artística e ao Brasil de 2020. Mas mesmo em meio a gritos de tristeza, as músicas voltavam a levar os fãs ao carnaval. Sim, fãs, todos sabiam o repertório completo na ponta da língua, assim como as coreografias. Em entrevista, o cantor falou sobre o carnaval, seu novo álbum e o Brasil:

 

O Barquinho Cultural – Como é ficar em São Paulo no carnaval?
Johnny – Eu acho que o carnaval de São Paulo tem crescido bastante né. Tem melhorado, porque quando a gente vem de Recife a gente tem essa cultura de carnaval muito grande, muito forte, muito arraigada em quem a gente é. Mas como eu moro aqui, é sempre bom ver essa festa crescer e florescer e tá fazendo parte dela, de uma maneira ou de outra. No carnaval passado a gente tocou num show aberto no Vale do Anhangabaú, agora fazendo aqui no Sesc, mas é bom estar fazendo parte da festa. É ruim que tá chovendo e tá frio né, ai isso é ruim.

OBC – Em outra entrevista, você disse que nem todas as suas músicas são baseadas em experiências suas. Qual é a sua maior inspiração para escrever?
Johnny – Sim. Acho que o que mais me inspira é o Brasil, a nossa cultura. A cultura Latino-americana é muito passional, muito intensa, a gente tem essa coisa da passionalidade né, de viver os amores com muita (gesto). Isso é muito lindo, isso é muito único. E eu acho que é isso, os ritmos brasileiros.

20200222-192230-1
Foto por Gi Augusto

OBC – Foi sua inspiração para o primeiro álbum?
Johnny – Eu acho que o primeiro álbum ele é muito Recife, porque, enfim, foram os anos que eu morei lá. Mas sim, claro, todas esses, ritmos, o brega, o frevo, o axé, o Brasil. Que apesar de ser conservador, autoritário e fascista em algumas partes, também é mágico e inspirador e libertário. Vários países num só (risos)

20200222-183428
Foto por Gi Augusto

OBC- E o próximo álbum? Já tem uma ideia do que vai ser?
Johnny – Estávamos ouvindo ele aqui agora, partes dele (risos). Já estamos fazendo, já tá num processo adiantado, sai ainda esse ano e é um disco, uma nova versão: Johnny apaixonado pela vida agora. É mais sobre sexo, sobre prazer, sobre festejar as liberdades individuais. Que eu acho que a primeira coisa que o conservadorismo ataca são as liberdades individuais, a liberdade de expressão, a liberdade de ser quem você é, expressar sua identidade, sua sexualidade. Então é um contra feitiço contra essa galera das trevas, essa galera que se sentiu representada, autorizada agora a sair do esgoto de onde eles nunca deveriam ter saído (risos)

20200222-183526
Foto por Gi Augusto

OBC – Como você vê seu trabalho no Brasil de hoje?
Johnny – Eu acho que fazer arte e comemorar nossa cultura é mais importante do que nunca agora. Tá festejando, tá beijando na boca, tá vivendo é a coisa mais importante que a gente pode fazer agora. Porque no momento em que tudo dá errado, é um momento de união, é um momento de tá junto, de tá celebrando a nossa identidade pelo que ela representa de diverso e de potente.

OBC – Tá positivo para o Brasil?
Johnny – Não (risos)!

OBC – Nem pro futuro?
Johnny – Nem pro futuro (risos). Mas a gente continua fazendo arte, porque a arte é pro futuro né. Por isso que é mais importante do que nunca agora estar fazendo arte. Mas eu acho que vai demorar pra gente sair desse buraco.

 

Por Gisele Augusto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s