O Festival Varilux de Cinema Francês começa na próxima semana em sua versão presencial

vinheta
Começa na próxima semana em todo o Brasil, o Festival Varilux de Cinema Francês 2020, serão 17 longas-metragens inéditos e recém lançados entre 2019/2020 da cinematografia francesa integram a seleção do Festival Varilux 2020 que será realizado em todo país nos cinemas. Entre eles, um documentário e 17 longas de ficção com gêneros como comédia, drama e animação. Todavia, ainda não há um número definido de cidades e de cinemas participantes.

Paris-Frana-A-Torre-Eiffel-foi-iluminada-com-as-cores-azul-branco-e-vermelho-da-bandeira-francesa-Di

Devido à pandemia do novo coronavírus, alguns exibidores terão a opção de programar o festival em datas diferentes, até o final de fevereiro de 2021, e de acordo com a Bonfilm, produtora do evento, as produções devem chegar ao público em todo Brasil e contribuir para a retomada dos cinemas no país.

festival-varilux-de-cinema-frances-vai-ser-online-e-gratuito

Essa é a 11ª edição do evento, consolidado como um dos maiores do cinema Francês, fora da França, em que serão exibidos 17 longas de ficção com gêneros de comédia, drama e animação.

O festival neste ano acontece entre 19 de novembro  a 3 de dezembro em todo o país e ocorrerá presencialmente no cinema, respeitando todos os protocolos recomendados para o retorno do funcionamento dos cinemas brasileiros.

clairedarling2

O festival contará com filmes franceses inéditos nos cinemas brasileiros, entre esses longas estão; de Martin Provost, estrelado pela atriz Juliette Binoche; “A Garota da Pulseira”, de Stéphane Demoustier; “Apagar o Histórico”, sob direção de Gustave Kervern e Benoît Delépin; “Belle Epoque”, de Nicolas Bedos; “DNA”, de Maïwenn; “Donas da Bola”, de Mohamed Hamidi; “Gagarine”, de Fanny Liatard, Jérémy Trouilh; “Mais que Especiais”, de Eric Toledano e Olivier Nakache. Destaque também para os filmes: “Meu Primo”, dirigido por Jan Kounen; “Minhas férias com Patrick”, de Caroline Vignal; “Notre Dame”, de Valérie Donzelli ; “O Sal das Lágrimas”, de Philippe Garrel; “Persona Non Grata”, direção de Roschdy Zem; “Slalom”, de Charlène Favier; “Sou Francês e Preto”, de Jean-Pascal Zadi e John Wax; “Verão de 85”, de François Ozon; “A famosa invasão dos ursos na Sicília”, de Lorenzo Mattotti e “O Capital no século XXI”, documentário dirigido por Justin Pemberton e Thomas Piketty.

abril3

O evento tem como patrocinador principal, o grupo Essilor Varilux e seu apoio se dará por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Além contar com o apoio da Embaixada da França, das Alianças Francesas do Brasil e da Unifrance.

Para mais informações acesse os endereços abaixo:

Site | Facebook | Twitter | Instagram

 

Por Priscila Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s