[Crítica] Titanic – O clássico moderno das produções Hollywoodiana

images-4

Titanic é, sem dúvida alguma, o maior dos clássicos modernos. Resgatando o formato  das grandes produções da era de ouro de Hollywood, James Cameron entregou o melhor título de sua carreira. O diretor, fascinado por naufrágios desde a infância, tinha na história de Titanic um ápice. Cameron fez do projeto uma certa experiência científica quando  resolveu filmar nos reais destroços do navio, não propriamente para realizar um filme mas “mergulhar até o naufrágio” nas palavras do diretor.

Mesmo contando com a conturbada produção, seja no descrédito posterior dos executivos da Fox em realizar um grande romace com mais de 3 horas ou nos problemas financeiros (na época o filme foi considerado o mais caro já feito com um orçamento de 200 milhões de dólares) e até mesmo nas tensões durante as filmagens, o perfeccionismo de Cameron afetava a todos, o longa não podia ter dado mais certo, quebrando inúmeros recordes de bilheteria e conquistado as principais  premiações.  images-2 A história é sobre um romace entre dois personagens totalmente opostos, Jack (Leonardo DiCaprio) representa o sonho, a liberdade, certa ambição… e a pobreza, enquanto Rose (Kate Winslet) é rica, tem tudo…mas falta alguma coisa.

Os dois acabam se apaixonando e então Rose, pretendida à casamento com Cal (Billy Zane), deve ir contra todas as pretensões de sua mãe (Frances Fisher) e do noivo, enquanto a morte simbolizada pelo navio se encontra à espreita de todos. É na simplicidade que o roteiro de James Cameron tem seu trunfo, recheando sua história de personagens  e fatos históricos, Titanic se torna uma grande tragédia onde o que basta é acompanhar aqueles que vemos na tela enquanto esperamos o navio sucumbir, o que é possibilitado e intensificado pela qualidade das atuações, já que desde o início já sabemos o que vai acontecer.

Outro fator muito interessante se dá nos temas abordados, no início vemos a grandiosidade da máquina que o homem construiu, buscando se igualar a Deus quem sabe… “o Titanic era o navio dos sonhos“… Já para a metade temos o desenvolvimento da mensagem sobre desigualdade feita durante a construção do romance entre Jack e Rose… E para o terceiro ato, a intensificação dessa mensagem ocorre no, aparentemente realizado em tempo real, momento do naufrágio enquanto vemos a tentativa de salvar apenas aqueles da primeira classe, como também a luta por sobrevivência em que se transforma aquele espaço. 

Além da aceitação da morte e que aquilo que o homem construiu Deus pode sim afundar. O cenário caótico do naufrágio é perceptível como há tantas diferentes maneiras de lidar com a morte, acompanhamos a luta incessante de Jack e Rose em sua tentativa de sobrevivência, além de outros tentando o mesmo, diferentemente do capitão (Bernard Hill) que náufraga junto ao navio.

Em Titanic, como na vida aparentemente, poucos tentam fazer alguma coisa pelos outros, ilustrado pela tentativa da personagem de Kathy Bates de voltar para salvar os que estão morrendo… tornando o naufrágio uma analogia a essa jornada que todos trilhamos. Nos efeitos especiais, Titanic dá exemplo de como misturar efeitos práticos, vide a réplica do navio feita para as tomadas externas, com efeitos de computador, sendo mais realista que muitos feitos atualmente, mesmo que mais de 20 anos tenham se passado desde seu lançamento.

images-5

Somando tudo à trilha sonora de James Horner, outro fator indispensável para elevar o tom do filme, que conduz ilustremente os momentos românticos entre DiCaprio e Winslet, como o suspense da perseguição e a tragédia do naufrágio.  Titanic é um grande épico, possibilitado pela determinação e perfeccionismo de um diretor, que retrata um romance quase que impossível e instiga reflexões e análises tão empolgantes quanto a emoção causada pelo longa.

Por Lucas Aaron

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s