Matheus Klem apresenta clássicos da música pop com referência ao universo dos games

MaKlem-2
Foto: Divulgação

No próximo dia 12 de dezembro, a cidade de Belo Horizonte, completa 123 anos de fundação, e para celebrar o músico Matheus Klem, lançará um álbum virtual para homenagear a capital mineira. Intitulado, SuperMaklem World Belo Horizonte, o disco traz releituras de bandas e artistas consagrados naturais de Minas Gerais, como Skank, Jota Quest, Pato Fu, Lô Borges e Vander Lee.

As canções contam com uma sonoridade marcante influenciada pelo videogame, além de conter elementos com referência ao New Wave também, trazendo aos fãs de games e música pop uma mistura inusitada e irreverente de reinterpretações memoráveis de grandes compositores belo-horizontinos, entre eles estão, desde o Clube da Esquina, passando pelo pop-rock dos anos 90, até a geração atual de artistas como Lô Borges, Vander Lee, das bandas Skank, Pato Fu, Jota Quest, Lagum, Pipa e Rosa Neon, além das duplas Clara e Sofia, Mila e Marcus. Clássicos como “Paisagem da Janela”, “Amores Imperfeitos”, “Canção pra você viver mais” e “Esperando Aviões” compõem o repertório.

Nostalgic-Love-Capa-1
Foto: Divulgação

Resolvi homenagear grupos que admiro, músicos que são meus amigos e projetos musicais sensacionais da atual geração que escuto”, conta Klem.

O álbum ainda contou com participações de Juliano Alvarenga, integrante da banda Daparte, que tocou as guitarras da faixa “3 da manhã”. E na canção “É você”, da dupla Mila e Marcus, Camila Mendes e Marcus Ottoni gravaram respectivamente os teclados e o violão.

Matheus que é um fã aficionado por games, principalmente Mario Bros., que traz uma presença marcante na identidade de seu novo compacto, tanto nas composições quão no visual, que tem arte de sua irmã, a ilustradora Daniela Klem, que se baseou por completo no gráfico do jogo Super Mario World, do Super Nintendo, utilizando essências do game, para fazer uma brincadeira ao desenhar o mapa de Belo Horizonte, com pontos turísticos importantes da cidade, inspirando-se no mapa do jogo do Mario.

Capa-Yoshi
Foto: Divulgação

Eu nasci em 1989. Desde os meus sete anos de idade, não me lembro de ter ficado nenhum ano sem ter jogado, pelo menos, um jogo de videogame, principalmente os jogos da Nintendo, como o Mario Bros. Antes da pandemia, eu estava trabalhando muito, cuidando de uma loja, fato que me afastou um pouco dos games. Mas o ócio do distanciamento social acabou me trazendo de volta aos jogos”, explica o músico.

O álbum encontra-se disponível através das plataformas digitais de música SoundCloud e YouTube.

 

Por Patrícia Visconti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s