Alice Pereira conta um pouco da vida de uma mulher trans em suas tirinhas na web

20507396-1914679062123385-5311841774781006409-o

Hoje em dia o movimento LGBT vem ganhando força perante a mídia, vindo em contramão de políticas conservadoras, nas quais só reforçam o preconceito e a violência contra grupos minorizados na sociedade. Ainda mais com as pessoas trans, que estão aos poucos conquistando seu espaço para assim terem mais vozes e as demandas desta população ouvida, na arte, política, nos ambientes profissionais e claro na vida cotidiana.

79119718-2435319136726039-268481918956208128-oPensando em reforçar e apoiar mais o poder das pessoas trans, a autora e quadrinista carioca Alice Pereira, criou a página Pequenas Felicidades Trans, no qual já rendeu um livro que foi lançado em 2019, durante a primeira edição da Poc Con. Essa página conta a história de vida de uma mulher trans, em que aborda o assunto de jeito mais divertido e didático da vida de uma mulher transexual.

O trabalho da quadrinista é cheio de cores, traços simples e muito humor, para assim entendermos as questões das dúvidas que surgem, sobre as pessoas cisgênero, que é o indivíduo que se identifica, em todos os aspectos, com o seu “gênero de nascença”.

61797540-2287961294795158-4474172590222475264-oNo livro “Pequenas Felicidades Trans“, pode conhecer mais sobre todo esse processo de autodescoberta, desde a transição física e mental, também da readequação de gênero, as dificuldades com a família, o acolhimento dos amigos, os preconceitos diários, a diferença entre orientação sexual e identidade de gênero. É como um manual para evitar situações constrangedoras e também a transfobia.

Tudo de um jeito leve e divertido, que faz brotar empatia Além de participar da Poc Con do ano passado, Alice também esteve presente no maior Artists Alley do Brasil, na CCXP 2019, lançando seu livro e também propagando ainda mais seu trabalho, que é um pequeno dicionário trans, em que explica como “disforia”, “passabilidade” e “resignação sexual”, através dos quadrinhos.

65320464-10157520579359558-577167618020999168-oIsso fez com que a própria autora se sente mais segura de si, como ela mesma disse em uma entrevista – “Senti medo toda minha vida, enquanto me reprimia… depois que me libertei, parei de sentir medo. E não vai ser agora que vou voltar! Vamos seguir resistindo! Vivendo nossas vidas e contanto nossas histórias.”

A obra se encontra a venda no site oficial da quadrinista e também em diversas comic-shops e atualmente, Alice está participando de diversas lives, em diversos eventos on-line.

Como no último sábado dia 13 de junho, em que ela participou da Poc Con virtual, que começou neste final de semana e acontecerá todos os fins de semana de junho até o dia 27, com muitas outras atrações dos quadrinhos e da literatura LBGT, em divulgação ao mês do orgulho LGBTQ+ nestes tempo de quarentena, eles realizarão uma edição virtual da – a POC CON EM CASA.

 

Para conhecer mais os trabalhos da Alice e suas tirinhas de uma mulher trans, acesse os endereços abaixo:

Instagram | Facebook

Por Priscila Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s