A reabertura dos cinemas em meia à pandemia é necessário?

1584547791

Um projeto sobre a reabertura das salas de cinema está dando o que falar nas redes sociais. O Festival “De Volta Para o Cinema”, idealizado pelo empresário e comunicador Érico Borgo, visa regressar as atividades já no próximo mês, a partir de setembro, com exibições de clássicos da sétima arte.

O festival contará com diferentes grupos com temas distintos, com versões legendadas e dubladas entre os gêneros de ação, comédia, ficção científica, terror, fantasia, suspense e drama.

Pensamos em um Festival com foco nos maiores fãs do cinema, mas sem esquecer que o Brasil é um país vasto, com particularidades em cada região. Portanto, equilibramos sucessos de público e de crítica, clássicos recentes e filmes que marcaram a história do cinema”, disse o curador e idealizador do projeto Érico Borgo.

sala-de-cinema-2

Porém, visando os números de casos e mortes em relação da Covid-19, em que mais de mil pessoas estão morrendo, algumas pessoas estão com um pé trás neste projeto em reabrir as salas de cinemas para exibir filmes antigos, que estão nos canais de streaming.

Todavia, em relação a alguns outros setores que estão abrindo, e até mesmo no transporte público, em que as pessoas se aglomeram todos os dias para ir e vir, além de muita gente não se importando e fazendo festas, saindo às ruas sem máscaras e não tomando as devidas precauções de segurança, seria contraditório alegar a não abertura dos cinemas, que já estão fechados desde o início da quarentena, no mês de março.

Honestamente creio ser perigoso voltar. Em São Paulo muita gente não está mais respeitando a quarentena… bares lotados, festas clandestinas, pessoas sem máscara… ficar duas horas fechado numa sala de cinema cheia, eu acho perigoso. Sinto muita falta de ir ao cinema, mas não teria coragem de ir com a situação que está hoje“, comentou o produtor de conteúdo Marco Antonio Linares.

onibus-lotado-cwb-660x372

Mas, que a vendedora Erika Abreu relata que “ muitos não ficaram em quarentena por conta do trabalho, e muitos lugares reabriram, e se de repente pularem entre a fileira e a cadeira, acho que possa voltar sim, apesar de ser um lugar fechado, mas por aqui todos os dias pego ônibus fechado e lotados“.

Essas opiniões entre voltar a rotina normal, e permanecer em isolamento, está sendo uma contradição de opiniões, ainda mais num país em que muitos saem às ruas sem proteção, enquanto uma minoria está trancafiado dentro de casa, se preocupando de verdade, com quem não está em aí para seus semelhantes, transformando a sociedade num reduto egoísta e oponente contra si mesmo.

selo-ultimas-noticias

No entanto, há quem apoia a situações, e acredita que tomando as precauções necessárias, a reabertura não será um problema, visando aos demais serviços que já estão abertos nas cidades, como falou a cosplay Josi Souza, afirmando que “está voltando a reabrir, acho que o negócio é manter precauções..medir temperatura, higienização, e se possível um distanciamento entre as poltronas, mas sou a favor de voltar sim, vai quem quer“.

Em contrapartida, o 44ª Mostra Internacional de Cinema anunciou nesta semana, que a edição deste ano será totalmente virtual, entre os dias 22 de outubro e 4 de novembro, por conta da pandemia que se alastra pelo país, onde os filmes serão exibidos em uma plataforma de streaming, com ingressos a partir de R$ 6.

A mostra contrá aproximadamente 150 filmes, desenvolvido pela mesma empresa responsável pela plataforma dos festivais de Toronto e Tribeca. A programação deve ser anunciada em breve, nos canais oficiais da Mostra.

streaming-de-filme

E ainda, observando aos canais de streaming, temos o apoio que a Netflix que dá as pequenas produtoras e estúdios, com produções originais, sendo lançadas mensalmente, em um catálogo amplo e atualizado, sem precisar colocar seus usuários em riscos, em eventos que há necessidade em sair de casa e se arriscar diante a uma pandemia árdua e intensa, que se expande diariamente em todos os cantos do país, e sem previsão de baixos e diminuição de casos.

https://platform.twitter.com/widgets.js

Todavia, essa crise no setor, seria uma oportunidade para inovar e renovar as ideias, pensando na segurança e desenvolvimento civico social, e não apenas nos lucros que os grandes estúdios e produtoras não estão tendo, pensando em motivar as pessoas a se cuidarem mais, fazendo que o contágio fosse erradicado e nossas rotinas normalizadas até que uma vacina chegasse ao alcance de todos.

Por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s